Skip to content
Subscribe
Notify of
 
12 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Diogo
6 de maio de 2024 17:29

Texto esplêndido. Fato importante e quase nunca lembrado da influência da venerável maçonaria nos ideais humanitários, para terra de além-mar. Isso sem esquecer dos grandes movimentos em nosso país com influência direta das grandes lojas.

Renan Vieira
6 de maio de 2024 23:33

Sempre excelentes artigos do professor Barboza! Mais um recheado de conhecimentos e particularidades da história.

Saudações !

Renato
6 de maio de 2024 23:38

Boa noite. Tive que reparar na citação de Nicolau Maquiavel acima, da sua obra mais conhecida que é O Príncipe, escrito em 1513 e publicado 1532. O autor do referido texto como especialista em Maquiavel não deixou de mencionar nesse texto.
não conhecia o personagem citado mas ao meu ver ele colocou em prática tudo que Maquiavel sugere. A crueldade chegou aos fins máximos como instrumento para conseguir o que se almejava. Isso é perfeito para reflexão pessoal e acadêmica.

Parabéns.

Felipe Alves
7 de maio de 2024 00:18

Enigmático: Assembleia geral realizada no dia 05/05.
Robespierre nascido em 06/05.
Anos diferentes mas datas separadas por 24h. Impressionante!!!!

João Silva
7 de maio de 2024 01:33

Robespierre foi o precursor do grande conquistador Napoleão. Lamentável não reportarem uma mísera reprodução cinematográfica digna pra esse personagem histórico.
Se não fosse contraditório não teria tanta graça! Excelente texto. Parabéns a equipe do Diplo.

Luci Pinheiro
7 de maio de 2024 07:31

Senti falta das recomendações de leitura. Sempre as sigo!!!

Rubens Fernandes
7 de maio de 2024 17:27

Na escola pouco aprendi sobre revolução francesa e os atores que tiveram participação nesse marco histórico. O referido artigo vale muito apresentar aos alunos e docentes, pois é didático sem ser cansativo.
Seria muito legal se tivesse contato com um texto assim naquela época. Falta interesse da parte dos aprendestes mas também conteúdo que o aluno goste de ler.

Que os professores tenham contato e compartilhem esse artigo. Certamente quem quer aprender sobre a revolução francesa vai se interessar.

David Amorim
7 de maio de 2024 19:35

O mesmo Robespierre afirma que “O segredo da liberdade é de educar os homens, assim como o da tirania é conservá-los na ignorância.”

Muito controverso. O famoso “faça o que digo mas não o que faço”.

Sérgio
7 de maio de 2024 21:24

Como bem exposto, o enigmático líder jacobino encarnou a diáspora maquiavélica da virtù: virtù cívica romana que priorizava os atributos e qualidades vigorosas, atitudes bélicas e ações práticas.
Robespierre para estabelecer um fim comum – a revolução e queda do antigo regime – inicia um processo de caminhada que não leva a ética e a moral como vias a seguir e pautar-se, assim como julgou 2 séculos anteriormente Nicolau Maquiavel.
O francês levou até as últimas consequências sua máxima de “amor e temor” como frisou o autor do artigo. Essas consequências levaram-no a provar do próprio veneno, porém não deixaram-no ser esquecido na história.

Gianfranco
7 de maio de 2024 22:51

Articolo belissimo.
Complimenti caro Railson Barboza.

Luciana Bittencourt
10 de maio de 2024 08:23

Bom dia! Adorei o texto. Muito bom pra ler acompanhada de um café quente numa sexta feira chuvosa 😅

Abraços

Camila Faria
11 de maio de 2024 14:07

Excelente !!!!!

COPYLEFT © LE MONDE DIPLOMATIQUE

Desenvolvido por: Prima Estúdio

AcessarAssine