Agosto 2010

Edição 37

R$ 14,90Comprar

ENTREVISTA EXCLUSIVA/LUIZ EDUARDO SOARES

Crime e preconceito

“Quem associar pobreza a violência estará, involuntária e inadvertidamente, justificando o procedimento do policial”, afirma Luiz Eduardo Soares. Antropólogo e cientista político, ele coordenou a área de segurança pública do Rio de Janeiro entre 1999 e 2000 e foi Secretário Nacional de Segurança Pública em 2003Silvio Caccia Bava


Violência

Em briga de marido e mulher, se mete a colher

A violência de gênero atinge mulheres brasileiras de Norte a Sul do país, de todas as classes sociais, etnias, credos, raças e opção sexual. Seja por culpa do sistema patriarcal, seja pela falta de debate sobre o tema, o fato é que uma mulher é espancada a cada 15 segundos e dez são assassinadas diariamente no BrasilMaíra Kubík Mano|Mariana Fonseca


Violência

Mobilização pela paz

Em 1996, o Jardim Ângela, em São Paulo, foi considerado pela Nações Unidas como o núcleo urbano mais violento do mundo. As estatísticas apontavam 120 assassinatos/ano para cada 100 mil habitantes. Apostando que era possível mudar, a população se uniu e criou a Caminhada pela Vida e pela PazLéa Maria|Celina Simões


VIOLÊNCIA / AMÉRICA LATINA

Caracas em chamas

Os números apontam para o paradoxo que vive a capital venezuelana: o índice de violência atingiu 127 homicídios por 100 mil habitantes, ou seja, 1.976 mortes de janeiro a setembro de 2009, numa cidade de3,15 milhões de habitantes. Por outro lado, em dez anos, a taxa de pobreza baixou de 60% para 23%Maurice Lemoine


SUSTENTABILIDADE

Cidades amigáveis

Precisamos, com urgência, repensar nossas políticas públicas, buscando uma transição confortável para novos paradigmas de produção e consumo e um claro enfrentamento das consequências das mudanças climáticas em cursoManoel Ribeiro


AGRICULTURA

Por uma África mais verde

Apostando na Agroflorestria, técnica que integra o crescimento natural de árvores ao sistema de produção agrícola, agricultores africanos estão garantindo água e colheita para suas famílias. Em Burkina Faso, Níger e Mali, áreas semidesérticas se tornaram terras mais produtivasMark Hertsgaard


MERCOSUL

Estatuto do estrangeiro ou lei de imigração?

O projeto de Lei 5.655/09 expõe novas contradições brasileiras em matéria de direitos humanos dos imigrantes. A Unasul e o Mercosul, mais retóricos do que reais, ainda engatinham na construção de uma cidadania sul-americanaDeisy Ventura|Paulo Illes


AGRICULTURA

Transgênicos: crescimento sem limites

Hoje, a soja dos brasileiros contém 50 vezes mais veneno do que em 1998. O aumento expressivo do uso de agrotóxicos é a indicação clara de que estes últimos e os transgênicos fazem parte de um mesmo modelo, onde a dominação do mercado de sementes e insumos está nas mãos de um pequeno grupo de grandes corporaçõesAndrea Lazzarini Salazar


ECONOMIA/ESTADOS UNIDOS

A regulação, até que enfim!

Em 15 de julho, o Senado americano adotou aquilo que se chamou de “a maior reforma do setor financeiro desde a Grande Depressão”. A lei, mais modesta que o projeto inicial de Barack Obama, representa um sucesso político para o presidente, que soube assumir a dianteira frente a um lobby bancário enfraquecido pela criseIbrahim Warde


PARADOXOS

Viver como rico numa cidade de pobres

Em Glasgow, maior cidade da Escócia, a população vive em um grande contraste social. Por um lado o mercado de luxo cresce e os hotéis cinco estrelas se espalham. Por outro, a esperança de vida entre bairros ricos e pobres pode variar em 28 anos, segundo dados da Organização Mundial de SaúdeJulien Brygo


DESENVOLVIMENTO

A miragem das classes médias africanas

Para o mundo empresarial e financeiro, a África está melhor do que se pensa. Com 300 milhões de consumidores que supostamente saíram da pobreza, o mercado local estaria “pronto para mudar”, como proclama o dossiê especial do Financial Times, e propiciaria o melhor retorno de investimentos de todo o planetaJean-Christophe Servant


Escândalos na frança

A alta sociedade e o baixo-império

Serge Halimi


BIOLOGIA

A época dos organismos geneticamente fabricados

A biologia sintética não se limita à observação: agora ela passa pela engenharia e já é um grande mercado onde se pode adquirir diferentes peças para “montar” novos víruis, bactérias e leveduras. Mas os riscos da disseminação acidental ou deliberada de organismos artificiais suscitam preocupaçõesDorothée Benoit-Borwaeys


MUNDO ÁRABE

O abismo entre arte e política

Uma forma de esquizofrenia toma conta da região: na esfera privada ou nos espaços semipúblicos consome-se a cultura profana. Nos públicos, as pessoas se mostram preocupadas em exibir sua identidade muçulmana, evitando, por exemplo, ir ao cinema, e vão à mesquita, de barba ou usando um véuHicham Ben Abdallah El Alaoui


Sociedade / Cáucaso

Em torno do Mar Negro

Fechado, fortemente afetado pela poluição, às vezes tido como um espaço “marginal”, o Mar Negro está no coração da redefinição de entraves estratégicos maiores. Nesse diário de viagem, é possível entender o mosaico de países, interesses e histórias que compõem a diversidade dessa regiãoJean-Arnault Dérens|Laurent Geslin


CASAMENTO GAY

Uma vitória do laicismo

A sanção da lei que modifica o Código Civil argentino para permitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo é um passo à frente na secularização da sociedade. Nem todos os fiéis se opuseram, nem foi a religião o único foco de conservadorismo na questão. Os partidos políticos no Congresso votaram divididosMarta Vassallo


DOGMAS

A economia segundo a Igreja

Para o Vaticano, o capitalismo, o lucro, a mundialização, a exploração da natureza, a exportação de capital, o mercado financeiro, o crescimento e o desenvolvimento não são grandes problemas. A dificuldade atual da humanidade estaria “apenas no excesso”Serge Latouche


FILOSOFIA

A invenção das crenças

O tema das crenças leva-nos a uma infinidade de interrogações. De início, com o risco de simplificar, propomos duas modalidades delas, reconhecendo que muitas vezes a fronteira entre uma e outra é bastante tênue: as ativas e as passivas. Suas propriedades permitem “tanto construir uma ciência quanto uma religião”Adauto Novaes


ESPORTE

Palestina em campo

Enquanto os olhos do mundo se voltavam para a África do Sul, a seleção feminina de futebol da Palestina desembarcou no Brasil para um intercâmbio com o Santos FC. Durante sua estada na Vila Belmiro, as garotas falaram sobre política, futebol e machismo, temas que inevitavelmente se misturam quando elas jogam bolaMaíra Kubík Mano


CULTURA

Ode ao humor

Em toda a Europa medieval, nem o controle do poder feudal sobre o corpo, nem o da Igreja sobre o espírito impediram a realização das celebrações coletivas. Carnavais, “xarivaris”, ritos drolático nas antigas cerimônias satúrnicas romanas e procissões paródicas de culto católico mobilizavam as multidõesPierre Rimbert


LITERATURA

Um país em busca de leitores

O Brasil tem cerca de 190 milhões de habitantes, dos quais 95 milhões podem ser considerados leitores; mas eles leem, em média, 1,3 livro por ano. Não se trata de rejeição à leitura; uma enquete mostrou que 75% gostam de ler. Pergunta: por que, então, os brasileiros não leem mais?Moacyr Scliar


AUTOREGULAÇÃO E PERMISSIVIDADE

A impunidade das petroleiras

Reston, na Virgínia, está a quilômetros do Golfo do México e de suas costas cheias de óleo. No entanto, foi lá que tudo começou. Lá estão os escritórios da International Registries, empresa que sugere aos seus clientes que contornem a regulamentação marítima e instalem suas plataformas num país com leis mais amenasKhadija Sherife


PARADOXOS

Viver como rico numa cidade de pobres

Em Glasgow, maior cidade da Escócia, a população vive em um grande contraste social. Por um lado o mercado de luxo cresce e os hotéis cinco estrelas se espalham. Por outro, a esperança de vida entre bairros ricos e pobres pode variar em 28 anos, segundo dados da Organização Mundial de SaúdeJulien Brygo