Mulheres negras movendo as políticas no enfrentamento à pandemia

RESISTÊNCIA E REINVENÇÃO

Mulheres negras movendo as políticas no enfrentamento à pandemia

por Sheila de Carvalho
1 de setembro de 2021
compartilhar
visualização

O Brasil ultrapassou a marca de mais de 570 mil vidas perdidas. Se não estivesse tão evidente quem iria morrer, esse governo iria atuar com a negligência criminosa com que atuou? Nesse cenário devastador, a ação política de mulheres negras foi essencial para poupar vidas e trazer o mínimo de dignidade para que pudéssemos atravessar esse período

“Caminhar nos lugares onde dizem que não podemos caminhar.”1 Essa frase de Vó Tuli, avó da pesquisadora Winnie Bueno, nos coloca para refletir o que é uma mulher negra fazendo política no Brasil. Na política, é determinado às mulheres negras um lugar de invisibilidade, esquecimento e apagamento. E isso faz que muitas vezes não seja …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

DIREITO À CIDADE

Os desafios da precarização do trabalho e o avanço da nova informalidade nas metrópoles

por Vários autores
COPA: FUTEBOL E POLÍTICA

Brasis no Catar: primeiro carnaval, primeiro pelourinho também

por Helcio Herbert Neto
SEGURANÇA ALIMENTAR

Entre o consignado e a fome: tumultos e cozinhas solidárias

Online | Brasil
por Denise De Sordi
IDEIAS PARA UM BRASIL DEMOCRÁTICO

A democracia na mira das plataformas digitais

Online | Brasil
por Aline Souza, Nataly Queiroz e Sheley Gomes
RESGATE DE IDENTIDADE E HONRA DE UMA ETNIA PERSEGUIDA

Justiça retributiva e vingança

Online | Mundo
por Felipe Labruna
ENTREVISTA

Editor do Wikileaks: 'o jornalismo está sob grave ameaça'

Online | Mundo
por Carolina Azevedo
A CRISE NA CULTURA

Editais de cultura no Paraná: campo de influência na capital controla o estadual

por Por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
A CRISE DA CULTURA

Lei Aldir Blanc e os editais do “cercadinho de Curitiba”

por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil