Nas cidades, o movimento da juventude

Não, não, não vamos nos mudar! Porque a nossa vida está neste lugar, não vamos nos mudar! ‘Nós não vamos nos mudar’, é a nossa geração!” (Canto dos “indignados” espanhóis) A rua árabe” para designar os movimentos de protesto que florescem no Oriente Médio e na região do Magreb, o conflito mítico entre Wall Street …

por em

Um país deve pagar sua dívida?

Antigamente, havia, o Primeiro Mundo, o “Norte”, supostamente constituído por um bloco de prosperidade; o Segundo Mundo, aquele dos países soviéticos; e, por fim, o Terceiro Mundo, reagrupando os países pobres do Sul e submetidos desde os anos 1980 às regras do FMI. O segundo desapareceu no início dos anos 1990 com a dissolução da …

por em

Os obstáculos da revolução

Yussef Chahine não reconheceria o edifício preto e branco da estação central do Cairo, cenário de um de seus filmes mais bonitos.1 Gravado em 1958, narra a história do amor impossível entre o pobre Kenaui, manco e simples de espírito, e a bela Hanuna. As transformações do local não se reduzem à mudança da estátua …

por em

Mahmoud Ahmadinejad contra os clérigos iranianos

O início de abril, o presidente Mahmoud Ahmadinejad exonerou Heydar Mosleh, ministro da Inteligência. Alguns dias depois, foi forçado a reintegrá-lo, sob pressão do aiatolá Ali Khamenei, o Guia da Revolução. O que começou como um incidente acabou evoluindo para um confronto aberto entre os dirigentes da República islâmica. É preciso saber que a Constituição …

por em

Ventos de mudanças

Da praça Tahir, no Cairo; à Puerta del Sol, em Madri; ou a praça Syntagma, em Atenas; milhões de pessoas ocuparam as praças e as ruas em oposição à privação de seus direitos, o corte nas aposentadorias e salários, o desemprego, os aumentos de impostos, a privatização dos serviços públicos. O povo demonstra sua indignação …

por em

Um país infestado por agrotóxicos

A utilização de agrotóxicos no Brasil tem trazido graves problemas para a saúde do trabalhador rural, para aqueles que consomem produtos contaminados, para os que trabalham nas fábricas produtoras e para o meio ambiente. Para os camponeses, os problemas relacionados a situações de risco de exposição, adoecimento e acidentes com agrotóxicos são decorrentes principalmente da …

por em

A conivência entre o crime e o poder

A extorsão policial teve um papel central na deflagração da violência que eclodiu em maio de 2006 e paralisou a cidade de São Paulo sob o impacto de ataques a agentes e prédios públicos promovidos pela organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), ao mesmo tempo que rebeliões simultâneas se espalhavam pelo estado. Essa é …

por em

Agricultura familiar fornece comida saudável a escolas

Num município praiano situado na região Sudeste do Brasil, Dona Josefa, uma agricultora familiar, Joana, nutricionista da prefeitura, e Dona Rosa, merendeira de uma escola pública, têm hoje um propósito comum: tornar a alimentação escolar mais nutritiva e saudável, com a utilização de alimentos in natura, produzidos localmente. Essas três mulheres somam esforços para introduzir …

por em

Os rearranjos de poder no Rio de Janeiro

Entre o tradicional domínio do varejo do tráfico e as diferentes “agências” de proteção que se desenvolveram no Rio de Janeiro nos últimos quarenta anos, uma nova situação começa a ganhar forma em cerca de vinte importantes áreas urbanas da cidade. Batizadas de UPPs – Unidades de Polícia Pacificadora –, elas prometem cumprir uma antiga …

por em

Quando a mídia noticia o irreal

Durante quase um mês, a imprensa brasileira sustentou um debate improvável do ponto de vista da lógica jornalística, sobre um livro didático que faz uso das variantes populares da língua portuguesa como estratégia para ensinar a norma culta. Não havia, no caso, nenhum dos ingredientes considerados critérios de seleção da notícia, como ineditismo, atualidade, importância. …

por em

Globalização e periferia

  Uma anedota contada por Slavoj Zizek em Bem vindo ao deserto do real! nos diz: “Um operário alemão consegue um emprego na Sibéria; sabendo que toda correspondência será lida pelos censores, ele combina com os amigos: ‘Vamos combinar um código: se uma carta estiver escrita em tinta azul, o que ela diz é verdade; …

por em

Mitos da população mundial

Demografia, somente tolices foram pronunciadas em seu nome… “A humanidade tem uma natalidade desenfreada.” Não, pois há várias décadas as taxas de natalidade diminuem consideravelmente e em todos os lugares, em razão do que se convencionou chamar de “transição demográfica”, período durante o qual a população apresenta diminuição da natalidade e da mortalidade, antes muito …

por em

Um planeta muito populoso?

Somos muitos? É preciso controlar a natalidade para cumprir certos objetivos? Operar uma seleção antes do e no nascimento? Incentivar os nascimentos, não importando a qualidade dos pais e sua capacidade de educar os filhos? O homem tem o direito de interferir no processo de procriação? Essas perguntas se colocam desde que existem Estados organizados, …

por em

A China, velha antes de ser rica

A China abriga um de cada cinco habitantes do planeta: com 1,35 bilhão de pessoas em 2010, figura como o país mais populoso do mundo – e seguirá com esse título pelo menos nas duas próximas décadas. A partir de 2030, contudo, deverá ceder lugar à Índia, que contará com 20 milhões de pessoas a …

por em

Os jovens do mundo árabe

A convergência demográfica dos países ao sul e ao norte do Mediterrâneo aconteceu em um ritmo constante nos últimos vinte anos. O índice de fecundidade – que contribuiu para a construção de uma imagem repulsiva do mundo muçulmano – mostra que Líbano, Tunísia, Marrocos, Turquia ou Irã atingiram níveis que se igualam aos dos países …

por em

Renda básica na Namíbia

No Congresso da Rede Norte-Americana da Renda Básica Garantida (USBIG), de 2008, o professor Guy Standing nos contou sobre a experiência pioneira na vila rural de Otjivero, região de Omitara, a 100 km de Windhoek, capital da Namíbia. Ele sugeriu que todos os presentes contribuíssem para o fundo criado com as doações voluntárias dos cidadãos …

por em

Camareiras nos palácios nova-iorquinos

Na prisão no último mês de maio em Nova York do ex-diretor do FMI, Dominique Strauss-Kahn, e de um homem de negócios egípcio, Mahmoud Abdel Salam Omar, ambos acusados de agredir sexualmente uma camareira, chamou a atenção do público sobre as relações de poder entre clientes e empregados nos hotéis de luxo. A indignação despertada …

por em

“Não se envergonhe por querer a Lua”

Eonômica, mas também democrática, a crise europeia levanta quatro questões principais. Por que as políticas cujo fracasso era evidente geraram manifestações particularmente ferozes em quatro países (Irlanda, Espanha, Portugal e Grécia)? Por acaso os arquitetos dessas escolhas são “médicos iluminados” para multiplicar por dez a dose do remédio após cada insucesso – previsível – dessas …

por em

Espanha, novidade sob o sol

Domingo, dia 12, desmontamos o acampamento de [Puerta del] Sol e partimos de maneira festiva, deixando um ponto de informação permanente na praça. Damos seguimento aos trabalhos nos bairros, continuamos a nos reunir nos locais públicos e, claro, mantemos as assembleias de Sol. Eis a proposição.” São 21 horas, terça-feira, 7 de junho de 2011, …

por em