Arquivos Edição - 45 - Le Monde Diplomatique

As armadilhas de uma guerra

Mesmo um relógio quebrado indica a hora certa duas vezes por dia. O fato de os Estados Unidos, a França e o Reino Unido terem tomado a iniciativa de uma resolução do Conselho de Segurança autorizando o recurso à força contra o regime líbio não é suficiente para contestá-la de antemão. Um movimento popular desarmado …

A disputa pelo petróleo

Em 1986, o então presidente dos Estados Unidos Ronald Reagan chamou o coronel Muammar Kadhafi de “cão louco do Oriente Médio”, e enviou a 6ª Frota para bombardear a Líbia e impor-lhe um severo embargo petroleiro. O homem tinha, então, a imagem de um pária… Contudo, vinte anos depois, Kadhafi conseguiu trazer seu país de …

As origens da Insurreição

Em entrevista concedida à rede de televisão Al-Arabiya, no dia 19 de fevereiro, Seif Al-Islam, filho de Muammar Kadafi, declarou que, com a ajuda de seu pai, pretendia realizar profundas reformas no sistema político. Ele também anunciou que, uma semana após a eclosão do levante, o “guia” encontrou-se com alguns de seus opositores e prometeu …

Aurora da Odisseia

“Todos os povos do mundo que lutaram pela liberdade exterminaram, ao final, seus tiranos”, Simon Bolívar Os insurgentes líbios merecem a ajuda de todos os democratas. O coronel Kadafi é indefensável. A coalizão internacional que o ataca carece de credibilidade. Não se constrói uma democracia com bombas estrangeiras. Por serem em parte contraditórias, essas quatro …

Um campo político fragmentado

Fui convidado, recentemente, a participar de algumas discussões em privado que me chamaram a atenção. Elas tentam romper o que se poderia identificar como a interdição de um debate sobre a política e seus atores, sobre o futuro do país. Com formulações instigantes, essas discussões apontam impasses e desafios que não aparecem na cena pública. …

Mohamed VI e o clamor popular.

Marrocos é um regime absolutista que sofre com uma corrupção generalizada, desigualdades gritantes e um desemprego preocupante, o qual atinge, em particular, os detentores de diplomas: diante desse panorama, os dirigentes marroquinos não demoraram a avaliar que, salvo algumas variantes, tudo conduziria a população do reino a retomar por sua conta as reivindicações que haviam …

Desafios da questão urbana

A cidade brasileira contemporânea resulta da combinação de dois mecanismos complementares: a livre mercantilização e a perversa política de tolerância com todas as formas de apropriação do solo urbano. A livre mercantilização permitiu a aliança entre as forças que comandaram o projeto de desenvolvimento capitalista, os interesses das firmas internacionais e as frações locais da …

Por mais Estado, e menos poder

Os fundamentos da “Primavera” residem muito além das reivindicações pelas liberdades políticas e pela democracia. É preciso buscar na economia política as razões da rejeição dessa “exceção árabe”, à qual o novo despertar quer pôr fim: regimes autoritários e estáveis desde os anos 1970. Pois se, nessa parte do mundo, as monarquias são absolutas e …

A produção social de vulnerabilidade urbana

Em 2011,a aprovação do Estatuto da Cidade (Lei Federal 10.257/2001) completa dez anos, após treze de tramitação no Congresso Nacional. Todo esse processo foi acompanhado por ampla mobilização social desde o início da Assembleia Constituinte em 1987. Contudo, a sua implementação nos municípios brasileiros ainda deixa muito a desejar. E como a implementação do Estatuto …

Nas ruas, a volta do povo.

Desde 18 de dezembro de 2010, data na qual Mohammed Buazizi se imolou pelo fogo, em uma cidadezinha do interior da Tunísia, reapareceu um personagem que parecia ter se volatilizado do cenário político árabe há décadas: os cartazes agitados por centenas de manifestantes em Tunis, no Cairo, em Bagdá, em Manama, Benghazi, Sanaa, Rabat, Argel …

Chuva de poeira prateada

Nós não nos preocupamos com a possibilidade de a planta ser fechada. […] Temos conversas boas e próximas com o governador, o prefeito e o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc [sic]”.1 Essa foi a mensagem do presidente da ThyssenKrupp, em janeiro de 2011, durante a assembleia de acionistas da empresa alemã. Sua mensagem confirma …

A Fase e a Rio+20

  A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável – Rio+20, que acontecerá em maio de 2012, propõe debater três questões: avaliação do cumprimento dos compromissos acordados na Rio 92, economia verde e arquitetura institucional para o desenvolvimento sustentável. A Rio+20, portanto, tem potencial para ser um momento ao mesmo tempo de balanço das conquistas …

Brasil, um país doador

Em busca de um lugar de destaque no cenário global, o Brasil está se firmando como doador de recursos a países pobres. De acordo com cruzamento de dados inédito realizado pelo Le Monde Diplomatique Brasil, o governo já fornece mais ajuda internacional do que obtém de países e agências multilaterais, como a ONU. Entre 2005 …

O feijão e a reforma

A principal ameaça que pesa sobre nós não são os canhões estadunidenses, mas os feijões. Aqueles que os cubanos não podem comer.” Estamos em 1994 e a ocasião é rara: o ministro da Defesa, Raúl Castro, manifesta seu desacordo com seu irmão Fidel1. Este se posiciona contra a liberalização dos mercados agrícolas – uma dose …

Nas montanhas do sul, justiça e a polícia dos de baixo

Centenas de homens armados caminham pelas montanhas do Estado mexicano de Guerrero. Eles não pertencem ao Exército nem a grupos paramilitares, tampouco são guerrilheiros ou narcotraficantes. Sem receber salário, vigiam uma zona de dez municípios e obedecem não ao Estado, mas sim às assembleias de suas comunidades. Representam um grito de reação à violência e …

A luta de classes no Winconsin

De uma hora para outra e quase sem nenhum aviso, a cidade de Madison, no Wisconsin, tornou-se o centro do universo social dos Estados Unidos. Durante quatro semanas, centenas de funcionários públicos e estudantes ocuparam – com protestos pacíficos, mas barulhentos – o saguão do Capitólio de Wisconsin (sede do governo estadual), enquanto outros milhares …

O Estado abandonado.

O Japão tradicional considerava uma incúria das classes dirigentes os fenômenos naturais como a seca, as epidemias, as erupções vulcânicas ou a chuva de estrelas cadentes, mas também a chegada de estrangeiros. Como a ordem social se baseava na natureza, que ela tentava imitar, toda e qualquer perturbação era vista como um aviso, um sinal …

Superfênix brasas sob as cinzas.

Chegando a Creys-Malville pela estrada, logo se avista o imponente edifício do reator, cuja massa de concreto projeta-se a 80 metros de altura. Instalado num meandro do Ródano, em meio aos campos e florestas do departamento de Isère, o Superfênix ainda é palco de intensa atividade. Desde o anúncio de seu desmantelamento, há mais de …

Pacto para a zona do euro.

Pensávamos ter esgotado os recursos de “resposta” à crise financeira privada, sob a forma de planos de austeridade pública sem precedentes. Mas o prolongamento do “pacto de competitividade” está nos levando para outra aventura da qual não sabemos o fim. Até onde irá o paradoxo do aprofundamento das políticas neoliberais em resposta à crise neoliberal? …