Raças e classes: o caldeirão latino-americano - Le Monde Diplomatique

UMA QUESTÃO DE QUATRO SÉCULOS

Raças e classes: o caldeirão latino-americano

Edição 169 | América Latina
por Ezequiel Adamovsky
2 de agosto de 2021
compartilhar
visualização

Com as independências do século XIX, a América Latina abandonou oficialmente as hierarquias raciais que prevaleceram durante a colonização: não se devia mais distinguir os descendentes de indígenas, escravos e colonos europeus. Mas a divisão étnica do período imperial foi substituída por uma “pigmentocracia”, que faz da cor da pele um marcador social

Na América Latina, como em qualquer outra parte, o capitalismo alicerçou suas hierarquias de classes apoiando-as nas distinções étnicas e raciais preexistentes. Às duas categorias surgidas na conquista (século XVI) – de um lado, os autóctones; do outro, os colonizadores espanhóis e portugueses –, o desenvolvimento da escravidão acrescentou uma terceira, com estatuto jurídico, étnico …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

RESENHA

O homem que enterrou Hitler

Online | Brasil
por Ronaldo Abreu Vaio
EDUCAÇÃO

Nativos ou cretinos digitais do capitalismo?

Online | Mundo
por Luiz Fernando Leal Padulla
COREIA DO SUL

A estagnação econômica brasileira à luz da prosperidade sul coreana

Online | Coréia do Sul
por Daniela Cardoso
O QUE É IMPRESCINDÍVEL PARA UMA VIDA DIGNA

Entrando em consenso: democracia e dignidade para a erradicação da pobreza

Online | Brasil
por Flávia Uchôa de Oliveira, Shailen Nandy, Ana Elisa Spaolonzi Queiroz Assis e Luís Renato Vedovato
Guilhotina

Guilhotina #139 - Beatriz Accioly Lins

MEIO AMBIENTE

Os dois Brasis que irão à COP26

Online | Brasil
por Carlos Bocuhy
CONJUNTURA

A ascensão do bolsonarismo e a tempestade perfeita da sindemia de Covid-19

Online | Brasil
por Cesar Calejon
SÉRIE NETFLIX

A verdade tem estrutura de Round 6

Online | Mundo
por José Isaías Venera