Agosto 2018

Edição 133

R$14,90Comprar

PAZ PELA FORÇA

A fábula do 31 de agosto de 2013

Edição 133 | EUA

Uma tal reconstituição histórica, iluminada pela referência respeitosa a Winston Churchill (que percebeu que os acordos de Munique abririam o caminho para outras agressões nazistas), legitima a priori guerras preventivas e a chamada política de “paz pela força” – especialmente contra a Rússia


EDITORIAL

Os endividados

Edição 133 | Brasil

Segundo Negri e Hardt, vivemos um momento de transição nas formas de exploração capitalista: de uma ordem baseada na hegemonia do lucro (pela exploração do trabalho industrial), transitamos para uma ordem dominada pela renda, em que a dívida é um elemento central para produzir a subordinação e construir os elos de uma nova servidão


CAPA

As eleições e a retomada do Estado social

Edição 133 | Brasil

Esta eleição se diferencia de outras da Nova República porque terá um aspecto central: a restauração de uma concepção pública de Estado em contraposição à forma privada hegemonizada pelo mercado financeiro que se instalou depois do impeachment


CAPA

A normalização do golpe

Edição 133 | Brasil

O discurso “responsável” do centro teve um apelo nulo, enquanto as incongruências da direita começaram lentamente a cavar espaço na mídia convencional. A verdadeira funcionalidade do malabarismo discursivo direitista não é só desmoralizar a política e, assim, conquistar um voto de protesto. Trata-se de representar eleitoralmente a última ideia de uma sociedade moribunda: o Estado policial democrático


EM BREVE, CAMINHÕES SEM MOTORISTA?

Caminhoneiros, um ícone em via de desaparecer

Edição 133 | EUA

Em 2016, pela primeira vez um caminhão sem motorista fez uma entrega nos Estados Unidos. Desde então, os testes se multiplicaram, abrindo caminho para um mundo em que as mercadorias se deslocarão sem a intervenção humana. Diante dessa ameaça à existência de seu trabalho, os caminhoneiros norte-americanos oscilam entre o pânico, a negação e a incredulidade


REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA, TRANSFORMAÇÃO GEOPOLÍTICA

Carro elétrico, uma miragem ecológica

Edição 133 | china

Acabar com o petróleo, os gases de efeito estufa e a poluição atmosférica: essas são as promessas do carro elétrico. Mas o entusiasmo atual oculta as novas poluições e dependências geopolíticas que essa revolução implica. Isso porque, graças a seu monopólio de certas matérias-primas, a China poderá se tornar a capital mundial do automóvel


MOVIMENTOS SOCIAIS NA ENCRUZILHADA DAS POSSIBILIDADES E DAS DESIGUALDADES INFOCOMUNICACIONAIS

A internet como objeto de luta

Edição 133 | Brasil

Falar de incidência política na atualidade é abordar as ruas e as redes virtuais como espaços de disputa. Uma vez que essa sociedade em rede tem em sua centralidade processos de comunicação, não tomá-los como arenas de ação diminui o alcance e a força dos movimentos


BOMBEIROS PIROMANÍACOS DO VALE DO SILÍCIO

O mito do transumanismo

O medo de fim do mundo assombra a história da humanidade. Desde o início do século XXI, o espectro de uma tecnologia fora de controle, ultrapassando e depois arrasando nossa espécie, persegue os especialistas. A inteligência artificial e as próteses digitais prometeriam ao Homo sapiens um destino de Frankenstein. Mas quem difunde essa narrativa e quem ganha com ela?


ESTADOS UNIDOS

Como a direita seduziu o eleitorado popular

Edição 133 | EUA

Em um estado muito pobre como a Louisiana, manchado por vazamentos de petróleo, a maioria da população vota em candidatos que combatem os benefícios sociais e a proteção ambiental. Socióloga, Arlie Hochschild investigou esse paradoxo. Meses depois da publicação de seu estudo, Donald Trump ganhou com ampla vantagem as eleições na Louisiana


SUAR, MAS EM BOA COMPANHIA

Suco detox e cardio training, o novo espírito da burguesia

Competição ou solidariedade, culto do resultado ou do esforço, reino do individualismo ou aprendizagem do espírito de equipe? As forças políticas há tempos disputam os valores associados ao exercício físico. A ascensão das academias de luxo sugere uma retomada do entusiasmo burguês pelo corpo. As performances e a boa saúde justificariam o status social


OS SEGREDOS DE UMA PARCERIA DESEQUILIBRADA, MAS FUNCIONAL

China e Rússia, cúmplices, mas não aliadas

Edição 133 | china

Destinado a normalizar as relações entre Estados Unidos e Rússia, o encontro de Trump com Putin no dia 16 de julho aumentou a confusão. Empurra-se assim Moscou um pouco mais aos braços de Pequim, apesar do desequilíbrio entre as duas potências. Rússia e China reforçam suas conexões, mas defendem seus próprios interesses, que nem sempre coincidem


RESISTÊNCIAS AO RACISMO AMBIENTAL

Às margens do Rio do desenvolvimento

Edição 133 | Rio de janeiro

No Rio de Janeiro, entre a serra e o mar, populações pobres enfrentam a poluição e o racismo impostos pelos megaprojetos. Uma caravana de movimentos sociais seguiu a trilha das resistências


JURISDIÇÃO SUBVERTIDA

A via crucis de um habeas corpus

Edição 133 | Brasil

Não há prefeito, não há gestor de políticas públicas, não há ordenador de despesa neste país que não tenha sentido na pele a arrogância no trato com o Ministério Público. Prazos impostos com ameaças expressas de incriminação são rotina. Não existe um “por favor” nem um “obrigado” na linguagem funcional de seus agentes. Têm o rei na barriga


IMPOTÊNCIA POLÍTICA

No Líbano, o fantasma dos barris tóxicos

Edição 133 | Líbano

As eleições legislativas realizadas no Líbano no dia 6 de maio consagraram o campo pró-Hezbollah. Apresentadas à margem das grandes formações, as listas pluralistas da sociedade civil não tiveram o resultado que suas diversas mobilizações ambientalistas permitiam imaginar. O problema da coleta e do tratamento de lixo permanece


UMA ESQUERDA FORTE, MAS DIVIDIDA

Bolívia, na contracorrente da América do Sul

Edição 133 | Bolívia

Enquanto as forças conservadoras avançam no continente sul-americano, um país permanece ancorado à esquerda: a Bolívia de Evo Morales, onde a contestação se concentra cada vez mais no seio do próprio campo político do chefe de Estado. A história singular do partido presidencial, o Movimiento al Socialismo, esclarece essa situação surpreendente


NASCIMENTO DE UM DESTINO TURÍSTICO

E a Europa criou Compostela…

Edição 133 | Europa

Na rota para a Galiza, os caminhos de Santiago atraem todos os anos centenas de milhares de caminhantes. Promotor desse sucesso, o Conselho da Europa realizou um sonho que os papas Leão XIII e João Paulo II partilharam com Francisco Franco: alimentar, por meio desse mito, as raízes cristãs do Velho Continente, ainda que tomando algumas liberdades com a história e a geografia


FUTEBOL E POLÍTICA

José Trajano: um operário do jornalismo

Edição 133 | Brasil

Crítico dos novos tempos na profissão, o carioca fala sobre ódio nas redes sociais, decadência da cobertura esportiva e atuação do Brasil na Copa do Mundo da Rússia


Miscelânea