“Redução da maioridade vai gerar mais crimes e violência”

  O Estado estará tirando adolescentes das unidades de internação, onde hoje eles são atendidos por educadores, psicólogos, assistentes sociais, para colocá-los em masmorras medievais, que são os presídios do país! Nessas prisões, esses jovens serão comandados por chefes de facções criminosas.” Essa é a análise do advogado Ariel de Castro Alves sobre a proposta …

por em

Nosso norte é o Sul

Partidos, eleições e política externa O segundo mandato de Dilma Rousseff se iniciou depois de uma eleição em que os temas internacionais apareceram de forma subsidiária no debate – em geral, dentro de um discurso anacrônico de alguns candidatos, calcado na recuperação do imaginário de Cuba como o inimigo comunista da Guerra Fria. Questionou-se principalmente …

por em

Por trás da imagem das combatentes curdas no Iraque

  Ela se tornou um dos símbolos da encarniçada luta curda contra a Organização do Estado Islâmico (OEI). Helly Luv, cujo verdadeiro nome é Helan Abdulla, usa inúmeras canções pop para exaltar o sentimento patriótico. Com sucesso internacional. Lançado em 2014, o clipe “Risk It All” tem quase 4 milhões de visualizações no YouTube. Ele …

por em

A vida das tunisianas depois da revolução

  Elas tinham a imagem de uma mulher emancipada, beneficiando-se desde a presidência de Habib Bourguiba de um estatuto único na região. O Código do Estatuto Pessoal (CSP), adotado em 1956, tinha feito delas uma exceção no mundo muçulmano: proibição da poligamia, do desquite unilateral e dos casamentos forçados, direito ao divórcio. Elas votam desde …

por em

Metamorfoses da dívida africana

Na euforia das independências, conquistadas nos anos 1960, os países da África subsaariana quiseram romper com a divisão internacional do trabalho que lhes dava o papel de exportadores de matérias-primas e importadores de bens manufaturados. Eles se esforçaram para diversificar suas economias pela industrialização e ampliação de suas capacidades produtivas, mas se chocaram imediatamente com …

por em

Selic

Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira. Ela é usada, entre outras coisas, para remunerar as aplicações feitas em títulos do Tesouro, isto é, da dívida pública federal. Tem sido considerada pela imensa maioria dos economistas que acompanham o mercado financeiro o principal instrumento de combate à inflação.   Se tomarmos como …

por em

A dialética do esclarecimento revisitada

“O encanto do conhecimento seria diminuto se, para atingi-lo, não  houvesse tanto pudor a vencer.” Friedrich Nietzsche1   Os índices alarmantes de mortes violentas ocasionadas por homicídios, acidentes de trânsito e suicídio ocorridos durante o decênio 2002-2012, mostrados no levantamento Mapa da violência 2014,2 divulgado em maio deste ano pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais …

por em

“O problema do menor é o maior”

No fim de maio, um médico foi morto a facadas na Lagoa Rodrigo de Freitas, local nobre da cidade do Rio de Janeiro. O crime recebeu ampla cobertura jornalística. A polícia rapidamente apontou adolescentes como culpados, e as mídias sociais bombaram, inflamando o discurso de que a redução da idade penal é uma medida urgente …

por em

Ver ou ter

Diante desta ou daquela tela de estarrecedora beleza, quem nunca pensou ou nunca ouviu dizer: “É preciso ver para crer”? Ora, hoje em dia, os defensores daquilo que a crítica designa como “arte contemporânea” inverteram essa proposição: agora é preciso crer antes de ver. Baseando seu credo na réplica do Ressuscitado no Evangelho segundo João …

por em

“Não tenho nada a ver com isso…”

Os dados da educação no Brasil e das condições de miséria nas quais cresce o menor infrator demonstram quanto a sociedade é omissa em relação a esses jovens. Por incapacidade ou desinteresse, a sociedade se omite e tenta se absolver quando criticada. Uma das principais manobras para se isentar de qualquer responsabilidade é a tentativa …

por em

A sobriedade contra a austeridade

A conferência Paris Climat 2015, que deve ser aberta em 30 de novembro, começou mal. Desde a Cúpula da Terra de 1992, no Rio de Janeiro, a produção de energia fóssil não parou de aumentar. Em 2013, apenas as subvenções concedidas no mundo aos combustíveis responsáveis pelo efeito estufa representavam 400 bilhões de euros, ou …

por em

A mídia francesa contra o governo grego

Por nada no mundo a Europa conservadora deixará despontar a perspectiva de outra via possível, ainda que sobriamente social-democrática como o programa do Syriza “Este é o editorial de Arnaud Leparmentier. Como vai, Arnaud? Esta noite, você gritará a plenos pulmões: ‘Fora, Tsipras!’”, lançou no dia 15 de junho Nicolas Demorand, apresentador de um programa …

por em

Saída do euro, uma oportunidade histórica

  Desde 2010, a perspectiva de um calote grego e da saída da União Econômica e Monetária (UEM) paira no ar. Do ponto de vista da teoria econômica, o problema é cristalino: uma economia fraca, caracterizada por importantes falhas institucionais, se encontrou com uma união monetária estruturalmente disfuncional. Ela foi dotada de uma moeda não …

por em

Podemos, “a nossa estratégia”

A atitude de Berlim para com Atenas durante as negociações não me surpreendeu. Embora a Grécia seja um Estado fraco, o governo de Tsipras voltou a questionar o modo de funcionamento da União Europeia sob a hegemonia alemã, de modo que o grau da provocação é desproporcional ao tamanho do país. De resto, o Podemos …

por em

Espanha: uma mordaça na indignação

Fundada em 2009 especialmente por Ada Colau – que, apoiada pelo partido antiausteridade Podemos (ver mais na pág. anterior), acaba de vencer as eleições municipais em Barcelona –, a Plataforma de Luta contra as Expulsões (PAH) organiza a resistência contra as cerca de 180 expulsões que acontecem a cada dia na Espanha. Com certa eficiência, …

por em

Os Bálcãs, novo front entre a Rússia e o Ocidente

  rvia, Kosovo, Montenegro e Macedônia estão em uma “linha de fogo” que separa a Rússia do Ocidente? É o que afirmou o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, no dia 24 de fevereiro de 2015 perante o Comitê de Assuntos Externos do Senado. Todavia, a Rússia foi a primeira a traçar um paralelo entre …

por em

A polarização e a vaca sagrada da estabilidade política

  Desde 2014, entre surpresos, indignados e por fim assustados, acompanhamos uma polarização que extrapola o período eleitoral e se torna crônica. Grupos e segmentos ligados às elites propõem a aniquilação dos adversários, disseminando ódio à melhora de vida dos mais pobres e desprezando os avanços democráticos dos últimos trinta anos. Com ligações em diversos …

por em

Um bilhão de pessoas com deficiência

Se analisarmos os temas globais tratados como prioridade no âmbito dos direitos humanos, veremos que as pessoas com deficiência foram as últimas a serem contempladas. Nos diversos debates e na evolução dos modelos políticos e socioeconômicos dos Estados, as pessoas com deficiência estavam ausentes – e em muitos casos ainda estão – das políticas públicas. …

por em