Uma hegemonia fortuita

Depois da guerra, a República Federal da Alemanha jamais alimentou o projeto de liderar a Europa. Todos os seus líderes políticos, de todos os contornos, consideravam que o país tinha um problema fundamental em relação aos vizinhos: era grande demais para despertar amor e pequeno demais para inspirar medo. Por isso, precisava fundir-se em uma …

por em

Desemprego, o mito das vagas não ocupadas

Em  19 de novembro de 2014, o novo ministro do Trabalho francês, François Rebsamen, assustou-se na rádio France Inter com a existência de “400 mil empregos não ocupados e abandonados porque não obtinham resposta”. Essas proposições fazem eco às “500 mil ofertas de emprego que não são ocupadas” evocadas por Nicolas Sarkozy em uma entrevista no …

por em

Quarenta anos de imigração nas mídias francesa e norte-americana

“Temos a tendência a falar dos imigrantes apenas pelo ângulo das ‘variedades’ ou da miséria, a vê-los somente como agressores ou vítimas”,1 observou em 1988 Robert Solé, jornalista do Le Monde. Vinte e sete anos depois, a observação continua totalmente pertinente e sua validade ultrapassa largamente as fronteiras francesas. A imigração ocupa um lugar cada …

por em

O debate em Cuba

2018, Raúl Castro, que terá então 86 anos, não seguirá com mais um mandato presidencial. Em três anos, portanto, a geração da Sierra Maestra deixará o poder. Três anos é pouco para reformar a economia do país, adotar uma nova Constituição e gerenciar a normalização das relações com Washington, que ilustrou o encontro dos presidentes …

por em

Escalada entre Irã e Arábia Saudita atordoa Washington

Protesto no Iemen Uma primavera tardia começou em Washington no fim de abril. Mas nem a floração das cerejeiras nem a elevação das temperaturas são capazes de atenuar a atmosfera de perplexidade e preocupação latente que paira sobre a capital federal. Dos corredores do Congresso às salas de reunião dos principais centros de pesquisa da …

por em

A captura do sistema político

Para falar sobre a situação política atual no Brasil é preciso compreender algumas mudanças substantivas que ocorreram no passado recente e criaram as condições para o que chamo de captura do sistema político pelo poder econômico, o maior problema de nossa democracia. Até 1997, no Brasil, as empresas eram proibidas de financiar campanhas eleitorais. A …

por em

Um acordo que amplia o leque de possibilidades do Irã

Com o acordo sobre o programa nuclear iraniano, a república islâmica vê desenhar-se a perspectiva de novas cooperações com seus antigos detratores, primeiro no plano econômico, depois, talvez, a longo prazo, nas áreas militar e política. E isso sem que nada tenha sido resolvido, e ainda que subsistam diferenças fundamentais quanto à interpretação do Acordo …

por em

Regular para mudar práticas

A divisão do trabalho, cada vez mais intensa e sofisticada, é um dos fenômenos do capitalismo. A terceirização dá nova forma a ela, revestindo-a com a relação contratual entre empresas ou destas com órgãos públicos. Argumenta-se que o processo de terceirização visa ao incremento da eficiência e da produtividade, melhorando a competitividade das empresas e …

por em

“Severino, me ajuda aqui!”

Os pés estão descalços, amarelados do chão de terra. A poeira guarda as fissuras, fendas que se abrem na pele desidratada de tanto caminhar sem proteção. O menino franzino, que já havia dado quatro voltas ao redor da Praça Xavier de Brito, na Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro, puxando cavalos, se apressou em …

por em

A repressão da luta autônoma dos garis do Rio de Janeiro

A votação do Projeto de Lei (PL) n. 4.330, cujo cerne legislativo é a “terceirização das atividades-fim”, constitui uma gravíssima ameaça ao já fraco sistema legal de proteção do trabalhador. Esperamos que a mobilização social seja capaz de barrar essa iniciativa, que não é apenas do Poder Legislativo, mas também de um Executivo entregue às …

por em

A onda dos webdocumentários

A Informação digital evolui tão rapidamente que os dicionários atuais sofrem para acompanhar. No meio dos anos 2000, qualquer documentário concebido para a web se abrigava sob a palavra “webdocumentário”, com conotações pouco animadoras: orçamento limitado, amadorismo na realização, visualização entrecortada. Mas os tempos mudaram, e os webdocumentários também. O gênero tal qual é definido …

por em

A regressão social que ameaça a sociedade brasileira

Panorama1 Os dados de 2013 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do IBGE, revelam um cenário que parece indicar o início da reversão do auspicioso ciclo de melhorias sociais iniciado em 2004. De fato, o comportamento da estratificação social das famílias brasileiras, classificadas pela situação do membro mais bem remunerado, configura preocupante retrocesso …

por em

Satisfação e desconforto: o novo impasse no Brasil

A desigualdade constitui a base sobre a qual a sociedade brasileira foi erigida. Originalmente, a colonização concebida por exploração e a escravidão como sustento à riqueza econômica e parâmetro das relações sociais semearam a cultura generalizada da desigualdade por condição de unidade nacional. Com o capitalismo e seu desenvolvimento de natureza selvagem desde o final …

por em

Como escapar da confusão política

Manifestante protesta durante Occupy Wall Street Mais de quatro anos depois do início das revoltas árabes e das manifestações pelo mundo todo contra o aumento das desigualdades – dos “indignados” ao Occupy Wall Street –, a ausência de resultados imediatos e a perda dos pontos de referência claros desencorajam os ardores de transformar a sociedade …

por em

Democracias perecíveis

  A democracia está em crise. Isso se ilustra muito bem pela distância que separa o Programa de Salônica – com base no qual o Syriza venceu as eleições legislativas gregas de janeiro – da cascata de concessões impostas pela União Europeia ao governo saído das eleições. “É a lógica do 70-30”, explica doutamente o …

por em

Onde a defesa da água é delito

“Tenho sede”, dizia Nazareno em seu calvário, presságio de conflitos que estavam por acontecer quase 2 mil anos depois. Atualmente, no Equador, a luta pela defesa da água suscita inúmeros conflitos: ontem resistindo contra sua privatização (2004), hoje enfrentando o extrativismo. Em ambos os casos, é o poder do dinheiro que embriaga e submete o …

por em

À procura do próximo Syriza

Em um ponto, pelo menos, o novo primeiro-ministro grego e seus interlocutores de Bruxelas concordam: a Grécia parece um jogo de dominó montado em precário equilíbrio. Para eles, a perspectiva de que o país se desequilibre suscitava até recentemente imagens de desastre financeiro. Desde a vitória de Alexis Tsipras nas eleições de janeiro, outro cenário …

por em

O Podemos e os enigmas que vêm do Sul

O Podemos traz em seu DNA a experimentação política dos governos progressistas da América do Sul. Fundado em 2014, o partido de Pablo Iglesias, que, de maneira avassaladora, lidera as preferências eleitorais no país, tem como núcleo um grupo de professores e ativistas que explicitamente tomam os processos constituintes do Sul como principal referência. Quase …

por em

O internacionalismo no tempo da Comuna

Em abril de 1871, no auge da Comuna de Paris, 7 mil operários londrinos organizaram uma manifestação de solidariedade para com seus camaradas parisienses, marchando do que a imprensa britânica chamava de “nossa Belleville” – o bairro de Clerkenwell Green – até o Hyde Park. Acompanhados de uma fanfarra, eles levantavam bandeiras com os slogans …

por em