A cor dos homicídios no Brasil

O Brasil está cada dia mais longe de manifestar respeito a um direito essencial, que é o direito à vida e à segurança sem distinção de raça ou cor, proclamado pela Declaração Universal dos Direitos Humanos. O Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde, construído com base nos padrões internacionais da Organização Mundial …

por em

A nova Índia se inquieta

(“Puna os estupradores, não os manifestantes”, diz cartaz durante protesto em Nova Déli) Manifestações gigantescas para protestar contra um estupro são um acontecimento jamais visto em Nova Déli. Repetidas vezes, dezenas de milhares de homens e mulheres se reuniram nas ruas da capital indiana para expressar sua revolta perante o calvário vivido por uma jovem …

por em

Visto e escutado em Havana

Diante do portão, vestidas de uniforme verde-oliva, quase sempre são mulheres que formam a guarda; e são poucas as que carregam arma na cintura. Ao redor do pequeno lago, veem-se várias casas, térreas em sua maioria, separadas por árvores e jardins. Rodeadas por muros altos, sem a presença notória de vigias, cercas elétricas ou câmeras …

por em

Quem governará a internet?

Em geral circunscrita a contratos comerciais entre operadores, a geopolítica da internet há pouco se viu abertamente exposta. De 3 a 14 de dezembro de 2012, 193 países-membros da União Internacional de Telecomunicações (UIT, agência filiada à Organização das Nações Unidas) se encontraram em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, para a 12ª Conferência Mundial das …

por em

Vinte anos de PCC em São Paulo: o espaço entre governo e crime

Em São Paulo não é apenas o governo que produz “políticas de segurança”. Há vinte anos, o mundo do crime também reivindica para si o papel de garantidor da ordem e operador da justiça em diferentes situações, grupos e territórios das periferias. Tenho estudado essa dinâmica em pesquisa de campo e em diálogo estreito com …

por em

Rio: marca registrada da participação pacificada

Antes temida pela violência, a cidade se reinventou. Paz é, hoje, a “marca registrada do Rio de Janeiro”. Igualmente, a propaganda oficial anuncia que “o Rio de Janeiro é marca registrada do Brasil” (http://marcarj.com.br/paz.html) como potência mundial emergente que procura combinar crescimento, combate à pobreza e expansão de sua presença no cenário global. Assim diz …

por em

Território e ocupação: afinal, de quem regime se trata?

Ainda estão vivas na memória dos moradores do Rio de Janeiro cenas de traficantes de drogas empunhando suas armas e obrigando os moradores de favela a cerrar as portas de seus bares e lojas, diretores a fechar suas escolas, todos a permanecer em casa, em silêncio e medo, porque assim queria o dono do morro …

por em

Associações de moradores precisam repensar seu papel nas favelas

DIPLOMATIQUE– Qual é a história do associativismo na favela e como é o cenário atual diante das UPPs? Como os moradores se organizam para participar ou reagir ao que acontece e quais dificuldades enfrentam? ITAMAR SILVA –No final da década de 1970, a Faferj [Federação de Favelas do Rio de Janeiro] cumpriu um papel muito …

por em

Esquerda colombiana quer a paz, mas não abre mão da justiça social

(Oitenta mil pessoas lotam a Praça Bolívar, em Bogotá, durante La Marcha, em 23 de abril de 2012) Apenas algumas canoas com motor conseguem chegar a Puerto Matilde e suas humildes moradias, às margens das águas esverdeadas do Rio Cimitarra. Quando cai a noite, a vila mergulha na escuridão, pela ausência de luz elétrica. Uma …

por em

Quando a crise derrota o próprio território

Balcânica, a Grécia é composta de penínsulas que se encaixam umas nas outras e desenham uma geografia fractal. Dos golfos egeus às baías jônicas, do Maciço do Pindo à Cordilheira do Ródope, cabos e planícies a ilhas, o território se caracteriza por caprichos naturais aos quais o homem precisou se adaptar. Durante um tempo, a …

por em

“Nossa solução para a Europa”

Dia 27 de fevereiro de 1953. A República Federal da Alemanha se afundava nas dívidas e ameaçava levar consigo os países europeus na tormenta. Preocupados com sua própria salvação, seus credores – entre os quais a Grécia – reconheceram um fenômeno que causou surpresa apenas entre os liberais: a política de “desvalorização interna”, quer dizer, …

por em

Era uma vez em Atenas

Fumaça Fim de 2012. Em volta de uma mesa, num café do centro da cidade, aposentados, trabalhadores e desempregados evocam a votação que preocupa a todos: quem vai conseguir se manter daqui a alguns dias em seu prédio. Será preciso encher os tanques com combustível? Devem colocar em funcionamento o aquecimento coletivo? Essas são as …

por em

O escravismo entre o passado e o futuro

Recife, berço da bárbara civilização brasileira. Num bairro que sintetiza o Brasil, ilhas de luxo em meio ao oceano de favelas. Empregadas domésticas, mulheres negras, lavam as roupas, passam o café na hora certa, são pontuais na faxina. A riqueza hereditária acolhe as novas gerações de patrões. Enquanto cada um cumpre suas funções cotidianas, entre …

por em

Sob o domínio do medo

A televisão destaca a todo momento os crimes na cidade. Como se não houvesse nada mais importante para veicular sobre a nossa vida em sociedade. Há programas especiais que noticiam e mesmo acompanham perseguições policiais a suspeitos ou criminosos. Uma especial atenção para os casos de crimes, perseguições e prisões. É a produção de um …

por em

Impasse social na África do Sul

(Mineiros protestam contra os baixos salários na África do Sul) Deitados na calçada no centro da Cidade do Cabo, homens uniformizados aproveitam sua hora de descanso sob os andaimes. Nem pensar em perder um minuto dela ou trabalhar demais. “Somos mal remunerados”, sorri um pedreiro, exibindo um dente de ouro. No entanto, com o equivalente …

por em

Febre de consumo dos brasileiros em Miami

Malas vazias e bolsos cheios de dólares: esses são os sinais distintivos dos brasileiros em Miami. Nas imensas galerias comerciais que rodeiam a cidade, eles desembarcam em ônibus lotados – fretados por agências de viagem – e esvaziam as lojas de roupas. “Tudo é três vezes mais barato aqui”, testemunham Charbel Maroun e Marinela Amato, …

por em

Por uma análise profunda dos conflitos

Estamos em outra época. À época em que se condenava, no Ocidente, a subversão comunista encorajada por Moscou, enquanto no Oriente se celebrava a luta de classes e o anti-imperialismo, sucedeu-se o período da convocação de lutas de comunidades religiosas ou étnicas, até mesmo tribais. Essa nova grade de leitura adquiriu uma potência excepcional desde …

por em

A pior escolha

Quando já é tarde demais porque viramos as costas às melhores opções, escolhemos entre o mau e o pior. Nove dias após os atentados de 11 de setembro de 2001, o presidente George W. Bush já ameaçava: “Ou você está conosco, ou está com os terroristas”. Duas guerras se seguiram: a do Afeganistão e, depois, …

por em

A proteção ao cinema francês

(Cena do filme Os Intocáveis, sucesso de bilheteria rejeitado pela crítica francesa) Há um escândalo no ar e, sobretudo, uma exceção cultural em perigo. Ao contrário do que se passou em 2012, quando a Comissão Europeia mais uma vez atacou o sistema francês de apoio ao cinema, sem com isso causar qualquer comoção midiática em …

por em

Do welfare ao warfare state

A sociedade brasileira vive nas últimas três décadas o desafio de construir um país democrático, a depender da retomada do desenvolvimento econômico compatibilizada com a efetiva redistribuição social, dentro de um quadro de estabilidade institucional. Recentemente, o debate democrático tem se concentrado no pilar institucional, enfatizando a transparência e o arranjo entre os poderes da …

por em

Judicialização da política no Brasil

A judicialização da política alcançou patamares alarmantes no Brasil. Sob o argumento de que vivemos sob uma democracia de direitos, o sistema de justiça passou a tutelar todas as áreas, interferindo em políticas públicas, imiscuindo-se no mérito do ato administrativo, desbordando de suas competências para envolver-se com assuntos que violam assim a autonomia dos poderes …

por em

O controle do crime violento no Rio de Janeiro

Nos idos de 1969, a ditadura militar, por vários motivos − um dos quais combater os assaltos a banco realizados por grupos de esquerda −, promulgou o Decreto-Lei de Segurança Nacional. A consequência que mais interessa aqui foi aproximar a violência política da violência comum, fazendo o controle do crime violento sair das últimas páginas …

por em

O estranho destino dos alauitas sírios

O futuro dos alauitas, a minoria à qual pertence a família do presidente Bashar al-Assad e que representa cerca de 10% da população do país, é um dos nós do enfrentamento atual na Síria. Os membros da comunidade se dividem entre seu berço histórico, na montanha que margeia o litoral mediterrâneo, e em cidades como …

por em