Nem assistencialismo nem caridade: solidariedade

Mesmo devendo o essencial de sua fortuna ao pensamento sociológico e político, a noção de solidariedade tem origem jurídica. Ela designou inicialmente (no Código Civil francês de 1804) uma técnica do direito da responsabilidade, utilizada em caso de pluralidade de credores (solidariedade ativa) ou devedores (solidariedade passiva) de uma mesma obrigação. Foi somente no final …

por em

Quando os cidadãos substituem o Estado de bem-estar

Pouco antes da eclosão da crise financeira, a cidade de Detroit construiu um grande centro comunitário em um bairro pobre do sudoeste. Concluído em 2008, o edifício permaneceu desesperadoramente vazio: a cidade mergulhou na depressão e fez cortes em programas sociais para todos os lados. Talvez se sentindo um pouco culpados pelas desgraças da capital …

por em

Jogos de influência em uma Ásia central desunida

Ao percorrer a Ásia central, dos picos do Pamir às imensas estepes cazaques, podemos sentir as vibrações tectônicas sendo produzidas no coração da Eurásia. Em junho passado, os aviões de fuselagem larga da US Air Force abandonaram o campo de jogo, desaparecendo do aeroporto de Manas, situado próximo a Bichkek, a capital do Quirguistão. Os …

por em

O Afeganistão não acredita na paz

  Camelia Entekhabifard, jornalista, é autora de Save yourself by telling the truth: a memoir of Iran [Salve-se dizendo a verdade: uma autobiografia do Irã], Seven Stories Press, Nova York, 2007

por em

A Ucrânia mais dividida do que nunca

Dimitri às vezes retorna para saber das novidades de seus antigos vizinhos, que ainda vivem no bairro em ruínas de Putilovka, a 2 quilômetros do aeroporto de Donetsk, na região oriental da Ucrânia. Explosões carregaram o teto dos edifícios, os incêndios escureceram os muros de tijolos. Alguns combatentes se agacham diante de um fogareiro onde …

por em

A prostituição é emancipatória?

Como observa a jornalista sueca Kajsa Ekis Ekman, o discurso em favor da legalização da prostituição tem um arsenal de argumentos que se adapta a cada tendência de opinião. Aos socialistas, diz-se que a prostituta é “uma trabalhadora que poderá se organizar em um sindicato”. Aos liberais, “afirma-se que se trata de uma questão de …

por em

A bolha de crédito da África do Sul

No final de 2013, o banco de investimentos norte-americano Goldman Sachs fez um balanço econômico de duas décadas da democracia sul-africana.1 Observou em particular que o endividamento das famílias se estabilizou em 75% das rendas disponíveis, contra 57% em 1994. Essa tendência ao superendividamento pessoal era, segundo a instituição, provocada pelo crescimento do mercado de …

por em

O modelo não para em pé

Toda vez que o PT ganha as eleições acontece o mesmo. Sob pressão dos interesses do mercado, ele cede à oposição conservadora, desaponta seu eleitorado, abre mão das propostas mais arrojadas, escolhe ministros que satisfazem o mercado e incorpora uma parte das proposições que estão no programa eleitoral que perdeu. Cornelius Castoriadis, já no final …

por em

A “seca planejada” do Rio Paraíba do Sul

A bacia hidrográfica do Rio Paraíba do Sul abrange 56.500 km2, percorrendo São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Dos três estados, os dois primeiros possuem maior parte no percurso do rio, que totaliza 1.130 km. As nascentes, originadas na Serra do Mar, em São Paulo, formam dois rios, o Paraibuna e o Paraitinga, …

por em

Revisitando: Brasil em Weimar

A personagem de Thomas Mann, em seu romance medular Carlota em Weimar, após uma longa digressão sobre a política concluiu, de forma amarga, uma dura sentença sobre os tempos difíceis que vivencia: “Os nossos (tempos) têm uma luz acre de claridade implacável, e em cada coisa, em cada problema humano, em cada beleza, fazem romper …

por em

Guerras culturais no Brasil

Hoje, não se afirma com a mesma tranquilidade do meu tempo de menino que haver pobres é a vontade de Deus, que eles não têm as mesmas necessidades dos abastados, que os empregados domésticos não precisam descansar, que só morre de fome quem for vadio e coisas assim. […] Nas caricaturas dos jornais e das …

por em

Continuidade e mudança para superar desigualdades

Não basta que o estado de coisas que tentamos promover seja melhor que o estado de coisas que nos precedeu; ele tem de ser suficientemente melhor para compensar os males da transição. J. M. Keynes omo encarar os desafios do futuro em meio a tantas incertezas? O processo eleitoral estabeleceu os desafios da continuidade e …

por em

Desafios e expectativas

Depois de doze anos, o projeto de desenvolvimento econômico e sustentável com inclusão social iniciado pelo ex-presidente Lula, em 2003, e consolidado pela presidenta Dilma Rousseff nos últimos quatro anos é o centro de uma das disputas mais renhidas das últimas décadas. Os conservadores perderam a eleição, mas querem impor suas pautas. Mais uma vez, …

por em

O sistema financeiro atual trava o desenvolvimento econômico brasileiro

O crediário Comecemos pelas taxas de juros ao tomador final, pessoa física, praticadas no comércio – os chamados crediários. A Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) traz na Tabela 1 os dados de junho de 2014. Antes de tudo, uma nota metodológica: os juros são quase sempre apresentados, no Brasil, como …

por em

O inimigo interno

Na noite de 25 para 26 de outubro, uma granada da polícia matou Rémi Fraisse, um manifestante de 21 anos. O governo francês, no entanto, demorou dois dias a reagir, pois estava infinitamente mais propenso a saudar a memória de um dono de companhia petrolífera morto num acidente de avião. De seu lado, o presidente …

por em

O naufrágio do Estado mexicano

Quando, num país, um grupo de policiais detém 43 estudantes, desaparece com eles e os envia a um grupo criminoso organizado ligado às drogas para que este, à guisa de “lição”, os assassine, uma constatação se impõe: o Estado se transformou em narco-Estado, um sistema em que o crime organizado e o poder político são …

por em

Disciplinar por meio de massacres

Guerrero é um estado pobre, cheio de desigualdades, marcado pela violência e ameaçado pelas redes de traficantes de drogas que o atravessam. Ele tem, entre suas principais cidades, Acapulco, onde artistas moram em propriedades de luxo. Guerrero, porém, não é só Acapulco: existem também outros municípios, reconhecidos pela beleza de seu artesanato ou pela abundância …

por em

Um porto nas mãos de um cartel

“Bem-vinda a Lázaro Cárdenas, um porto seguro.” Impossível evitar os cartazes colocados nas portas dessa cidadezinha situada no sul de Michoacán, estado da costa oeste do México. A mensagem, porém, transmite menos uma descrição que uma esperança, a de ver a região libertada da ameaça que a assombra há anos: a insegurança. Rodeado de abundantes …

por em