As muitas faces do controle e da corrupção no Brasil

Combater a corrupção e contê-la em patamares civilizados, infelizmente, não é um dos pontos de destaque internacional do Brasil, sobretudo se colocarmos nessa equação o peso de nossa economia no mundo e os voos pretendidos por nossa sociedade, com anseios de erradicação da pobreza – objetivo constitucional, inclusive –, além de liderança regional e até …

por em

A legalização é uma ação de paz

A legalização da maconha no Uruguai pode ser um marco na política sobre drogas na América Latina e no mundo. Mas antes de analisar os benefícios dessa mudança é necessário explicar como a maconha e outras drogas foram colocadas na ilegalidade no início do século XX. Com uma história milenar, a Cannabis só se tornou …

por em

Os caminhos inesperados de Mandela

Agora que Nelson Mandela se foi, temos o direito de declarar o fim do século XX, do qual ele terá sido uma das figuras mais emblemáticas. Exceção feita a Fidel Castro, ele era talvez o último de uma linhagem de grandes homens condenada à extinção, numa época que tem pressa em acabar de uma vez …

por em

O jogo mudou

Podemos não estar percebendo, mas o jogo mudou. Nos últimos anos a sociedade e a economia brasileira ganharam novos players. Empresas transnacionais compraram empresas brasileiras ou criaram filiais no Brasil, como no caso das construtoras e incorporadoras imobiliárias, da indústria automobilística, da distribuição de alimentos, ou mesmo na área sucroalcooleira. E o comando da economia …

por em

Febre xamânica na Amazônia peruana

Há algumas décadas, a Amazônia peruana vê afluir um número crescente de turistas vindos do mundo inteiro em busca de uma bebida alucinógena, a ayahuasca. Essa substância, ingerida sob o controle de xamãs, provocaria visões e curaria certo número de doenças. Assim, o turismo xamânico tornou-se uma verdadeira indústria, um fenômeno de moda que invadiu …

por em

Para somar pontos, leia este artigo

Todo dia 30 de abril, Amsterdã organiza a Festa da Rainha, uma imensa feira de antiguidades ao longo da qual os homens criaram o desagradável hábito de urinar na rua. A polícia bem que tentou, multiplicando as multas, mas nada parecia pôr fim a essa tradição. Até que a companhia de águas Waternet recorreu a …

por em

Super Mario chega ao museu

Desde que foi inventado, no início da década de 1960, por alunos “feras” de informática do Massachusetts Institute of Technology (MIT) – o suprassumo do complexo militar-acadêmico norte-americano –, o videogame passou por múltiplas mutações. Hoje, ele se encontra num ponto de virada que outras formas culturais conheceram antes dele quando trocaram sua condição de …

por em

Fortalecimento da agricultura familiar na Amazônia?

(Homem navega em rio da Amazônia, região definida como fronteira energética do país com base na hidreletricidade) Entendemos como agricultores familiares na Amazônia aqueles com traços sociais constitutivos do campesinato em seus termos clássicos, que mantêm condutas econômicas por vezes influenciadas por fatores estranhos à racionalidade capitalista, pautadas nas interaçõesentre economia, tradições e meio natural, …

por em

Em busca de realismo, mas virtual

O herói de Animal Crossing, jogo desenvolvido pela Nintendo em 2001 e que teve 25 milhões de exemplares difundidos, mora em um povoado colorido, onde o consumismo tem um aspecto circular e infantil. Para pagar seu crédito imobiliário, ele colhe maçãs e as vende a um guaxinim comerciante, captura insetos e os oferece a um …

por em

O desafio das redes de defesa e garantia de direitos na Amazônia

(Casa flutuante na região de Manaus) Um dos grandes desafios para o enfrentamento das desigualdades sociais hoje no mundo é construir mecanismos de interlocução entre as organizações e entre governo e sociedade. Redes e fóruns são novas formas de articulação de atores diversos, de relacionamento interinstitucional e de organização, expressando uma nova concepção de ação …

por em

No Canadá, a indústria “está em casa”

Nos últimos meses, o enfrentamento por meio de comunicados de imprensa entre dois super-heróis do mundo do videogame deixou os investidores sem fôlego. De um lado, Call of Duty, que dá ao jogador a missão de derrubar com tiros de fuzil o maior número possível de inimigos em um universo inspirado na Segunda Guerra Mundial; …

por em

Povos da Pan-Amazônia: construindo resistências, apontando caminhos

A viagem de Francisco de Orellana, conquistador espanhol, revelou para o Ocidente a existência de um mundo densamente povoado por sonhos que iam do El Dorado, ser mítico que se vestia de ouro em pó, às amazonas guerreiras. É justamente por isso que, de todas as terras americanas − denominadas Abya Yala pelo povo Kuna, …

por em

Mentiras contra a energia verde

Em seu estudo sobre “dois séculos de retórica reacionária”, o economista norte-americano Albert Hirschman ressalta que, ao longo dos debates sobre a Declaração dos Direitos do Homem, a proibição do trabalho infantil, a jornada de oito horas ou ainda a previdência social, as forças conservadoras se uniram em torno de três tipos de argumento: a …

por em

No tempo dos levantes

Á primeira vista, o contraste é absoluto. Na Alemanha, as duas principais agremiações políticas, a União Cristã Democrata (CDU) e o Partido Social-Democrata (SPD), acabam de dividir os ministérios após se engalfinhar (cordialmente) diante do eleitorado. Na França, direita e esquerda se insultam a ponto de dar a entender que quase tudo as separa: o …

por em

Como a obsessão por segurança muda a democracia

A expressão “por razões de segurança” funciona como um argumento de autoridade que, cortando qualquer discussão pela raiz, permite impor perspectivas e medidas inaceitáveis sem ela. É preciso opor-lhe a análise de um conceito de aparência banal, mas que parece ter suplantado qualquer outra noção política: a segurança. Poderíamos pensar que o objetivo das políticas …

por em

A luta pela paz

(Protesto contra a violência policial em pista da Avenida Brasil, no Complexo da Maré) Na noite de 24 de junho de 2013, a Polícia Militar do Rio de Janeiro invadiu o complexo de favelas da Maré com seu equipamento de guerra: blindados, helicóptero e fuzis. A polícia ocupou o território habitado por cerca de 150 …

por em

Paraguai é devorado pela soja

Em 24 de agosto de 2013, um vento gelado dilacerava o rosto. Divididas em quatro “brigadas”, 108 famílias reocuparam a terra da localidade conhecida como Naranji To, de onde haviam sido expulsas quatro vezes pelas forças da ordem. Sobre uma coberta, armaram-se barracas precárias em meio a trouxas de roupa. “A partir de amanhã, plantaremos …

por em

Concentração fundiária e grilagem no Pará

(Residência de ribeirinhos no Amazonas) A apropriação de terras públicas na Amazônia continua uma realidade na qual milhões de hectares estão ilegalmente ocupados e matriculados. Na ausência de uma definição jurídica, adotaremos a seguinte: grilagem é “toda ação ilegal que objetiva a transferência de terras públicas para o patrimônio de terceiros”.1 O poder público pode …

por em

De qual cidade se apropriam os pobres?

(Vista aérea de construção da ponte de 3,6 km sobre o Rio Negro entre Manaus e Iranduba) A Amazônia emergiu no cenário da história mundial como uma região de grandes amplitudes culturais, políticas e econômicas. Tratava-se de um lugar com uma vasta floresta tropical, rica e “intocada”. Seu processo de ocupação por homens e mulheres …

por em

O mundo segundo Teerã

Estados Unidos e Irã têm uma longa história. Por um lado, o papel da CIA no golpe de Estado contra o governo nacionalista de Mohammad Mossadegh em 1953; por outro, a tomada de reféns na embaixada norte-americana em 1979: nos dois países, esses episódios ainda estão muito presentes na memória coletiva. Contudo, Teerã parece querer …

por em