Por uma agricultura da vida no campo e na cidade

“Belo Horizonte Que os prédio esconde Hoje há de ser Bem mió do que onti” (do poeta e jardineiro Kenny Mendes) Dois mil e vinte e um, século XXI, tempo de pandemias, enchentes, queimadas e fome. O capitalismo cresce como um vírus que deixa rastros de destruição e escassez, transformando florestas, montanhas e rios em …

por em

Racismo e violência letal do Estado: um olhar a partir da Baixada Fluminense

Habitada por cerca de 3,9 milhões de pessoas e reunindo treze cidades, a Baixada Fluminense[1] carrega em si a memória de um espaço social forjado na luta do povo contra opressões, violências e desigualdades de toda espécie. Foi nas décadas da ditadura civil-militar (1964-1985) que a região experimentou algumas das referências de luta e de …

por em

O que nós, juízes, deveríamos saber sobre a prisão

Na obra Escritos da casa morta, produzida por Dostoiévski depois de sua prisão na Sibéria e lançada entre 1861 e 1862, o tratamento humano a que todo preso tem direito é algo que pulsa do início ao fim. “Qualquer um, seja quem for e por mais humilhado que se sinta, mesmo que instintivamente, mesmo que …

por em

Poder econômico e disputas políticas no setor de planos de saúde

Nos últimos anos, o setor de planos de saúde tem ganhado crescente destaque no debate público nacional. E não por motivos alvissareiros. De disputas políticas a ações judiciais, passando até por páginas policiais, a saúde suplementar brasileira encontra-se numa grande encruzilhada. Os fatos falam por si. O último evento político relacionado ao setor foram as …

por em

Helião tinha razão

Sobre um sample entristecido, o sorriso de um velho irrompe no meio da canção para sentenciar: “Hélio, Hélio, nem tudo tá perdido. Vamos acreditar nessa rapaziada que tá chegando…”. A mensagem soa como um respiro que antes parece impossível à música, e o próprio arranjo trata de separar bem as coisas: sai a voz amargurada …

por em

O que tanques de guerra e veto de absorventes têm em comum?

Em 6 de outubro, uma mensagem da Subchefia para Assuntos Jurídicos da Secretaria-Geral da Presidência da República, endereçada ao presidente do Senado Federal, oficializou o veto parcial ao Projeto de Lei n.4.968, de 2019, que instituiria o Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual, alterando a Lei nº 11.346, de 15 de setembro de …

por em

O audiovisual no contexto das transformações nas políticas públicas

Historicamente, é notória a relação que o cinema brasileiro mantém com o governo federal. O fomento à produção existe desde o Estado Novo de Getúlio Vargas (1937-1945), através do Departamento do Instituto Nacional de Cinema Educativo (INCE), fundado em 1936. Em 1966, em plena ditadura militar, foi criado o Instituto Nacional de Cinema (INC), encarregado …

por em

Óbito também é alta: o novo mantra do terror

“O consentimento voluntário do ser humano é absolutamente essencial. Isso significa que as pessoas que serão submetidas ao experimento devem ser legalmente capazes de dar consentimento; essas pessoas devem exercer o livre direito de escolha sem qualquer intervenção de elementos de força, fraude, mentira, coação, astúcia ou outra forma de restrição posterior; devem ter conhecimento …

por em

A geopolítica do negacionismo climático

O debate sobre as mudanças climáticas explicita um caso extremo de politização da ciência. Interesses corporativos, agremiações políticas conservadoras e intelectuais com pouca ou nenhuma credencial no campo de pesquisas da climatologia articularam-se material e discursivamente nos países anglo-saxões para evitar que as conclusões apresentadas pelo IPCC se traduzissem em medidas regulatórias ou políticas públicas …

por em

7 de setembro e os eventos-teste de Bolsonaro

Movimentos ousados precisam de testes, demonstrações de deslocamentos, medição de força e autoridade. Nem sempre, portanto, eles costumam parecer o que são. Quando se planeja ações, você antecipa um movimento, como um ensaio, com objetivo de assegurar que, no momento certo, você saberá com exatidão a forma e as forças que reúne. O ato de …

por em

A privatização dos Correios

No início de agosto, a toque de caixa, o governo federal conseguiu aprovar na Câmara dos Deputados o projeto de lei 591, que altera o serviço postal brasileiro. A propositura, que ainda será analisada pelo Senado, liberaliza todo o mercado de serviços postais no país, eliminando o monopólio parcial existente na operação das atividades; permite …

por em

O Programa Auxílio Brasil e o encerramento do Bolsa Família

O encerramento do Bolsa Família foi anunciado com a publicação da Medida Provisória (MP) 1.061 de 9 de agosto, que institui o “Programa Auxílio Brasil”. Após meses de idas e vindas, tentativas de trocas de nomes, propostas de rearranjo do programa lançadas na imprensa e negociações em torno de valores que pareciam não ter lastro …

por em

Apartheid brasileiro e olhos que teimam em desolhar

Há poucos dias, viralizou nas redes sociais uma montagem de duas fotos. Localizada na parte de cima da montagem, a primeira mostrava a equipe de funcionários da Ável, empresa especializada em assessoria de investimentos ligada à XP Investimentos. Na segunda, inserida na parte de baixo da montagem, dezenas de garis trabalhadores do Rio de Janeiro. …

por em

Coligações em eleições proporcionais: o menor dos males ou vitória do “centrão”?

A aprovação na Câmara do projeto de emenda constitucional (PEC) 125/2011 prevê o restabelecimento das coligações em eleições proporcionais. A PEC agora segue para o Senado, onde, para valer nas próximas eleições, precisará receber o apoio de ao menos três quintos dos senadores antes de outubro. A título de lembrança, as coligações foram abolidas em …

por em

A negação climática do governo de Jair Bolsonaro

O Relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), divulgado neste mês de agosto, traz novos dados alarmantes e demonstra a urgência na redução das emissões de Gases Efeito Estufa (GEE). Segundo Alok Sharma, representante do Reino Unido que está liderando a COP 26, a cúpula do clima que será sediada em novembro deste ano …

por em

“Eu era manipulado a achar que palestinos eram terroristas”, diz Joe Sacco

Era começo de tarde em São Paulo e manhã em Portland, cidade no estado norte-americano do Oregon, quando Joe Sacco atendeu à chamada de vídeo. Conhecido como um dos grandes nomes do jornalismo em quadrinhos e uma das mais importantes vozes pela causa palestina no Ocidente, Sacco concedeu entrevista ao Le Monde Diplomatique Brasil. Nela, …

por em

O voto impresso antecipa o embate entre o Judiciário e o Executivo

A decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em abrir inquérito administrativo contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por causa dos ataques feitos ao sistema eleitoral brasileiro, somada à decisão de colocá-lo como parte do chamado inquérito das fake news que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), representa uma espécie de mostra institucional da artilharia …

por em

Uma crítica ao racismo, ao conservadorismo e às pedagogias de reprodução na educação

A descoberta recente dos restos mortais de mais de novecentas crianças indígenas em escolas católicas no Canadá revela não só os horrores do colonialismo, mas também expõe o modo como as políticas fascistas de eugenismo sistêmico e descartabilidade dos seres humanos seguem sendo reproduzidas em razão do constante apagamento da história. Enquanto os atos genocidas …

por em

Após o assassinato de Moïse, setores populares devem liderar o caminho

Nas primeiras horas do dia 7 de julho, assassinos ainda desconhecidos entraram na residência particular do presidente do Haiti, Jovenel Moïse, matando-o e ferindo a primeira-dama, que foi enviada de avião para a Flórida, nos Estados Unidos, a fim de receber atendimentos de emergência. Em filmagens anônimas do local, um homem fortemente armado, falando inglês …

por em

Pazuello, o cavalo no xadrez de Bolsonaro

As declarações do presidente do Superior Tribunal Militar (STM), general Luis Carlos Gomes Mattos, de que a oposição estaria “esticando a corda” da democracia não são fato novo. Inúmeros foram os pronunciamentos similares ao longo do governo Bolsonaro de diferentes representantes das Forças Armadas e, até mesmo antes das eleições de 2018 com o famoso …

por em

Estratégia das grandes petrolíferas está conectada aos países de origem

A estratégia de transição energética das grandes petrolíferas internacionais está alinhada principalmente a três fatores interligados: a dimensão das reservas de óleo e gás de seus países de origem; as estratégias energéticas desses países; e, mais recentemente, o nível da pressão social, política e financeira a que estão submetidas para diversificar seus portfólios e reduzir …

por em

Elites argentinas e os indígenas

Uma declaração para espanhol ver Em 9 de junho, o presidente argentino Alberto Fernández, peronista kirchnerista, em encontro oficial com o premiê espanhol, proferiu declaração com imediata repercussão. Disse que os mexicanos vieram dos indígenas, os brasileiros da selva e os argentinos de barcos que vinham da Europa, creditando a Octávio Paz uma comparação elaborada …

por em

A militarização do Ministério da Saúde e a “missão cumprida” de Pazuello

“Missão cumprida”. Esta é a resposta do general Eduardo Pazuello quando perguntado na CPI da Pandemia no Senado sobre por que foi exonerado do Ministério da Saúde. De certa forma, não poderia ser mais verdadeira e coerente essa reposta, mesmo que não seja pela razão de ter realizado um bom trabalho para a população brasileira, …

por em

Um olhar sobre o Jacarezinho

“Código contra violência policial Os moradores do Jacarezinho, preocupados com a violência que domina a área e com os abusos policiais de que a favela tem sido vítima, elaboraram um código de ética para apresentar ao Secretário de Segurança Pública, visando o seu cumprimento pelos policiais da área: Servir à sociedade como obrigação fundamental Proteger …

por em

A ordem em perigo e a brecha à esquerda

Não é de hoje que a esquerda não tem um projeto claro e convincente de sociedade. E a ausência de um horizonte político capaz de contagiar as massas explica muitas coisas. Por um lado, a incapacidade das forças progressistas de se aproveitarem da crise persistente do capitalismo, e da sua gestão liberal-democrática. A única alternativa …

por em

Massacre no Jacarezinho: necropolítica aplicada

Missão Impossível Rio de Janeiro, maio de 2021. Assumamos que existisse de fato, na cidade, uma situação análoga à guerra – ou à “guerra de guerrilhas”, ou ainda, à “guerra urbana” – entre forças do Estado e grupos do narcotráfico. Assumamos, por um instante, que o enfrentamento militarizado contra facções do tráfico fosse uma tática …

por em

Frigoríficos: a banalização do sofrimento dos trabalhadores

O elevado número de acidentes e doenças relacionados ao trabalho nos frigoríficos é digno de nota no Brasil. O país ocupa, no contexto dos países do G-20 e das Américas, o segundo lugar em mortalidade no trabalho, com 8 mil óbitos a cada 100 mil vínculos de emprego. Entre os setores com destacado aumento do …

por em

Os filmes de Miyazaki e a percepção ambiental

Por que deveríamos assistir, hoje, aos filmes do Studio Ghibli? Convencionou-se dizer que eles nos ajudam a lidar com nossos próprios aspectos sombrios. Mas, quando os examinamos, vemos que na verdade eles nos ajudam a lidar com os aspectos mais sombrios de toda a civilização, em especial os que têm colocado a natureza e a …

por em

Entulho autoritário é usado para perseguir opositores de Bolsonaro

A discussão sobre a constitucionalidade da Lei de Segurança Nacional (n. 7210/1983) está no centro do debate público atual, tendo em vista seu uso contra opositores do governo Bolsonaro, com destaque para figuras relevantes como Ciro Gomes, Guilherme Boulos e Felipe Neto, dentre outros. A perseguição feita pelo Ministério da Justiça e Polícia Federal, em …

por em

A vida, a saúde e a educação são mesmo consideradas essenciais no estado de São Paulo?

Temos vivido, no Brasil, um contexto gravíssimo durante a pandemia. A banalização das mortes em massa, descalabros políticos em âmbito federal e negligência em muitos estados e municípios. Em fevereiro e no início de março de 2021, naturalizaram-se também as mortes de estudantes e professoras(es), em escolas do estado de São Paulo, descaso agora confirmado …

por em

Bolsonaro sem Trump: um balanço das relações bilaterais na conjuntura atual

O início da administração de Joe Biden tem um significado importante para o Brasil. Esse significado está ligado à tentativa frustrada do governo Bolsonaro de apoiar as relações bilaterais com os estadunidenses a partir de pontes com o ex-presidente Donald Trump e com o movimento de extrema-direita que o sustentava. Assim, cabe a pergunta: o …

por em

O fim do novo sindicalismo

O mapa da crise O mercado de trabalho brasileiro vive uma crise dramática. Não há indicador que aponte um cenário positivo para a classe trabalhadora, em curto ou médio prazo. A longo prazo, o cenário pode ser catastrófico. Isso porque as opções político-econômicas do Brasil, no último período, ressaltaram uma tendência neoliberal de desmonte de …

por em

Pobres mais pobres, ricos mais ricos

O enfrentamento da pobreza e das desigualdades seguirá sendo um dos maiores desafios da humanidade no período pós-Covid-19. Já eram antes da pandemia, como revelam os compromissos assumidos para redução da fome e da pobreza em 2000 na Agenda de Desenvolvimento do Milênio, e depois reiterados na Agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações …

por em

Não à chantagem da PEC Emergencial!

A fome ronda os brasileiros. Antes da pandemia já tínhamos 15 milhões de brasileiros e brasileiras vivendo abaixo do nível de pobreza. Especialistas afirmam que, com o agravamento da crise econômica e social pela crise sanitária, esse número teria dobrado. Com isso, 30 milhões de irmãos e irmãs nossos e nossas estão passando fome neste …

por em

As duas faces da crise venezuelana

Dois brutamontes avançam, intimidadores. O homem que está diante deles, com a cabeça coberta por um boné vermelho, tenta dialogar. De nada adianta: ele é empurrado, ameaçado… De repente, uma terceira pessoa aparece. Ela tira um revólver da calça e abre fogo. A multidão grita; o homem de boné cai. Em agosto de 2017, esse …

por em

A jogada por trás dos sites caça-cliques

Fabricar em alguns minutos artigos insólitos sobre o último tema que agita as redes sociais, inserir sutilmente referências elogiosas aos anunciantes, espalhar o conjunto de vídeos divertidos que vão viralizar na internet: a receita levou a picos de audiência sites de variedades como Melty, Konbini e BuzzFeed. A imprensa tradicional direciona a esses jovens concorrentes …

por em

Disputas pelo poder político causam aumento da violência contra os povos indígenas

O Relatório Violência Contra os Povos Indígenas no Brasil relativo ao ano de 2016 abordará, com ênfase, os impactos de dois momentos da política indigenista, tendo em vista que o Estado foi administrado por governantes com perspectivas diferentes no que tange aos direitos constitucionais das comunidades. O governo da presidenta Dilma priorizava, em sua política, …

por em

O que fazer do “brasil”?

Há trinta anos, Roberto DaMatta publicou um ensaio de grande repercussão: O que faz do brasil, Brasil?1 Discutia a identidade brasileira e nossa capacidade de negociar, relativizar e sintetizar, que lhe permitia acreditar na possibilidade de inventarmos um futuro comum, mesmo convivendo com desigualdades de todo tipo e articulando hierarquias com a cordialidade que seria …

por em

Para quem a Belo Sun mente?

Em fevereiro de 2017, a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará (Semas/PA) autorizou a instalação da maior mineradora de ouro a céu aberto do Brasil. Trata-se do Projeto Volta Grande, da empresa canadense Belo Sun Mining Corporation, pertencente ao grupo Forbes & Manhattan Inc. e que será instalado na beira do …

por em

Árabes na América Latina

Manifestante contra a guerra na Síria sobre a faixa de pedestre na Avenida Paulista O libanês de origem Michel Temer torna-se presidente do Brasil.” Em 1º de setembro de 2016, a manchete do An-Nahar, jornal conservador de Beirute, não fez a menor alusão a Dilma Rousseff, obrigada a ceder seu lugar àquele que até então …

por em

Os povos indígenas, emparedados pela crise política no Brasil

Após duas décadas de ditadura militar, a  Constituição de 1988 consagrou os direitos humanos e a proteção do meio ambiente. Apelidada de Constituição Cidadã, expressou a esperança de um regime de justiça e democracia. Trinta anos depois, ela já sofreu múltiplas distorções: seus termos não são observadose, mais grave ainda, emendas constitucionais e outras normas …

por em

O craque crespo

Desde que Neymar despontou no futebol, uma de suas marcas registradas é o cabelo. Sempre com um visual novo a cada campeonato, o jogador já apareceu em campo com corte moicano, tingido de loiro, raspado e com os fios alisados (ou tudo isso de uma vez), inspirando milhares de fãs mirins a adotar seus looks …

por em

A agricultura orgânica ameaçada pela indústria do “orgânico”

Nada se parece mais com uma maçã do que outra maçã”, afirma Claude Gruffat, CEO da Biocoop. O que faz a diferença são os valores. A agricultura orgânica representa hoje 5,7% das áreas agrícolas francesas, ou seja, três vezes mais que em 2002. Esse mercado em pleno crescimento atrai importantes grupos de beneficiamento e distribuição, …

por em

Novo massacre indígena no Maranhão

Os buracos de bala são as testemunhas na silenciosa e bucólica paisagem de um sítio na Baixada do Maranhão. Estão em troncos de árvores, nas paredes externas da casa. Traçam o caminho realizado por cerca de trinta indígenas do povo gamela, que haviam ocupado o local horas antes, recuando diante do avanço de 250 indivíduos, …

por em

Em Chiapas, a revolução continua

Eles têm medo que descubramos a possibilidade de governarmos a nós mesmos”, lança a maestra Eloisa. Essa frase é proferida desde 2013 a centenas de simpatizantes vindos do México e de fora do país para conhecer a experiência zapatista durante uma semana de imersão ativa. Batizada carinhosamente de “Escuelita”, essa iniciativa visava inverter a síndrome …

por em

O governo Temer na economia: conjuntura, estrutura e “fracasso”

No fim de abril de 2017, os sinais da conjuntura econômica eram dúbios, mas não autorizavam grande otimismo. Beneficiados por uma mudança metodológica (usual, mas desta vez muito mal esclarecida) relativa aos setores de comércio e serviços, os indicadores antecedentes apontavam para um encerramento da recessão no primeiro trimestre. Por outro lado, os dados de …

por em

A racionalidade de Pyongyang

A retomada da tensão na Península Coreana, que se seguiu ao desfile militar espetacular organizado por Pyongyang e ao envio de uma frota ao largo de sua costa por Washington, não foi em si uma novidade. O que na realidade se revela novo é que a demonstração de força era um blefe: o porta-aviões e …

por em

É preciso falar de Rafael Braga Vieira

A compreensão do sistema penal exige de nós não só uma reflexão aprofundada sobre o racismo e sobre como ele tem estruturado as relações de opressão, mas também um questionamento ativo do papel reprodutivo que a ideia de raça desempenha para o sistema penal, colocando de modo manifesto a estrutura da colonialidade que tem informado …

por em

A Palestina, sempre recomeçando

  No fim de abril de 2017, alguns parlamentares republicanos do Congresso dos Estados Unidos criaram um grupo (caucus) chamado “Israel Victory”.1 “Acreditamos”, declaram, “que Israel é vitorioso na guerra e que esse fato deve ser reconhecido se quisermos alcançar a paz entre Israel e seus vizinhos.” É necessário, diz um de seus membros, o …

por em

Refugiados, um bom negócio

Como em todos os salões internacionais, os estandes estão cobertos de cartazes com cores vivas, fotografias atraentes e recepcionistas bem vestidas. Homens elegantes de terno trocam ostensivamente seus cartões de visita. Entre os displays, grandes maquetes de contêineres com design impecável; cidades em miniatura nas quais reinam a ordem e a limpeza. “Posso lhe enviar …

por em

Entre o medo, o desdém e a cólera: o avanço da extrema direita no Brasil

Quem prepara os meios pelos quais se apoderaria de mim está em guerra comigo, embora não esteja ainda me lançando dardos nem flechas. Essa é uma frase de Demóstenes, orador grego que no discurso conhecido como a Terceira Filípica tenta convencer os atenienses a se protegerem do avanço de Filipe II da Macedônia em meados …

por em

O Estado profundo

Quando um chefe de Estado errático e desinteressado em aprender qualquer coisa que ele ignore comanda o mais poderoso Exército do mundo, todos ficam em alerta. Mas, quando Donald Trump ordenou que seus generais bombardeassem a Síria e se envolvessem em exercícios navais na Ásia, ele foi ovacionado pelos parlamentares norte-americanos, republicanos e democratas, bem …

por em

Será que todo mundo evaporou?

Crédito: Ana De Francesco “Bem ali, onde está aquele pé de cajá morto, era a casa de Diano, irmão de seu Dinaldo. Logo ali era a minha, pode encostar.” Cleo vai até a beira da voadeira, que na impossibilidade de atracar em terra é amarrada a uma árvore seca. A casa de Cleo, assim como …

por em

O habitar precário e invisível: conflitos e disputas da política habitacional no território da Cracolândia

Até o início do século XXI as tentativas de transformação urbana no centro de São Paulo estavam pautadas nos projetos culturais e na valorização do espaço público. Os governos municipais e estaduais investiram massivamente no restauro do patrimônio histórico e cultural e na revitalização de espaços públicos significativos. Anos se passaram e grande parte das …

por em

Os devedores do Código Florestal

O Imaflora (Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agricola) lançou nos últimos dias um novo estudo que atualizou números a respeito do Código Florestal no Brasil. Esta lei se aplica a todos os imóveis rurais privados do Brasil, que somam 58% do nosso território, e representa o principal mecanismo de proteção de suas florestas …

por em

A droga da exclusão

Marcello Casal/Agência Brasil Participei de reuniões sobre a cracolândia com os três últimos prefeitos de São Paulo. Na mais recente delas, em janeiro de 2017, a primeira grande reunião da gestão Dória sobre o tema, havia mais coronéis da PM e delegados do que psicólogos, psiquiatras e assistentes sociais. Pensei que, finalmente, iria ouvir a …

por em

À beira do precipício, Temer se agarra às reformas trabalhista e previdenciária

Manifestação no Rio de Janeiro durante a greve geral do dia 28 de abril. Crédito: ©Francisco Proner Ramos/Midia NINJA Como a história relatará esse período? Um presidente ilegítimo, com 92% de rejeição, considerando os dados da pesquisa Datafolha (24/6/17), um Congresso servil e corrupto, ambos atentando contra direitos conquistados por décadas de luta dos trabalhadores. …

por em

Fissuras na renovação urbana da área central de São Paulo: do crack às PPPs na dinâmica imobiliária e urbana da região da Luz

Planos Luz – Hachuras amareladas e alaranjadas: Renovação Urbana, 1974; Luz Cultural, 1984; Polo Luz, 1996. Magenta: Monumenta, 2002; PRIH-Luz, 2004. Roxo e azuis: Concessão Urbanística Nova Luz, 2012; PPP Casa Paulista, 2014; PIU/MP700, 2016. Escala: 1/20.000** – Elaboração do autor sobre base do MDC, Mapa Digital da Cidade de São Paulo. Os eventos mais …

por em

Povos indígenas na mira de um governo ilegítimo

  O governo de Michel Temer vem colecionando momentos constrangedores em instâncias internacionais por não cumprir seus deveres constitucionais para com os povos indígenas. A repetida ausência de representantes do Ministério da Justiça em audiências e sessões que tratam de violações aos direitos indígenas em organismos internacionais como a ONU e a OEA tem imposto …

por em

Precisamos de desenvolvimento?

  Na década de 1910 a economia da borracha na Amazônia vivenciou profunda crise por conta do plantio em larga escala promovido pelos ingleses na Ásia. O comércio e a incipiente indústria locais entraram em colapso. A borracha amazônica se tornou secundária e isto repercutiu pesadamente sobre as contas nacionais. Ao longo daquela década se …

por em

O mito da ascensão social por meio do basquete norte-americano

Sentado em sua cama num quarto bem-arrumado, um garoto negro contempla a bandeira de seu time do coração, os Knicks de Nova York. Ele veste a camisa de Kristaps Porzingis, jogador letão contratado em 2015 por US$ 6,5 milhões por ano, que empresta sua voz a essa publicidade da National Basketball Association (NBA – Associação …

por em

Um pedido de desculpas oportunista

“Desculpas nem sempre são sinceras, quase nunca são” Renato Russo De fato, nem sempre as desculpas são sinceras, mas quando não o são, o pedinte deve criar uma imagem de sinceridade, um etos capaz de convencer os afetados a perdoá-lo. Na iminência da queda do presidente Michel Temer, precisamos ter em mente que esse golpe …

por em

O que está por trás das denúncias da Globo contra Michel Temer e seus prováveis desdobramentos

Desde 2013, o Brasil vive um quadro de crise política institucional dos mais profundos. A iminente queda de Michel Temer constitui-se como apenas mais um capítulo dessa novela. Para discutirmos as denúncias contra o presidente da República e termos mais dados para análise, sem cairmos em previsões infundadas, é necessário clarear algumas constatações históricas fundamentais …

por em

Do céu ao (buraco do) inferno

No ban, no wall: vestidos de estátuas da liberdade contra os muros que Trump pretende levantar na fronteira mexicana e banir imigrantes e refugiados     Os últimos cinco presidentes dos Estados Unidos nas suas primeiras viagens ao exterior deram preferência visitar seus vizinhos e principais parceiros econômicos: Canadá e México. Em sua primeira turnê …

por em

13 pontos para embasar qualquer análise de conjuntura

1 – O foco do poder não está na política, mas na economia. Quem comanda a sociedade é o complexo financeiro-empresarial com dimensões globais e conformações específicas locais. 2 – Os donos do poder não são os políticos. Estes são apenas instrumentos dos verdadeiros donos do poder. 3 – O verdadeiro exercício do poder é …

por em

As reformas, os direitos e a economia: o que sobrará depois?

A despeito dos acontecimentos recentes implicando a presidência, as reformas e medidas econômicas ainda seguem vivas e a elas que devemos atentar, independente do que venha a acontecer no Executivo daqui pra frente. Carmen Lúcia, presidente do Supremo, que eventualmente pode assumir o país, já vinha se reunindo com grandes empresários nas últimas semanas[1], e …

por em

As reformas, os direitos e a economia: o que sobrará depois?

A despeito dos acontecimentos recentes implicando a presidência, as reformas e medidas econômicas ainda seguem vivas e a elas que devemos atentar, independente do que venha a acontecer no Executivo daqui pra frente. Carmen Lúcia, presidente do Supremo, que eventualmente pode assumir o país, já vinha se reunindo com grandes empresários nas últimas semanas[1], e …

por em

Um país repartido

Quase um ano sem Dilma. Desde 2015 o Brasil vem lidando com o problema da legitimidade das forças que disputam o controle do centro do poder político. Em 2015, as posições colidiam ao redor da questão sobre se o PT tinha legitimidade para governar o Brasil ante a crise econômica e moral para a qual …

por em

Serão felizes as mães?

Dia das mães para quem? A característica da sociedade em que vivemos é a de transformar tudo em mercadoria: desejos, sonhos, força de trabalho, tempo, cotidianidade. Para o dia, mercadoria, das mães, não é diferente. Propagandeia-se a ideia de mães, mulheres, belas, eternamente jovens em busca cotidiana de produções que freiem o efeito do tempo …

por em

A desconstituição ética, moral, cultural e institucional do Estado

Com o tempo fica desnudada, inclusive para setores da sociedade que entraram na onda de “todos contra a corrupção”, a verdadeira natureza do golpe que sofremos em 2016. Um golpe que articulou setores da institucionalidade (Parlamento, Judiciário e Executivo), partidos políticos, mídia, Igrejas, setores empresariais e “movimentos de rua”. Lembrando que, com início em 1989, …

por em

Mobilizados pela sobrevivência

Um Projeto de Decreto Legislativo (PDL) voltou a tramitar na Câmara Federal. Entre os mais de 100 envolvendo a questão indígena, a matéria em destaque pretende sustar a demarcação da Terra Indígena (TI) Taego Ãwa, do povo Avá-Canoeiro do Araguaia (TO). A Portaria Declaratória do Ministério da Justiça, publicada em 11 de maio de 2016, …

por em

O fim dos partidos políticos?

Concebidas por pessoas próximas ao general De Gaulle para acabar com o regime dos partidos, que este julgava responsável por ter conduzido a França ao abismo em 1940, as instituições da Quinta República reproduziram justamente a “cena de contradição em um teatro de impotência” que ele havia denunciado. Mas, longe de resultar do jogo dos …

por em

A doutrina de choque temerária

O Brasil vive um momento desassossegador. Não é necessário ser o mais atento dos observadores para perceber que o país passa por um processo caracterizado por ser muito mais do que o mero retrocesso de entendimentos e práticas progressistas, o que evidentemente já seria bastante preocupante. Mais do que isso, o que se observa é …

por em

Um assassinato cruel

Há quase cem anos instaurava-se no Brasil o seguro social previdenciário por meio das Caixas de Aposentadoria e Pensões (CAPs – 1923). A justificativa centrava-se no argumento de que o trabalhador brasileiro era imprevidente, cabendo então ao Estado pensar na garantia de seu futuro. Muita água correu sob a ponte, e hoje o que se …

por em

Por que racializar o discurso da esquerda

Em dezembro de 1933, A Voz da Raça, jornal da Frente Negra Brasileira – maior organização negra existente no país até então –, respondia a um boletim “lançado pela canalha anarquista-comunista-socialista”. O texto convocava os frentenegristas a se colocarem contra “a onda estrangeira”, apontando que tais ideologias haviam surgido graças a “imigrantes que a incompetência …

por em

Aborto na Corte

Há mais de uma década o aborto bate à porta da Suprema Corte brasileira. Em 2004, o primeiro caso foi de um habeas corpus, descrito entre os juristas como um “caso concreto”, isto é, situações em que por trás dos papéis há pessoas. Gabriela Cordeiro era uma jovem mulher, grávida de um feto com anencefalia, …

por em

Crime e Estado no Amazonas

No fim da tarde do primeiro dia de 2017, muitos moradores de Manaus receberam, pelo celular, mensagens informando vagamente que algo de muito preocupante acontecia na cidade. “A rua tá o foda-se. Evitem sair de casa. No presídio tem um monte de gente morta. O PCC tá em guerra com a FDN. Não tem quase …

por em

Crise financeira dos estados: um sintoma

Rio de Janeiro – Servidores estaduais de várias categorias em estado de greve participam de protesto contra a situação financeira e a mudança do calendário de pagamento de salários (Fernando Frazão/Agencia Brasil)   As finanças públicas brasileiras estão enfrentando um momento delicadíssimo. Ninguém sabe ao certo como o desequilíbrio fiscal poderá ser solucionado. Pelo lado …

por em

Neopentecostais e o projeto de poder

Com outros pastores e pregadores da Palavra de Deus, fui convidado a falar em uma grande igreja. Pregamos pela manhã e, na hora do almoço, fomos recebidos no refeitório pastoral, para almoçarmos juntos. Para minha surpresa, o líder daquela denominação, junto com todos nós, e na frente de todos, começou a delimitar quantos votos cada …

por em

Brasileiros na Guerra Civil Espanhola

“Foi na Espanha onde a minha geração aprendeu que se pode ter razão e ser derrotado, que a força pode destruir a alma e que, às vezes, a coragem não recebe recompensa” Albert Camus (1913-1960), escritor francês   Raros foram os conflitos armados nos quais a narrativa predominante a entrar para a história acabou centrada …

por em

10 medidas contra a corrupção e a seletividade penal

O Projeto de Lei n. 4.850/2016 (PL 4.850), mais conhecido como “10 medidas contra a corrupção”, é um pacote com propostas de mudanças legislativas articulado pelo Ministério Público Federal (MPF) para combater a corrupção e a impunidade, cada vez mais em pauta no Brasil desde o começo da Operação Lava Jato. O PL começou a …

por em

Com os dois pés na Idade Média

Os retrocessos que a democracia brasileira sofreu ao longo de 2016 atingiram frontalmente vários direitos das mulheres. Na consolidação do golpe e da ofensiva antidireitos dessa perspectiva conservadora, o tema da legalização do aborto voltou às mesas de negociação. O prenúncio para 2017 é de um cenário próximo ao da Idade Média. Os debates que …

por em

“Existe o processo, a condenação, e depois… mais nada”

  Eram 14 horas quando Marie-José atravessou pela primeira vez as portas da penitenciária de Poissy, na região de Paris. A seu lado, duas outras mulheres, que também haviam tido um ente querido assassinado. Juntas, elas estavam prestes a encontrar três detentos que receberam penas muito longas. A prisão, um antigo convento, fica no coração …

por em

Sociedade e barbárie

Quando o abolicionista Luiz Gama disparou, em júri, que “o escravo que mata o senhor, seja em que circunstância for, mata sempre em legítima defesa”, ele se referia, entre outras coisas, à condição humana que era arrancada do escravo, do prisioneiro. Em outras palavras, se você priva alguém a sua condição humana, como esperar que …

por em

O triunfo do estilo paranoico

  As ambições presidenciais de Donald Trump não datam de ontem. Em 1988, o incorporador imobiliário já tinha tentado se tornar concorrente de George H. Bush. Ele postulou em seguida, na perspectiva da eleição de 2000, a investidura pelo Partido da Reforma, o qual havia servido de plataforma para Ross Perot, o primeiro “bilionário populista” …

por em

A agonia do “extremo centro”

A política europeia atravessa um período de polarizações. Esse processo não surgiu por acaso. É uma resposta à radicalização do projeto neoliberal que se seguiu à crise financeira de 2008: aumento brutal das desigualdades, aceleração da destruição do Estado social, expulsão de milhões de trabalhadores daquilo que lhes concedia até então a plena cidadania – …

por em

Perucas, fuzis e salto alto

Como proprietário do concurso Miss USA entre 1996 e 2015, Donald Trump prometeu “reduzir o tamanho dos maiôs e aumentar a altura dos saltos”. No dia da competição em 2005, clamava em alto e bom som: “Se deseja ver um gênio, não ligue a televisão esta noite, mas, se quiser ver belas mulheres, você deveria …

por em