Microcrédito, o negócio da miséria

Laksmi e sua esposa Rama não aguentavam mais confeccionar, dia após dia, quase mil beedies(cigarros aromáticos), em doze horas de trabalho, na esperança de ganhar 70 rupias (R$ 2,50) ao final do mês. Esse casal com duas crianças fez então um empréstimo de 5 mil rupias (R$ 180) em uma empresa de microcrédito para abrir …

por em

Nova frente no Sahel

Incompetência… incapacidade de lutar contra a rebelião e os grupos terroristas do Norte”: os jovens oficiais de uniformes camuflados que tomaram o poder em Bamako, em 22 de março, não têm argumentos duros o suficiente contra o antigo chefe, o presidente e ex-general Amadu Tumani Turé, apresentado durante muito tempo como um “soldado da democracia”. …

por em

Boko Haram, o crescimento de um monstro

Muitas vezes descrita como “democrazy” (democracia louca) por causa da agitação social e cultural que a caracteriza,1 a Nigéria produziu um monstro: a Boko Haram. Em seus primórdios, há doze anos, ela não passava de um movimento religioso contestador que tentava preencher o vazio criado pela negligência dos partidos progressistas. Mas os doutores Frankenstein do …

por em

Pensar o desenvolvimento

Estamos, aos poucos, retomando uma trajetória interrompida: a discussão pública acerca dos rumos do desenvolvimento brasileiro. Bloqueado desde os anos 1990 pela hegemonia do pensamento neoliberal, que não se preocupa com o futuro, esse debate ganha agora nova vitalidade, quando a crise internacional obriga o governo brasileiro a traçar novas estratégias de defesa de nossa …

por em

No Mississippi, as fraturas da América profunda

No edifício da Guarda Nacional do Mississippi, o vento quente do sul agita a bandeira da União e a confederada, ambas lado a lado. É nessa instituição patriótica que trabalha Lindsey Lemmons, uma mãe de família branca, que se define como “bastante tradicionalista” e declara levar “um revólver no bolso” todas as manhãs, quando sai …

por em

A audácia ou o beco sem saída

Ainda que a eleição francesa provoque uma mudança de presidente, as questões decisivas do período iniciado em 2007 serão rompidas? A alternância política constituiria um alívio para os franceses, pois, para além dos defeitos mais notórios do presidente que parte – sua onipresença, seu exibicionismo, sua capacidade de dizer tudo e nada, a fascinação que …

por em

Desconfiança na justiça

Nas últimas duas décadas temos vivido um forte processo de transformação. Impulsionada pela democratização, pela estabilização econômica e por uma Constituição que assegurou, além da estabilidade política, algumas políticas de distribuição nas áreas de educação, saúde e assistência, a sociedade vem se tornando mais inclusiva, moderna e complexa. Se o Estado funcionou desde nossa independência, …

por em

Sistema político e sociedade civil no Brasil

As eleições de 2012 no Brasil irão ocorrer sob o signo de uma profunda descrença no sistema político do país. Não é difícil imaginar os motivos para tal: a Constituição de 1988 avançou em muitos pontos, como a elevação do acesso aos direitos sociais, o crescimento da participação social e o novo papel do Judiciário, …

por em

Itaquera, muito além da Copa do Mundo

  (Copa referenda o processo de apagamento do passado operário e nordestino de Itaquera) Desde que foi anunciada a construção do estádio do Corinthians no bairro de Itaquera, em São Paulo, em setembro de 2010, o local virou assunto e centro das atenções mundiais. Nunca antes a região teve tanta visibilidade. No entanto, a exposição …

por em

Quando a Grécia se chamava “Argentina”

Tudo começou com uma ideia brilhante. Para acabar com a inflação que arruinava o país na época de sua chegada ao poder, em 1989,1 o presidente peronista Carlos Menem – acompanhado de seu superministro da Economia, Domingo Cavallo, formado em Harvard e antigo funcionário da ditadura (1976-1983) – congelou a taxa de câmbio da moeda …

por em

Professores nota AAA

É preciso um patrão nos estabelecimentos de ensino”, clamava o ministro da Educação francês, Luc Chatel, em 7 de dezembro de 2011 na rádio France Inter. Ele resumia assim o espírito das novas modalidades de avaliação dos professores, anunciadas um mês antes e que deverão entrar em vigor em setembro de 2012. Atualmente, os professores …

por em

Acrobacias doutrinárias na Frente Nacional

“O Espírito Santo, para a teologia liberal, é a mão invisível, aquela que, de uma massa de comportamentos individuais egoístas, vai construir a felicidade coletiva de acordo com a Ciência e, melhor ainda, com a Ordem Natural.” Essa frase blasfematória, tanto para a Santíssima Trindade como para a direita tradicionalista, foi extraída do último livro …

por em

A presidencial vista do campo

A forma desta reportagem foi tomada de empréstimo de Pierre Belleville, que a utilizou para construir a pesquisa sobre os vales siderúrgicos em La Fensch e La Moselle, na região francesa de Lorraine: Laminage continu. Crise d’une région, échec d’un régime [Laminação contínua. Crise de uma região, fracasso de um regime], Julliard, Paris, 1968.   …

por em

A história não se repete

Ah, os bons tempos!”, ainda que nenhum partido político francês tenha até hoje adotado essa palavra de ordem, muitos lançam à sociedade pós-guerra um olhar cheio de sonhos e desejos.“Se aprendêssemos com todas as lições da crise, o mundo de amanhã poderia se parecer mais com aquele dos ‘trinta anos gloriosos’ [1945-1975] do que com …

por em

A crise do PSDB

Fundado em 1988, às vésperas da promulgação da Constituição, o PSDB era uma dissidência à esquerda do PMDB e contra as “oligarquias decrépitas”, como rezava seu programa político. Embora o símbolo partidário fosse um tucano, para se aproximar de uma imagem naturalmente brasileira, o partido apresentava orientação e pretensão social-democrata tipicamente europeia. Seu programa expressava …

por em

A influência do pleito municipal na sucessão presidencial

O crescimento eleitoral dos partidos no pleito municipal pode ser decisivo para a montagem de bons palanques em 2014, ainda que eleições presidenciais, notadamente em período de reeleição, dependam mais do desempenho da economia, da sensação de bem-estar da população, da popularidade do chefe do Poder Executivo e, principalmente, dos arranjos das candidaturas majoritárias nos …

por em

Em Portugal, uma escola para “consertar” a democracia

(Manifestantes portugueses protestam contra o fim do Carnaval, mais uma das medidas de austeridade do governo) Basta eu pegar meu telefone para encontrar um membro do governo, o primeiro-ministro ou até o presidente da República”, gosta de se gabar o professor Ferreira Machado, decano da Universidade Nova de Lisboa, a principal escola de negócios portuguesa. …

por em

Vladimir Putin e as expectativas da sociedade russa

Uma revolução colorida1à moda russa não vai acontecer.Os encontros para manifestações, em 5 e 10 de março, convocados por grupos que contestavam o resultado da eleição presidencial, não atraíram as multidões esperadas, e seus organizadores reconheceram a necessidade de alterar o modo de expressar seu descontentamento.No entanto, o poder procederia erradamente ao agir como se …

por em

Faixa de Gaza, no centro da questão palestina

(Garoto palestino agita a bandeira de seu país durante protesto na Faixa de Gaza) A Faixa de Gaza, como entidade autônoma, foi moldada pela guerra de 1948-1949. Durante o conflito, muitos palestinos expulsos afluíram para lá. O primeiro-ministro israelense, David ben Gurion, sempre visionário, compreendeu imediatamente o risco de tal concentração de refugiados no noroeste …

por em

As revoluções árabes e o caso da Síria

O livro é um clássico. Escrito em 1965 pelo jornalista britânico Patrick Seale, The struggle for Syria[A batalha pela Síria] conta a história do embate pós-Segunda Guerra Mundial pelo controle da Síria.1 A luta se inscrevia no contexto da Guerra Fria que opunha os Estados Unidos à União Soviética e, ao mesmo tempo, no da …

por em