O mundo segundo Donald Trump

É difícil saber precisamente com o que vai se parecer a política externa de Donald Trump. O próximo presidente dos Estados Unidos não detalhou suas intenções nem em documentos escritos nem em discursos. Muitos lhe atribuem uma postura pouco informada ou incoerente, alimentada por manchetes da imprensa e por sua experiência como homem de negócios. …

por em

Negros e mídia: invisibilidades

Há cerca de um ano a imagem do pequeno Matias Melquíades, fotografado pelos pais feliz da vida ao lado de um boneco do Finn, personagem de Star Wars, ganhava as redes sociais. A foto não apenas viralizou nas redes brasileiras, como chegou a John Boyega, ator norte-americano que interpretou o herói no filme O despertar …

por em

Crise financeira dos estados: um sintoma

Rio de Janeiro – Servidores estaduais de várias categorias em estado de greve participam de protesto contra a situação financeira e a mudança do calendário de pagamento de salários (Fernando Frazão/Agencia Brasil)   As finanças públicas brasileiras estão enfrentando um momento delicadíssimo. Ninguém sabe ao certo como o desequilíbrio fiscal poderá ser solucionado. Pelo lado …

por em

Quando Le Corbusier redesenhou Paris

O Plano Voisin foi apresentado no Pavilhão do Espírito Novo, na Exposição Internacional de Artes Decorativas de 1925, em Paris. Na forma de diorama, ele ocupava um ambiente de 60 metros quadrados e era financiado por Gabriel Voisin, um fabricante de aviões e carros de luxo que, após a polida recusa da Citroën e da …

por em

Prostituição, os clientes devem ser punidos?

A luz oblíqua do sol poente inunda Tyresö, uma das 26 comunas do condado de Estocolmo. Sentada no terraço de sua casa, Pye Jakobsson desfruta por mais um instante a misericórdia dos céus: “Eles ganharam, eu perdi. Vou embora no final do mês, para algum lugar no sul da Europa, onde a legislação é diferente”, …

por em

Chuva de críticas sobre os capacetes azuis

Para muitos, a ONU são as operações de manutenção da paz (OMPs). Elas envolvem mais de 128 mil civis e funcionários uniformizados (policiais, militares e guardas) em 39 missões em quatro continentes. A tarefa se revela tão ampla quanto ingrata. As críticas são acerbadas e os erros, em particular quando se trata de abusos sexuais …

por em

A “revolução das velas” em Seul

Gritos de alegria explodiram em 9 de dezembro de 2016, quando dezenas de milhares de sul-coreanos reunidos diante da Assembleia Nacional ficaram sabendo que a presidenta da República, Park Geun-hye, havia sido destituída. Os deputados aprovaram a moção de censura por 234 votos contra 65 – bem mais, portanto, do que o número de representantes …

por em

Um espião russo na Casa Branca…

Em 9 de fevereiro de 1950, no auge da Guerra Fria, um senador republicano ainda obscuro fulminou: “Tenho em minhas mãos a lista de 250 pessoas que o secretário de Estado sabe serem membros do Partido Comunista e que, no entanto, determinam a política do Departamento de Estado”. Joseph McCarthy acabava de entrar para a …

por em

O duplo desafio da esquerda brasileira

Após quatro eleições presidenciais vencidas pelo PT desde 2002, as forças conservadoras se reorganizaram para afastar a presidenta Dilma Rousseff e substituí-la pelo vice-presidente Michel Temer. Além de duvidosa no âmbito jurídico,1 a manobra teria sido mais difícil se o PT não houvesse cometido tantos equívocos. O partido renunciou à mobilização popular, costurou repetidas alianças …

por em

Implicações nas relações entre Estados Unidos e América Latina

Nas Américas e em todos os outros lugares não faltam especulações sobre o que a eleição de Donald J. Trump para presidente dos Estados Unidos vai significar para a nação mais poderosa do mundo e suas relações internacionais. Raramente, ou nunca, uma mudança na política dos Estados Unidos ocorreu com tão pouca certeza sobre as …

por em

O que espera a América Latina

Trump!” Quando perguntado sobre seu candidato preferido na eleição presidencial norte-americana, a resposta do chefe de Estado equatoriano, Rafael Correa, surpreendeu. Afinal, o homem de negócios norte-americano não tinha atacado os imigrantes, prometido construir um muro na fronteira com o México para impedir a chegada “de estupradores e traficantes de drogas”, proclamado a urgência de …

por em

Sobre a reforma migratória dominicana

Na edição de novembro 2016 do Le Monde Diplomatique Brasil, foi publicada uma matéria intitulada “Haiti, o impasse humanitário”, em cujo conteúdo se faz referência à sentença n. 168-13 do Tribunal Constitucional da República Dominicana, sugerindo que mediante essa decisão “privou-se de cidadania entre 100 mil e 200 mil moradores de ascendência haitiana, dando ensejo …

por em

Tráfico de influência na África

Maio de 2015. A pedido de Riad, o Senegal decidiu “empregar na terra santa da Arábia Saudita um contingente de 2,1 mil homens” com o objetivo de “participar da estabilização da região” e “garantir a segurança dos locais santos do islã”.1 O anúncio teve o efeito de uma bomba na capital, Dacar, onde se teme …

por em

Irã e Turquia: aliados ou concorrentes?

Por toda a história, Irã e Turquia mostraram pragmatismo em suas relações bilaterais, apesar de sua rivalidade e interesses às vezes divergentes (ver box). Mas as revoltas da Primavera Árabe revelaram – e algumas vezes produziram – antagonismos profundos. Desde o início da crise na Síria, surgem divergências.1 Depois de convidar (sem sucesso) o governo …

por em

Matteo Renzi perde o paraíso

  O rottamatore,1 o demolidor, finalmente foi demolido. “Volto a Pontassieve, como todos os fins de semana. Entro em casa, todos dormem… como de costume. Salvo que desta vez é diferente. Comigo chegam caixas, livros, roupas, cadernos. Fechei a residência do terceiro andar do Palácio Chigi [local de moradia do chefe de governo italiano]. Volto …

por em

“Raça” é sempre o outro

Em meados dos anos 1990, o conhecido sociólogo peruano Anibal Quijano sustentava que “a mais pungente questão que circula entre os intelectuais latino-americanos é a da identidade”. Não era, entretanto, uma questão que parecia interessar à intelectualidade brasileira da época, em geral convicta de que essa temática já tivesse sido por demais abordada no passado …

por em

Governo Temer como restauração colonialista

por em