Outubro 2019

Edição 147

R$ 18,00Comprar

IMPEDIR O SURGIMENTO DE UM EQUIVALENTE ESTRATÉGICO

Washington contra Pequim

A China sucede assim o “Império do Mal” soviético e o “terrorismo islâmico” como adversário prioritário de Washington. Mas, diferentemente da União Soviética, ela dispõe de uma economia dinâmica, com a qual os Estados Unidos registram um déficit comercial abissal.


EDITORIAL

Ser oposição

Edição 147 | Brasil

O que temos pela frente é o desafio de aprender novamente a ser oposição, debater e participar das mobilizações da sociedade civil que expressam suas necessidades e demandas do dia a dia. É a disputa pela qualidade de vida que importa.


SIGNIFICADOS DE UMA CRUZADA FUNDAMENTALISTA

A destruição da educação, da ciência e da cultura pelo governo Bolsonaro

Edição 147 | Brasil

O ultraneoliberalismo em processo, estruturado pelo bloco no poder a partir da aliança com Bolsonaro, está plantando as bases de um novo contexto autocrático que possui diferenças específicas com a ditadura empresarial-militar, entre as quais o significado da radical recusa do pensamento crítico


UMA POLÍTICA DE CORTES

A educação merece mais

Edição 147 | Brasil

Como o atual governo está tratando a educação? Há dois passos necessários para responder a essa questão: conhecer os dados do orçamento da área, os cortes que ocorreram e a previsão de recursos para o ano que vem; e analisar as premissas políticas do grupo que hoje governa o país e entender como elas influenciam a gestão educacional


ENTREVISTA – CHRISTOPHER NEWFIELD

Como os Estados Unidos arruinaram suas universidades públicas

Edição 147 | EUA

A transformação das universidades públicas norte-americanas em mais uma modalidade de negócios foi um “grande erro”, afirma professor da Universidade da Califórnia com livro sobre o tema


POR UM DIREITO À INGERÊNCIA CLIMÁTICA

Motosserras brasileiras contra enxadas tricolores

Mesmo entre os adversários do presidente brasileiro, a disputa excessivamente midiatizada com seu colega francês suscita sentimentos ambíguos. Para impedir Jair Bolsonaro de entregar a Amazônia para o agronegócio, é preciso questionar o princípio da soberania territorial dos Estados, como sugere Emmanuel Macron?


RESENHAS

Miscelânea


GOVERNO MACRI: AS MESMAS RECEITAS, OS MESMOS RESULTADOS

A Argentina mostra que a esquerda não está morta

Edição 147 | Argentina

O homem que prometia virar a página do “populismo” jogou a Argentina na crise econômica. O fracasso de Mauricio Macri deve facilitar o retorno dos peronistas ao governo nas eleições de 27 de outubro. Herdando um país devastado, a dupla singular que assumirá o poder vai precisar unir seu campo, superando divisões


PERSISTÊNCIA DE UM APARTHEID ECONÔMICO

Na África do Sul, uma terra saturada de sangue

Edição 147 | África do Sul

No início de setembro, uma onda de violência xenófoba causou a morte de dez trabalhadores imigrantes na África do Sul. Gigante econômico continental, o país é corroído por suas desigualdades. O desemprego atinge 40% da população. Entre os motivos de tensão social, a insolúvel questão agrária: ricos fazendeiros brancos ainda detêm 75% das terras privadas do país


TRANSNACIONAIS ALARMADAS COM A RIVALIDADE NA CÚPULA

China e Estados Unidos: uma guerra mais geopolítica do que comercial

Edição 147 | China

Uma vez convertida à economia de mercado, a China deveria ter se constituído em mais um elo das cadeias de produção de uma economia global pilotada pelos Estados Unidos e suas transnacionais. Mas a velocidade de seu desenvolvimento preocupa os dirigentes norte-americanos. Eles se empenham agora em esmagar uma concorrente que surgiu mais rápido do que imaginavam e que ameaça sua posição de superpotência hegemônica


REPRESSÃO DE OPOSITORES E DESENVOLVIMENTO ESTRATÉGICO

Turquia, um aliado caprichoso, mas um inimigo impossível

Edição 147 | Turquia

Após comprar mísseis russos e ensaiar uma reaproximação com Moscou, Ancara encontra-se em crise aberta em relação aos Estados Unidos. Apesar das tensões, uma saída da Turquia da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), contudo, é muito pouco provável


NO CANADÁ, VENDER ARMAS SEM PESO NA CONSCIÊNCIA

Justin Trudeau e a exibição da virtude como política externa

Edição 147 | Canadá

Para a grande mídia, a ambiguidade do primeiro-ministro surgiu quando foram reveladas imagens suas com o corpo pintado de preto. O dirigente liberal não seria um defensor da diversidade? Existe, contudo, outro campo, muito menos comentado, no qual o gigantesco fosso entre discurso e prática se manifesta: a política externa


UTOPIA DAS ELITES REFORMISTAS, PESADELO DE PROFISSIONAIS E PACIENTES

O hospital do futuro

Edição 147 | França

“Vento” – foi assim que os médicos em greve classificaram a proposta apresentada pela ministra da Saúde francesa em 9 de setembro. A um serviço à beira da implosão, ela oferece um pacote raquítico, apoiado em outros setores, também em dificuldades. Devemos falar de “crise” do hospital ou de “roubo” – um projeto para entregar uma instituição ao setor privado?


CONTRATOS DE IMPACTO SOCIAL PLANTAM RAÍZES NA FRANÇA

Solidariedade lucrativa

Edição 147 | França

O governo francês quer dar um segundo fôlego aos “contratos de impacto social”, introduzidos na França em 2016, quando Emmanuel Macron era ministro da Economia. O truque desse dispositivo consiste em transferir o risco de um programa social para investidores privados. Em princípio, todos sairiam ganhando…


UM PARTIDO APAIXONADO POR BRUXELAS E PELA CITY

O curinga dos britânicos pró-União Europeia

Edição 147 | Reino Unido

No Reino Unido, os liberais pró-europeus se encontram há anos em uma situação nova: nenhum dos dois grandes partidos endossa suas preferências. Os conservadores de Boris Johnson querem deixar a Europa; os trabalhistas de Jeremy Corbyn defendem os direitos dos assalariados. Daí o renovado interesse da mídia privada por um partido um pouco esquecido