Além dos programas de governo

Os programas dos candidatos à Presidência da República são genéricos e pouco reveladores do que efetivamente o futuro presidente fará pelo eleitor. Neles, os candidatos tentam se equilibrar entre agradar aos agentes econômicos e financeiros, que doam para as campanhas, e aos milhões de eleitores, cujas demandas diferem profundamente das patrocinadas pelos financiadores de campanha. …

por em

Entre trolls, robôs e ativadores: as eleições na internet

Entre as principais mudanças dos últimos dois anos na internet, certamente duas tendem a ter um grande impacto nas eleições de 2014: o crescente acesso à rede por meio de aparelhos móveis e o peso decisivo adquirido pelo Facebook como plataforma maciça de debates públicos. A explosão do acesso às redes digitais pelos celulares aumenta …

por em

A nova Guerra Fria

Em 1980, para resumir sua visão das relações entre os Estados Unidos e a União Soviética, Ronald Reagan proferiu esta fórmula: “Nós ganhamos; eles perdem”. Doze anos depois, seu sucessor imediato na Casa Branca, George Bush, felicitava-se pelo caminho percorrido: “Um mundo outrora dividido entre dois campos armados reconhece que existe apenas uma superpotência preeminente: …

por em

O dilema das milícias ucranianas

O caos começa quando cada um acredita poder interpretar a lei da forma como a entende.” O tom polido do procurador, um colosso de 150 quilos, não esconde a tensão que reina, nesse 25 de julho de 2014, na procuradoria de Khmelnitski, uma cidade média de 260 mil habitantes no coração da Ucrânia ocidental. Uma …

por em

O beijo da morte da Europa na África

A União Europeia está triunfante. Depois de mais de dez anos de uma batalha surda, ela enfim venceu a resistência dos países africanos, que se recusavam a fechar com ela os tratados de livre-comércio previstos desde 2000 pelo acordo de Cotonou (Benin).1 Em 10 de julho, os chefes de Estado da Comunidade de Estados da …

por em

Era preciso matar Kadafi?

  Em 2011, no intervalo de dezesseis dias, duas incursões militares estrangeiras pesadas aconteceram no espaço soberano da África, sem que a União Africana,1 considerada negligenciável, tivesse sido consultada. Entre 4 e 7 de abril, as tropas francesas intervieram na Costa do Marfim. Alguns dias antes, desde 19 de março, as forças da Organização do …

por em

Estado Islâmico, um monstro providencial

O Estado Islâmico, movimento jihadista que controla grande parte do nordeste da Síria e noroeste do Iraque, parece tão determinado e confiante quanto a região que o circunda é confusa. Ele não constitui em nada um novo Estado, uma vez que rejeita a noção de fronteira e prescinde largamente de instituições. Em compensação, nos diz …

por em

Nada detém os operários egípcios

A onda de greves de fevereiro de 2014, que levou o governo de Hazem el-Beblawi a se demitir, deveria ter representado um grande avanço para o movimento operário egípcio. Pela primeira vez desde 3 de julho de 2013, dia da saída do presidente Mohamed Morsi (da Irmandade Muçulmana), paralisações de grande amplitude ocorreram nos serviços …

por em

Na China, a raiva persegue os sindicatos

  Quem ainda pode duvidar da capacidade de mobilização dos trabalhadores chineses quando seus direitos são ameaçados? Em abril, em Dongguan, cidade do sul da China, 40 mil trabalhadores da gigante fábrica de calçados Yue Yuen – que produz para marcas ocidentais como Nike, Adidas, Converse… – fizeram greve durante duas semanas. Foi um dos …

por em

A mudança de uma cultura

  DIPLOMATIQUE– Como foi o processo de construção do novo marco regulatório? VERA MASAGÃO–Essa luta por um marco regulatório legal, adequado às organizações da sociedade civil, nasceu como uma das lutas que deu origem à Abong, há 23 anos. É uma bandeira de sempre. A questão do acesso ao recurso público sempre foi nevrálgica. Um …

por em

Em prol da sustentabilidade

  esar do agravamento da crise ambiental no Brasil e no mundo, a campanha eleitoral em curso não está dando a devida atenção para a necessidade de incorporar princípios de sustentabilidade nas políticas públicas do futuro governo. Na visão dos candidatos e governantes, a prioridade é sempre o crescimento econômico, visto em termos quantitativos. Após …

por em

Novas diretrizes para o Terceiro Setor

  Em 31 de julho foi promulgada a Lei n. 13.019, que estabelece o regime jurídico das parcerias entre a administração pública e as organizações da sociedade civil (OSCs). Desde sua tramitação no Congresso Nacional, o projeto de lei recebeu, nos meios de comunicação, a denominação de “Marco Legal do Terceiro Setor”. Isso porque as …

por em

A febre dos canais na América Central

  tenção, vai bater!” grita o capitão ao chefe das mulas, caminhões sobre trilhos que garantem a progressão sem que os navios se choquem contra as bordas da eclusa. O cargueiro, carregado de material eletrônico proveniente do Sudeste Asiático, passa sem problemas, a uma dezena de centímetros dos limites da câmara, sob o olhar espantado …

por em

Não queremos mais do mesmo

Quando a presidente Dilma, diante das manifestações de junho de 2013, propôs um plebiscito a favor de uma Constituinte independente para a promoção da reforma política, ela captou a enorme insatisfação da sociedade com a política e suas instituições, reconhecendo a força dessas manifestações e seu impulso transformador. O Congresso, a Justiça, a mídia e …

por em

As ambições do nacionalismo escocês

  “Escócia, fique conosco!” Inesperada, a mensagem do cantor inglês David Bowie ao ganhar o prêmio de melhor artista solo britânico, no dia 19 de fevereiro, inscreve-se na longa lista de intervenções de celebridades contra a independência escocesa. A atriz Emma Thompson, a cantora Susan Boyle, o ex-treinador do Manchester United Alex Ferguson, a autora …

por em

O Brasil na hora das decisões

Em 2015, o Brasil comemora o mais longo ciclo de vida democrática da sua história: trinta anos. Isso é em si um fato importante num momento em que o Brasil emerge como uma potência mundial e em que, por isso, o que se passa no país interessa não só aos brasileiros como ao mundo no …

por em

O peso das pesquisas eleitorais

  Astros. Cartas de tarô. Bola de cristal. Jogo de búzios. As sugestões de um oráculo sobre o que possivelmente vai acontecer podem gerar expectativas e influenciar diretamente o comportamento da pessoa que o consulta. As pesquisas eleitorais também projetam cenários, indicam possibilidades, produzem informação e geram expectativas, porém não adivinham o futuro, ainda que …

por em