Por que Feminismos Transnacionais? Fechamento de nove meses do especial

“Precisamos não de uma nova perspectiva no feminismo, mas de uma frente ampla de várias perspectivas que possam produzir críticas ao status quo”. Esse é um trecho do e-mail de Mary Garcia Castro para Heloisa Buarque de Hollanda, publicado no livro “Pensamento Feminista Hoje: perspectivas decoloniais”[1]. A troca de cartas virtuais das duas demonstra a …

por em

Mulheres Apinajé: saberes e conhecimentos através de gerações

Amazonidas   Somos filhas da ribanceira Netas de velhas benzedeiras, Deusas da mata molhada, Temos no urucum a pele encarnada, Lavando roupa no rio, lavadeiras, No corpo o gigado de carimbozeiras, Temos a força da onça pintada, Lutamos pela aldeia amada, Mas, viver na cidade não tira o direito de ser, Nação, ancestralidade, sabedoria, cultura, …

por em

Feminismos periféricos e campesinato: resistências ao neoliberalismo

O ano é 2020 e vimos diante de nós todos os problemas já mais que conhecidos se agravarem de forma intensa e acelerada. Em meio a tanta distopia, a condição das mulheres em todas as regiões do planeta merece destaque. Eram elas na “linha de frente” majoritariamente feminina de combate ao vírus, foram elas que …

por em

A luta de mulheres do interior do interior do Maranhão

Desde que a pandemia começou, fomos afetados em nossas rotinas e fomos vendo nossas certezas, dia após dia, sendo dissipadas. Contudo, outras percepções, antes escamoteadas, tornaram-se mais gritantes. Por que tocamos nesse ponto? Somos professoras no interior do Maranhão e escolhemos construir nossas trajetórias pessoais e profissionais longe de nossas famílias. Para ambas, isso sempre …

por em

A rota do parto para as mulheres de Fernando de Noronha

Parece que sou eu, a ilha e um mundo desconhecido se abrindo diante de mim. (Nota de bordo, 24 de setembro de 2018). Foi com essa frase que iniciei o meu primeiro diário de bordo em Fernando de Noronha. Eu estava certa. Um mundo desconhecido parecia se revelar aos poucos pra mim, e ainda se …

por em

Na prática, a teoria é outra: o caso Mariana Ferrer e os mitos sobre estupro

Nas últimas semanas, as reações ao caso de Mariana Ferrer tomaram conta do debate público brasileiro. A jovem catarinense de 23 anos, que denunciou uma violência sexual sofrida em 2018 dentro do camarote de uma boate de elite em Florianópolis, protagonizou uma variedade de notícias e artigos de opinião que trouxeram análises críticas em relação …

por em

Doulas comunitárias e multiplicadoras da amamentação exclusiva

Embasadas no poder transformador da educação, podemos trazer hoje duas experiências que aconteceram porque mulheres se uniram para melhorar a assistência à mulher no ciclo gravídico puerperal. Para tanto, utilizamos ferramentas como a educação, o fortalecimento de redes de apoio da comunidade, mesmo estando em um contexto de desmonte do SUS, evidenciado pelo desfinanciamento iniciado …

por em

Violência obstétrica e outros significados atribuídos à assistência ao parto

Diversos e complexos fatores convergem para definir o tipo de parto que uma mulher irá vivenciar, o que não depende necessariamente de sua vontade ou de seu histórico individual de saúde. “A origem social de uma mulher, juntamente com sua raça, afeta profundamente o tipo de experiência de parto que ela terá na maternidade”, destacou …

por em

O cuidado e a gestão da vida de mulheres grávidas que usam drogas

Gizely, 19 anos. Grávida pela terceira vez; dessa vez uma menina, que já tem nome. Atualmente, vive em uma ocupação na área central da cidade do Rio de Janeiro com seu companheiro Eduardo, que vende de roupas a pequenos utensílios domésticos em um shopping-chão[1] na Central do Brasil. Assim como ele, Gizelly faz uso de …

por em

Considerações sobre a prostituição de brasileiras na França

Trata-se aqui de estudar como o deslocamento do Brasil para França, bem como o exercício da prostituição no país de destino, é vivenciado pelas brasileiras trabalhadoras do sexo cis gêneros e transgêneros. Com base na análise dos dados coletados no campo nas cidades francesas de Lyon, Paris e Toulouse, de setembro de 2018 a junho …

por em

O corpo da mulher como elemento privilegiado de manifestação de poder

O trabalho que envolve corpos, desejos e mistérios femininos figura-se como tema cuja amplitude não caberia nos limites do presente texto. A ideia é tão somente trazer à tona uma forma peculiar de prostituição com a qual tive contato na pesquisa de campo com mulheres acolhidas em uma comunidade terapêutica no interior do Maranhão. Essas …

por em

Mulheres e Cannabis: resistência nas formas de fazer política

O Projeto de Lei nº 399 de 2015, de autoria do deputado federal Fábio Mitidieri (PSD/SE), que está para ser votado no Congresso, pretende regulamentar o cultivo da Cannabis por pessoas jurídicas em todo o território nacional para fins de pesquisa, para produção industrial e para produção de medicamentos em empresas, em farmácias de manipulação …

por em

Uma reflexão sobre os desafios da construção do feminino nas telenovelas

Sua Vida me Pertence é considerada a primeira telenovela brasileira. Estreou em dezembro de 1951, pouco mais de um ano depois da inauguração da TV Tupi São Paulo e meses depois da inauguração da TV Tupi Rio de Janeiro pelo magnata da mídia Assis Chateaubriand. Nascido em Campinas, descendente de alemães, Walter Forster escreveu, produziu, …

por em

O bloco Vacas Profanas e a manifestação feminista no Carnaval de Olinda

A correspondência entre carnaval e militância pode ser expressa no entendimento sobre as estratégias, traçadas ao longo da história, para que minorias pudessem resistir, ou melhor, (re) existir, numa forma de mostrar suas vivências através da arte para permanecerem firmes em suas lutas e convicções, apesar de cenários de opressões. No Brasil, não é possível …

por em

Linhas Vermelhas: performances feministas na experiência da dor

Matérias de jornal sobre feminicídio ocupam uma banheira, no lugar da água. Uma mulher descalça tenta andar e se equilibrar em um caminho repleto de cacos de vidro. Outra mulher lava as mãos numa bacia suja de sangue. Linhas vermelhas envolvem os corpos de todas essas mulheres, mesmo aquela que aparentemente não corre nenhum risco: …

por em

Experiência de corpas, identidades, artes e saberes afrodissidentes

Este texto tem a intenção não só de apresentar a experiência da [2] Cine Bixa[3] (@cinebixa), mas também de contar as histórias de algumas de suas integrantes travas pretas e de como elas se encontram. Esse texto é sobre superação, é sobre potência, é sobre saber, é sobre vida e sobre liberdade. Escrevemos juntas (cada …

por em

Sociabilidade favelada: experiências de lesbianidades na Maré

O Complexo da Maré existe desde 1940 e se formou a partir da oferta de trabalho que a construção da avenida brasil proporcionou. Neste sentido o território nasce a partir da necessidade de trabalhadoras e trabalhadores habitarem, terem um lugar pra chamar de seu, não no sentido único da posse, mas no sentido da possibilidade …

por em

Casamento infantil: as meninas não podem ser deixadas para trás

Ao redor do mundo meninas e mulheres sofrem abusos e discriminação simplesmente por serem meninas e mulheres. Elas têm, sistematicamente, negados o seu acesso a direitos e participação nas decisões que afetam sua vida e de sua família, comunidade, estado, país. A vivência de violações aumenta quando as questões de gênero são aliadas às de …

por em

A distopia do cuidado no brasil opera no corpo das mulheres negras

O corpo negro é um corpo encruzilhada. Sua existência é plena realização dinâmica entre a decisão e o sacrifício. Douglas Malûngu Cuidado com conceito A abordagem deste ensaio reconhece as múltiplas possibilidades de conceitos e definições que versam sobre cuidado. No entanto, aqui nos interessa lançar mão de algumas lentes com capacidades multidisciplinares para destacar …

por em

A beleza negra como instrumento político de transformação social

“Catharine MacKinnon nos lembra que ‘há certas coisas que sabemos na nossa vida e cujo conhecimento nós vivemos, além de qualquer teoria que já tenha sido teorizada’. Fazer esta teoria é o nosso desafio. Em sua produção jaz a possibilidade de darmos nome a toda a nossa dor – de fazer toda a nossa dor …

por em

O paradoxo da justiça climática no Brasil: o que é e para quem?

Há uma infinidade de ensaios, estudos de caso e definições que ilustram o conceito de justiça. Entre tantas abstratividades, sua interpretação nos permite acolher um panorama norteador de princípios morais, políticos e humanitários. Ela é como uma bússola que nos permite avaliar se estamos trilhando um caminho em direção à preservação dos direitos e da …

por em

A vitalidade dos feminismos negros

“Ignorar as diferenças de raça entre as mulheres, e as implicações dessas diferenças, representa uma seríssima ameaça à mobilização do poder coletivo das mulheres”. Audre lorde. “Depois de tudo, sou feminista”. Lélia Gonzalez.   Vitalidade: substantivo feminino, característica do que tem vida, vigor, energia. Tomamos os feminismos negros como territórios de práxis e epistemologias, que …

por em

“Nossos corpos por nós mesmas”: um projeto de tradução feminista

Essas e muitas outras questões nos afligem todos os dias. De algumas delas temos até medo de falar em voz alta. Por isso, ao nos depararmos com um livro que discute a saúde e sexualidade da mulher e, mais ainda, dá visibilidade àquelas de nós que são marginalizadas e estigmatizadas, como as negras, pobres, deficientes, …

por em

A face conservadora da tecnologia da informação: predomínio branco e masculino

Seria redundância destacar o grande valor das tecnologias da informação na contemporaneidade. Seu espantoso alcance nas diversas esferas sociais, numa velocidade nunca vista, tem viabilizado intensas mudanças, sobretudo em tempos de pandemia e de distanciamento social. Menos suscetível a variações, mais homogênea e, arrisco, conservadora, está a composição das pessoas responsáveis pela sua produção e …

por em

Crianças pretas importam! Marielle Franco e a Lei do Espaço Coruja

Iniciamos esse texto agradecendo a vocês mulheres, por dedicarem o pouco ou quase inexistente tempo para atividades individuais, de lazer ou de estudo, para ler esse artigo. Dizemos isso porque achamos fundamental reconhecermos que as condições objetivas de vida, com a múltipla jornada de trabalho, vêm limitando cada vez mais a participação social das mulheres, …

por em

A luta contra o tráfico de pessoas na era da Covid-19

– 11 de março de 2020: após a identificação de um novo coronavírus, a Organização Mundial da Saúde declara que estamos vivendo uma pandemia (do grego pan-demos). A epidemia afeta toda (pan) a população (demos), não se limitando a algumas áreas geográficas. -18 de março de 2020: com a declaração do estado de emergência português, …

por em

“Mulheres negras decidem: Para onde vamos”

À medida que a pandemia de Covid-19 avança e deixa a cada dia um número maior de mortes no Brasil, acentuando e expondo as desigualdades existentes e pré-existentes em nossa sociedade, que vão desde o sucateamento do nosso sistema público de saúde, passando pela insegurança alimentar, chegando até questões de saneamento básico, educação, trabalho e …

por em

Sem par neste 12 de junho? Lembre-se, a solidão pode ser um bem…

Inicio este breve ensaio convidando leitoras e leitores a uma incursão em torno da problemática da solidão. O momento é conveniente, pois datas existem para várias finalidades e uma delas é nos provocar. No Brasil, o Dia dos namorados é o 12 de junho, em outros países, o 14 de fevereiro, não importa. Trata-se de …

por em

A pandemia pelo olhar de uma médica de família e comunidade do SUS

“31 de março de 2020 É assim que começo esse diário sobre meus dias na pandemia de coronavírus: só eu, o papel, a caneta e todo o mundo de preocupações e angústias que carrego comigo. Desde que nos reorganizamos para atender os casos suspeitos de COVID-19, não trabalhamos mais como equipes de saúde da família …

por em

‘Você poderia ter me pedido’ – o trabalho invisível das mulheres

Nas últimas semanas, a pandemia trouxe à tona a necessidade de reavaliarmos a divisão equitativa de tarefas entre as famílias. Muitas mulheres, precisam administrar o trabalho remoto, educação dos filhos na modalidade online e as tarefas domésticas. Contando com pouca ou nenhuma ajuda de companheiros ou de outros membros da família. Entretanto, essa discussão não …

por em

Maternidade, academia e pandemia

Os relatos a seguir são de duas autoras mães e acadêmicas. Não nos conhecíamos até sermos convidadas a pensar a respeito da nossa realidade neste momento particular de crise epidêmica mundial para escrevermos este artigo para o Le Monde Diplomatique Brasil. Partimos da reflexão de como essa crise tem afetado as nossas rotinas, passando por …

por em

Da fogueira ao microscópio: as mulheres na ciência

Faltam mãos, dedos e memória para contar quantas mulheres se destacariam no mundo do conhecimento e, mais recentemente, no mundo científico. Seria isso maior ainda, e pontuado de forma justa, se não tivessem sido apagadas e negadas dentro de suas descobertas pelo privilegiamento histórico do sexo masculino, estabelecido como o grande referencial. Muitas mulheres, ao …

por em

Territórios coletivos e ancestralidade: a luta das mulheres quilombolas

“Terra pra plantar, café pra colher, o negro trabalha pra sobreviver”.  Grupo Realidade Negra – Quilombo Campinho no Rio de Janeiro   Nós, povo negro quilombola, lutamos há séculos contra o racismo que dificulta e, muitas vezes, impede o pleno desenvolvimento de nossos quilombos. Por muitos anos nossa luta não contou com apoio do Estado brasileiro, pois …

por em

A resistência feminista frente às mudanças climáticas

Quando falamos de mudanças climáticas estamos nos referindo ao processo de agravamento do efeito estufa pela emissão de gases resultantes de atividades desenvolvidas pelo homem. O efeito estufa, em si, é um fenômeno natural de retenção de calor do planeta, sem o qual a vida na Terra não seria possível. Entretanto, o acúmulo dos Gases …

por em

A agenda feminista diplomática entre a guerra e as missões de paz

Após o centenário da admissão da primeira diplomata brasileira no Itamaraty 1 nos encontramos num cenário de tensão premente ao que se refere à entrada de uma agenda feminista, com equiparação e igualdade de gênero, na carreira diplomática. Ainda que tenhamos ganhos históricos no que se refere à ocupação e representatividade feminina nos espaços de …

por em

Lições curdas sobre a libertação das mulheres

Recentemente, as mulheres curdas foram incluídas nas manchetes da mídia ocidental por seu papel no combate ao autointitulado Estado Islâmico (EI), especialmente na ocasião das operações de retomada de Raqqa, na Síria. As guerrilheiras curdas foram retratadas deste lado do mundo como heroínas da democracia e do combate ao terrorismo islâmico, a partir de uma …

por em

Mulheres moçambicanas na luta pela independência

Em um dos últimos atos do 13º Congresso Mundos de Mulheres, que em 2017 reuniu mais de 8 mil pessoas na Universidade Federal de Santa Catarina, ocorreu a cerimônia de passagem do Mundo de Mulheres. Da América Latina para África, de Florianópolis para Maputo, a 14ª edição do congresso prevista para 2020, e sujeita a …

por em

O aumento da violência contra a mulher

No oitavo dia de isolamento social para evitar o contágio por coronavírus, o telefone do “Ligue 180” recebeu cerca de 300 ligações a mais em comparação com a semana anterior. Foi registrado um aumento de 9% em denúncias de violência contra a mulher em apenas uma semana no Brasil1. A quarentena, motivo de acordo e …

por em

Os diferentes feminismos da mulher palestina e israelense

Abril de 2019. Setembro de 2019. Março de 2020. Em menos de um ano Israel passou por três eleições nacionais. O motivo é o impasse entre o Likud, partido do atual premier Benjamin Netanyahu (conhecido como Bibi), e o Azul e Branco, do principal opositor Benny Gantz para a formação de um governo. Após o …

por em

Mulheres e participação política internacional

As mulheres são sub-representadas nos processos políticos, seja como eleitoras ou candidatas a cargos eletivos. O mapa “Mulheres na política”, divulgado pela ONU em janeiro de 2020, revela números significativos sobre a representação política das mulheres nos mais altos cargos do Estado no mundo. Segundo o mapeamento, somente 6,6% de todos os chefes de Estado …

por em