Do Período Especial à ascensão de Raúl

Raúl Castro assumiu o poder em Cuba numa época propícia. Economicamente, o país acabara de emergir do “Período Especial”1 e, internacionalmente, o governo de George W. Bush dava mostras de que seu mandato chegava ao fim, com os partidários do embargo à ilha já bastante inferiorizados. Havia um enorme espaço para manobras e mudanças. Uma …

por em

Por uma mídia livre

A caminhada para a realização do primeiro Fórum de Mídia Livre começou no dia 8 de março de 2008 com um encontro que reuniu 42 jornalistas, professores e profissionais da área da comunicação em São Paulo. Ele encontro serviu como ponto de partida para uma série de outras reuniões em diversas capitais do país, mobilizando …

por em

As três crises

Nunca havia acontecido. Pela primeira vez na história econômica moderna, três crises de grande amplitude – financeira, energética e alimentar – estão em conjunção, confluindo e combinando-se. Cada uma delas interage sobre as demais, agravando, de modo exponencial, a deterioração da economia real. Por mais que as autoridades se esforcem em minimizar a gravidade do …

por em

A mega-anistia

Pela quarta vez em sete anos, o governo renegociou as dívidas vencidas dos produtores agrícolas. Foram revistos 86% dos 2,8 milhões de contratos faltosos, ou seja, R$ 75 bilhões de um total de R$ 87,8 bilhões. Calcula-se que essa operação custará nada menos que R$ 10 bilhões aos cofres públicos. A renegociação de dívidas é …

por em

O urânio na raiz do conflito

“Se a luta é a única voz ouvida, nós optamos por ela.” Com essa firme e assustadora declaração, o Movimento dos Nigerinos para a Justiça (MNJ)1 selou a volta da guerrilha no Níger, após 12 anos de paz. O acordo firmado em 24 de abril de 1995 entre governo e rebeldes, majoritariamente tuaregues, chegava ao …

por em

A fratura exposta da democracia

Parece que a aprovação dos tratados europeus é regida por um teorema: quanto menos se conhece o conteúdo deles, mais se vota a seu favor,  principalmente entre os parlamentares. E quanto mais eles são lidos e analisados, menos são aceitos. Os eleitores irlandeses acabam de demonstrar isso ao rejeitarem o Tratado de Lisboa, em 12 …

por em

Redistribuição de renda às avessas

A dívida pública é um grave problema para a França. Um verdadeiro fardo para as gerações futuras e que corre o risco de asfixiar a economia no presente. Se continuar a crescer ou se as taxas de juros aumentarem, sua carga se tornará insustentável e a desconfiança dos credores imobilizará o Estado. Em suma, é …

por em

As novelas e os anunciantes

Em 1968, Luiz Gustavo, no papel-título de Beto Rockfeller, da extinta Rede Tupi de Televisão, introduziu o merchandising na novela brasileira. A relação do ator era direta com o anunciante. Desde então, a prática cresceu, se generalizou e se profissionalizou, a ponto de se tornar quase que uma convenção do gênero. Mas também do veículo. …

por em

Um jornal que é seu

Temos todas as razões para comemorar nossa 12ª edição! Com um ano de existência e uma distribuição em oito mil bancas de jornal por todo o país, o sucesso de Le Monde Diplomatique Brasil caminha na contramão da avaliação dos especialistas em mídia. Não era para dar certo, mas deu! Este sucesso se deve principalmente …

por em

O futuro da BBC

A BBC (British Broadcasting Corporation) nasceu em 1927 com uma tripla missão: informar, educar e divertir. Referência mundial para os sistemas audiovisuais públicos, ela tornou-se, ao longo de décadas, um sinônimo de qualidade. Quatrocentas horas anuais de ficção são uma das garantias de seu sucesso. O programa Eastenders é uma prova disso: com quatro episódios …

por em

Os retrocessos do atual modelo

“… uma República que desconhece ou esqueceu o ideal que era a sua razão de ser, uma República adaptada às instituições e costumes monárquicos que pretendera eliminar, não repelindo, senão aquilo que deveria afirmar uma República onde só os reacionários se sentem bem….” Manuel Bonfim Neste início do século XXI, o mundo trava um novo …

por em

A guerra da raposa

A escultura de uma mão poderosa erguendo um mapa do Brasil no coração da Terra Indígena Raposa-Serra do Sol: foi essa a maneira que os índios encontraram para demonstrar seu pertencimento ao povo brasileiro e o agradecimento pela homologação da sua morada. O decreto de 15 de abril de 2005, assinado pelo presidente Lula, reconhecia, …

por em

A inserção na economia global

Depois da crise da dívida externa, na década de 1980, o Brasil demorou a reencontrar a rota do crescimento. Os equívocos da política econômica cometidos nos anos 1990, após a queda da inflação, não ajudaram a estancar a inclinação ao baixo desempenho. Os otimistas argumentam que o país preservou uma fração importante do aparato industrial …

por em

Derrota do Itamaraty, vitória do Brasil

A suspensão da Rodada Doha de negociações comerciais multilaterais no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC) é um acontecimento positivo para a maioria dos brasileiros e da população mundial. O que houve em Genebra foi a derrota de dois grupos de interesses. O primeiro está localizado nos países desenvolvidos e é formado pelas grandes …

por em

O impacto sobre o meio ambiente

Neste século, a questão ambiental coloca desafios centrais para o futuro da humanidade. Se nas décadas passadas ainda era tolerável considerar o meio ambiente como uma variável menor nas reflexões sobre desenvolvimento, hoje não há dúvida de que ele passou, para o bem ou para o mal, a parâmetro principal de uma análise que se …

por em

A fome que dá lucro

O noticiário em todo o mundo aponta para uma alta generalizada de preços, dando especial ênfase ao aumento do petróleo e dos alimentos básicos de consumo. As manchetes destacam que, em 2007, a inflação nos Estados Unidos foi de 4,1% e, nas nações em desenvolvimento, 6,69%. Em 2008, atingiu 3,7% na Comunidade Européia, o maior …

por em

Pela justiça tributária

A justiça tributária – ou seja, quem paga a conta pública – ainda não está em debate. O Brasil possui um sistema tributário altamente regressivo. Quem ganha até dois salários mínimos paga 49% dos seus rendimentos em tributos. Mas quem ganha acima de 30 paga apenas 26%. Isso ocorre porque, na comparação internacional, se tributa …

por em

Colômbia x Venezuela:a grande manipulação

1º de março de 2008, 00h25. Com uma exatidão implacável, a primeira das dez bombas “inteligentes” guiadas por GPS atinge seu alvo. Não estamos no Oriente  Médio. A cena se passa no Equador, a dois quilômetros da fronteira com a Colômbia, onde o rio Putumayo separa os dois países. Quatro helicópteros Blackhawk OH-60 surgem no …

por em

Sair do caos sem cair na lei da selva

Há pouco tempo eu estava conversando com um compatriota sobre as complicações atuais das realidades cubana e latino-americana e ele lançou um comentário mordaz: o problema dos demais países do continente que buscam o caminho da mudança é  como sair da lei da selva sem cair no caos. E o dos cubanos, por sua vez, …

por em

Rap à francesa

“Assuntos como a periferia não são uma questão de partido. Ao contrário, é preciso haver uma união republicana, um Plano Marshall para os bairros.” Não, este não é um discurso do presidente francês. As palavras são de autoria de Abd Al Malik, um rapper de origem congolesa para quem “é preciso livrar-se do saco de …

por em