Retirada norte-americana vai durar seis meses... - Le Monde Diplomatique

CRISE UCRANIANA É PRETEXTO PARA ESTADOS UNIDOS PRESERVAREM SUA SUPERIORIDADE

Retirada norte-americana vai durar seis meses…

Edição 176 | Ucrânia
por Michael Klare
3 de março de 2022
compartilhar
visualização

Seis meses após a queda de Cabul e da debandada ocidental do Afeganistão, os Estados Unidos sentem-se obrigados a enfrentar um desafio colocado por um rival estratégico, a Rússia, poderosa militarmente, mas, a seus olhos, menos prioritária que a China. O conflito na Ucrânia, contudo, permite que Washington reúna atrás de si aliados europeus amedrontados

A evolução recente da política externa dos Estados Unidos parece tão paradoxal que numerosos comentaristas já não sabem o que dizer: por um lado, a retirada apressada e confusa das tropas do Afeganistão alimentou a suspeita de uma grande potência em declínio, que não hesita em abandonar seus compromissos internacionais; por outro, sua resposta vigorosa …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

Eleições

A política não cabe na urna

Online | Brasil
por Mariana de Mattos Rubiano
IMPACTOS DA CRISE E DA GUERRA NA ECONOMIA CHILENA

Surto inflacionário agrava a crise alimentar

por Hugo Fazio

Junho de 2022: o plano Biden para a América do Sul

Online | América Latina
por Luciana Wietchikoski e Lívia Peres Milani
PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO POLÍTICA E SOCIAL

A reta final da Constituinte chilena

Online | Chile
por David Ribeiro
ARGENTINA

Isso não pode acontecer aqui...

Séries Especiais | Argentina
por José Natanson
RESENHAS

Miscelânea

Edição 180 | Brasil
ENTREVISTA – EMBAIXADORA THEREZA QUINTELLA

Balança geopolítica mundial deve pender para o lado asiático

Edição 180 | EUA
por Roberto Amaral e Pedro Amaral
UMA NOVA LEI EUROPEIA SOBRE OS SERVIÇOS DIGITAIS

Para automatizar a censura, clique aqui

Edição 180 | Europa
por Clément Perarnaud