Audiências de custódia por videoconferência

Acervo Online | Brasil
Criadas em 2015, as audiências de custódia garantem que a pessoa, uma vez presa, seja levada o mais rápido possível à presença de um juiz, para que este verifique a legalidade da detenção e, principalmente, se houve tortura ou maus-tratos. No dia 24 de novembro de 2020, plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou que, durante a pandemia, tais audiências possam ser realizadas por videoconferência. Especial analisa as consequências dessa decisão

03 de dezembro 2020

Um grave retrocesso no combate à tortura no Brasil

Que ninguém se engane. O episódio de espancamento até a morte de João Alberto Silveira Freitas pelos seguranças do supermercado Carrefour tem mui...

por Valdete Souto Severo e Simone Schreiber

Nós, mães e familiares de vítimas de terrorismo do Estado, dizemos não às a...

Colocada em prática em todos os estados brasileiros em 2015, a medida que estabelece as audiências de custódia prevê que a pessoa acusada se apres...

por Por Agenda Nacional pelo Desencarceramento

Audiências de custódia presenciais são as únicas dignas deste nome

“existe um abismo semântico que separa a expressão ‘presença’ da ‘ausência’, efetivada na prática com as audiências virtuais”. Luiz Henrique Almeida   Da previsão à realização Toda pessoa privada de liberdade tem o direito de ser conduzida à presença de um juiz imediatamente após a prisão. É o que prevê a Convenção Americana de Direitos Humanos e o Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos da ON...

por Mariana Castro, Nathalia Parente e Thiago de Luna Cury

Decisão do CNJ torna tortura invisível e indetectável

De cabeça baixa, olhos roxos e aparência abatida, Júlia,[1] de 26 anos, caminhava lentamente em direção à cadeira de frente para o juiz. Naquela...

por Hugo Leonardo, Gabriel Sampaio e Sylvia Dias

Especiais relacionados

Desafios da integração

Séries Especiais | América Latina

Pensar a integração da América Latina hoje para o mundo e para si mesma, em sua potencialidade criativa, na prática política e na geração de conhecimento é o ob...

Não bote fé nas fake news

Nesta série especial, realizada em parceria com a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (Cese), vamos abordar o fenômeno das fake news e seus impactos entre as comunidad...

Reforma Urbana e Direito à Cidade: os desafios do desenvolvimento

Nesta série,  apresentaremos reflexões e proposições sobre um amplo e diversificado conjunto de temas relacionados com a retomada do histórico projeto de reforma ur...

Violações e resistências: as faces do direito à comunicação no Brasil

Uma mirada crítica para o que ocorreu no setor das comunicações em 2021 não deixa dúvidas de que, parafraseando Aldir Blanc e João Bosco, a democracia brasileira da...