Por que o preço dos combustíveis se tornou um tema do dia a dia do brasileiro

Por que o preço dos combustíveis se tornou um tema do dia a dia do brasileiro Por José Maria Rangel Nos últimos três anos, a classe trabalhadora e, de forma mais geral, o povo brasileiro passaram a encarar no seu dia a dia uma questão que não enfrentavam havia muito tempo: o aumento do valor …

por em

Miscelânia

<LIVROS> CADÊ O AMARILDO? O DESAPARECIMENTO DO PEDREIRO E O CASO DAS UPPS Leandro Resende, Baioneta Editora No meio de tantas obras que buscam interpretar a situação penosa de nossos dias, o livro se distingue pela profundidade e clareza na demonstração de uma situação de completa normalização da violência institucional. A selvageria habitual, como forma …

por em

O presente envenenado do turismo cultural

“De repente, Albi começou a existir no mapa do mundo. A inserção da cidade episcopal no patrimônio mundial da Unesco ocorreu em 31 de julho de 2010. Na manhã seguinte, havia uma multidão na cidade: as pessoas se desviaram de seu caminho para virem ver.” Diretora dos assuntos culturais, do patrimônio e das relações internacionais …

por em

A arte de deturpar George Orwell

Tudo e o contrário dele foi dito sobre George Orwell. Sobretudo o contrário. Condenar o colonialismo britânico e dar testemunho da vida dos trabalhadores pobres e dos vagabundos; converter-se a um socialismo radicalmente igualitário após uma pesquisa sobre os operários ingleses; abandonar a negligência social-democrata e ser internacionalista até combater durante a guerra da Espanha …

por em

As sertanejas são, antes de tudo, fortes

São 4 horas da manhã e Jucélia1 acorda embaixo de uma grande tenda de plástico, em uma roça de sisal na região de Lage dos Negros, pensando que, se tivesse feito faculdade, talvez não precisasse enfrentar doze horas de trabalho por dia. Com 21 anos, ela tem os braços e as mãos marcadas pelo fio …

por em

O Irã e seus dois corpos de defesa

No dia 5 de maio de 2019, os Estados Unidos anunciaram o envio do porta-aviões USS Abraham Lincoln e de uma frota da Força Aérea para as águas do Golfo Pérsico. Evocando uma “resposta a sinais e alertas inquietantes que engendraram uma escalada”, John Bolton, conselheiro de Segurança Nacional, advertiu o Irã contra qualquer ataque …

por em

As Louises em insurreição

No dia 26 de março de 1871, 229.167 eleitores parisienses foram às urnas para escolher o conselho comunal de “Paris, cidade livre”. Uma maioria revolucionária ganhou. Socialistas, blanquistas, republicanos radicais ou moderados compunham essa nova assembleia onde os trabalhadores manuais eram mais numerosos, ao lado de funcionários públicos, patrões artesãos, jornalistas e profissionais liberais, em …

por em

Quando a Índia se radicaliza

Política abertamente discriminatória em relação às minorias muçulmanas e cristãs. Balanço econômico e social mais que decepcionante. O alinhamento de planetas não era dos mais favoráveis… No entanto, o primeiro-ministro nacionalista hindu acaba de ser reeleito com uma confortável maioria. Nas eleições parlamentares da qual foram convidados a participar os 900 milhões de eleitores indianos …

por em

Na América Latina, a volta dos polvos midiáticos

Menos de um ano após sua posse, em maio de 2017, o presidente equatoriano, Lenín Moreno, assinou a Declaração de Chapultepec sobre a liberdade de expressão. Esse texto provém de uma conferência regional organizada em 1994 pela Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP, na sigla em espanhol), ONG que reúne os principais donos de veículos de …

por em

A geopolítica da crise venezuelana

No início, a Venezuela não figurava na lista de preocupações do presidente norte-americano, Donald Trump. Durante a campanha presidencial, ele raras vezes pronunciou o nome do país e jamais sugeriu a possibilidade de intervenção. No primeiro semestre de 2017, contudo, o cenário mudou, após uma série de encontros entre Trump e seu ex-rival das primárias …

por em

Morrer antes da morte

Soldados que invadem favelas com o rosto coberto por máscaras, as quais refletem imagens de caveiras. Blindados chamados de “Caveirão”, que, enquanto transitam pelos mesmos territórios, alternam a chuva de balas, por meio de buracos adaptados para o cano das armas, com mensagens anunciando que vieram buscar almas. Ossos de um filho desaparecido deixados na …

por em

A tolerância diante da violência da extrema direita na Alemanha

Em 11 de julho de 2018, Ismail Yozgat, abatido, recita salmos, joga água no rosto. O pai de Halit Yozgat, assassinado doze anos antes pela célula Clandestinidade Nacional-Socialista (NSU, na sigla em alemão), acaba de ouvir o juiz penal do Tribunal Regional Superior de Munique (Oberlandesgericht) pronunciar a sentença contra os cinco réus: severa contra …

por em

“Qual é sua raça?”

Há cerca de dez anos, a administração norte-americana se prepara e multiplica estudos, pesquisas, audiências, relatórios. Em 2020, pela 23ª vez em sua história, os Estados Unidos vão recensear seus habitantes. Centenas de agentes percorrerão o país a fim de registrar aqueles que não o fizeram pela internet. Aviso aos recalcitrantes: quem se subtrair ao …

por em

O mito da “burguesia nacional”

A análise das estratégias de desenvolvimento adotadas após a Segunda Guerra Mundial em alguns países da América Latina, da Ásia e do Oriente Médio organiza-se, de forma geral, em torno de três ideias bastante consolidadas. Primeiro, fala-se em uma industrialização rápida, realizada por meio do empreendimento de enormes esforços com o objetivo de alcançar os …

por em

Reconciliar indústria e natureza

Muitos economistas, líderes políticos e sindicalistas consideram urgente reindustrializar a França. Entre 1974 e 2017, a participação da indústria no total de empregos – incluindo-se a produção de energia e as indústrias extrativas, mas excluindo-se a construção – caiu de 24,4% para 10,3%. A participação dos serviços, comerciais ou não, chegou a 81% em 2017.1 …

por em

As ideias prontas sobre a desindustrialização

“A INDÚSTRIA ACABOU, AGORA É A HORA DOS SERVIÇOS” De que adianta ir contra o sentido da história? A indústria simplesmente seguiu o caminho percorrido pela agricultura antes dela. Como o desenvolvimento consiste em passar do setor primário para o setor secundário, depois do secundário para o terciário, os países do Norte se encaminhariam rumo a uma economia imaterial, baseada nos serviços e impulsionada …

por em

Uma nuvem escura de agrotóxicos em nosso horizonte

A semana de São João foi iniciada com a impactante notícia de que o governo havia liberado o registro de 42 novas marcas comerciais de agrotóxicos. De fato, no Diário Oficial da União de 24 de junho de 2019, o “Coordenador-Geral de Agrotóxicos e Afins [do Ministério da Agricultura] no uso de suas atribuições legais” concedeu o registro de novos agrotóxicos, totalizando, até o …

por em

Água limpa para todos, um direito humano distante no Brasil

O acesso à água limpa é um direito humano ainda muito distante da realidade no Brasil. Embora o país detenha 12% da água doce do planeta, sua distribuição é desequilibrada no território nacional e as áreas mais adensadas e urbanizadas têm menor disponibilidade hídrica. A poluição dos rios, mananciais e aquíferos agrava essa situação e faz que a escassez afete regiões que …

por em

A insustentável agenda ambiental do presidente

Quando Dilma Rousseff assumiu a  Presidência, em 2011, ela ouviu do padrinho político, o ex-presidente Lula, um único conselho sobre a área ambiental: “Dilma, só não pode deixar o desmatamento subir”. Lula sabia o quanto a imagem internacional do Brasil e a avaliação do ocupante do Planalto dependiam de um controle efetivo da devastação, principalmente na Amazônia. Sabia também que sua sucessora era provavelmente …

por em

A arquitetura da destruição: versão tropical

Nesses 27 anos de existência do Ministério do Meio Ambiente (MMA), acreditávamos que tínhamos visto de tudo, de ministros mais atuantes com políticas eficientes a governos pouco comprometidos com o tema, nos quais só havia discurso. Estávamos enganados… No primeiro trimestre deste ano, a maior floresta tropical do mundo, a Amazônia, e o Cerrado, uma das savanas mais ricas do planeta, perderam algo em torno de …

por em

A nova democracia

A convivência humana se funda em valores. São eles que pautam nosso comportamento, nossas relações sociais. Na fase atual de hegemonia do neoliberalismo, o que predomina é o individualismo, a competição, o egoísmo, a meritocracia, as discriminações, a visão de que você deve vencer os demais, no limite, eliminando-os. Esses valores não combinam com a …

por em

Ecologia contra o livre-comércio

O relativo sucesso dos ambientalistas na eleição do Parlamento Europeu (eles detêm 10% dos assentos) despertou um antigo debate sobre o posicionamento político desse movimento. Ele é mais de esquerda, como sugere a maioria das alianças que estabeleceu até agora, ou mais liberal, como indicam a um só tempo o alinhamento com Emmanuel Macron de vários ex-líderes ecologistas (Daniel Cohn-Bendit, Pascal Canfin, Pascal Durand) e algumas coalizões que na …

por em