Novos rumos no Chile

Chile | Chile
Este especial é feito em parceria com a edição chilena do Le Monde Diplomatique. Os textos trazem reflexões sobre a situação de transição que o país vive. Com quase 56% dos votos, o candidato de esquerda Gabriel Boric acaba de ganhar as eleições presidenciais contra o deputado José Antonio Kast, candidato nostálgico da junta militar de Augusto Pinochet.

26 de janeiro 2022

A Convenção Constitucional e seus inimigos

Não é preciso estudar física para compreender a Terceira Lei de Newton, também chamada de “Princípio da Ação e Reação”: se um corpo atua ...

por Álvaro Ramis

Operação Condor: montando o quebra-cabeças

Por oito anos ela se dedicou a destrinchar e denunciar como as ditaduras sul-americanas coordenaram suas políticas repressivas para sequestrar, tortu...

por Odette Magnet

Os que não podem esperar

Ao chegar a La Moneda, o novo governo deparou com uma longa lista de problemas, alguns de caráter estrutural, que pressupõem as transformações relacionadas no programa de Gabriel Boric e que levarão tempo para ser resolvidos. Outros problemas, no entanto, requerem atenção rápida: são os que afetam o cotidiano das pessoas, embora também decorrentes do questionável modelo econômico adotado pelo país e das desigualdades que geraram. ...

por Libio Pérez

O desafio de enfrentar uma oposição reacionária

De certa forma, Kast e o Partido Republicano não são uma anomalia na história da direita chilena. Se rastrearmos a racionalidade desse setor ao lon...

por Álvaro Ramis

O Chile caminha para uma democracia maior e melhor

O trabalho da Convenção Constitucional avança e a “folha em branco” já tem seus primeiros parágrafos. Em poucas semanas, os progressos foram ...

por Libio Pérez

A imaginação política feminista no poder

No momento, o grande desafio é ocupar os espaços com força transformadora, evitando os riscos de uma institucionalização domesticadora, superando...

por Ximena Goecke

A universidade pública no governo de Gabriel Boric

Em setembro, a edição chilena de Le Monde Diplomatique reproduziu o discurso que o presidente Salvador Allende proferiu na véspera da posse, no qua...

por Dante Castillo e Mario Torres

Boric na América do Sul

Antes mesmo de ter acabado de assimilar sua vitória nas urnas e de montar sua equipe de governo, o presidente eleito se vê prematuramente questionad...

por Pablo Lacoste

Boric: Ano Um

A última eleição presidencial foi qualificada, com razão, como a mais importante e decisiva que o país viveu desde o fim da ditadura. Em parte, p...

por Álvaro Ramis

A direita e o preço de sua derrota

Poucas horas depois da profunda derrota sofrida pelo candidato republicano José Antonio Kast para o agora presidente eleito, Gabriel Boric, a direita...

por Libio Perez

A tensão entre o poder constituinte e a ordem constituída

De outubro em diante, o poder transformador do poder constituinte se desdobrou como uma experiência vital dos povos em movimento que, ao questionarem...

por Jaime Bassa e Aurora Rozas

Especiais relacionados

Copa: futebol e política

Paixão das multidões, negócio bilionário, fator de mobilização social: o futebol é arrebatador. E, a cada quatro anos, as melhores seleções nacionais se reúnem ...

Desencarceramento como política de saúde

Este especial, uma parceria Le Monde Diplomatique Brasil e Radar Saúde Favela (Fiocruz), coloca no centro de suas reflexões o encarceramento e a produção da morte. Os...

O agro não produz comida, produz fome

Este especial, uma parceria Le Monde Diplomatique Brasil e Radar Saúde Favela (Fiocruz/RJ), coloca no centro de suas reflexões as correlações entre o agrocapitalismo...

Qual é o plano? Eleições 2022

O mês de outubro revelará as escolhas do povo brasileiro para a composição dos governos dos estados e do país. Isso se dará em um dos momentos sociais e políticos ...