Miscelânea

PONTO-FINAL: A GUERRA DE BOLSONARO CONTRA A DEMOCRACIA Marcos Nobre, Todavia: São Paulo, 2020.   As cenas não poderiam passar despercebidas – e não passam. Em meio ao crescimento vertiginoso das mortes por Covid-19 no Brasil, o comportamento de Jair Bolsonaro parece descolado da realidade. Ora o presidente sai para passear de jet ski, ora …

por em

Renascimento das pioneiras

Em 1896, um ano após o nascimento do cinematógrafo, a francesa Alice Guy, de 23 anos, dirigiu A fada do repolho. Esse filme de 51 segundos a tornou a autora da primeira ficção fantástica da história do cinema e também a primeira mulher cineasta. Ela prosseguiu sua atividade de diretora durante cerca de vinte anos, …

por em

Bombas biológicas nos aeroportos

Acreditávamos conhecer o cenário da chegada do novo coronavírus a Europa com os primeiros casos graves detectados no fim de janeiro e as primeiras mortes no fim de fevereiro. Na Itália, o Instituto Superior de Saúde descobriu outra história, tornada pública em 18 de junho: “Os resultados, confirmados em dois laboratórios por dois métodos diferentes, …

por em

Os medos dos brancos nos Estados Unidos

A partir da Segunda Guerra Mundial, a “grande migração” de afro-americanos do sul dos Estados Unidos para as cidades industriais do norte e do meio-oeste do país causou uma “fuga” dos brancos. Estes preferiram ceder às pressas seu patrimônio imobiliário, preocupados em ficar entre aqueles que estavam chegando e com medo de que uma vizinhança …

por em

Migalhas suecas

Meio-dia de uma terça-feira normal, em Hägersten, na periferia sul de Estocolmo. Dezenas de clientes aguardam diante dos portões do supermercado “social e solidário” Matmissionen (cujo significado é “missão alimentar”). Os primeiros chegaram duas horas antes, a fim de obter uma senha melhor na fila de espera. Podem, enfim, entrar na loja, mas a conta-gotas, …

por em

Na Alemanha, hospitais bem rentáveis

Axel Hopfmann foi enfermeiro em um hospital por muito tempo. Em 2004, o estabelecimento em que trabalhava, em Hamburgo, foi privatizado. Ele preferiu então continuar na administração pública a se tornar empregado de um grande grupo voltado para o lucro. “Trabalho hoje em um escritório”, especifica. Constanze Weichert, enfermeira há dez anos, deixou outro hospital …

por em

A anorexia, uma doença social

Raramente uma doença escolhe vítimas de modo tão pouco aleatório: entre 90% e 95% das pessoas que sofrem de anorexia mental – distúrbio do comportamento alimentar que se manifesta por uma privação estrita e voluntária da alimentação por um período de vários meses, ou até vários anos – são mulheres. Tal desequilíbrio entre os dois …

por em

Memória de um Setembro Negro

Amã, setembro de 1970. “Revolução até a vitória!”, “Todo o poder para a Resistência!”, “A estrada para Jerusalém passa por Amã!”. Esses slogans, pintados nas paredes da capital da Jordânia, estão ao lado de cartazes do “guerrilheiro heroico” Che Guevara, assassinado em 9 de outubro de 1967 na Bolívia por ordem da CIA. Militantes armados, …

por em

Líbia, um condomínio russo-turco?

Desde o levante popular de fevereiro de 2011 seguido da intervenção aérea das forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e da morte do seu chefe de Estado, Muamar Kadafi, a Líbia está entregue ao caos, à fratura e às ingerências externas. As três regiões tradicionais do país se transformaram em agrupamentos fratricidas.1 …

por em

Manipulação digital na África

Por muito tempo colocadas no museu das utopias, as eleições democráticas se disseminaram na África no decorrer das três últimas décadas. Mas, à medida que o continente se conecta à internet, o risco de manipulação digital cresce, principalmente por meio das redes sociais. A ameaça parece ainda mais grave na medida em que passa muitas …

por em

A “República Pentecostal” da Nigéria

Na Nigéria, epicentro do despertar cristão na África e no mundo, o neopentecostalismo, comumente chamado de cristianismo renascido (born again), nutre a renovação evangélica. Potência demográfica e econômica, esse país da África ocidental produziu um número significativo de pastores ricos e famosos no mundo inteiro. Entre eles, David Oyedepo, bispo da Igreja da Fé Viva, …

por em

O amém à segunda maior TV brasileira

São cinco e meia da manhã, na sede do 22º Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro, e membros de uma equipe de televisão vestem coletes à prova de balas. Entre eles está o apresentador de jornalismo Ernani Alves, do programa Cidade Alerta Rio, que vai ao ar à tarde, de segunda a sábado. …

por em

Os evangélicos sul-coreanos na arena política

Na primavera de 2020, quando a pandemia de Covid-19 ameaçava se espalhar pela Coreia do Sul, os evangélicos conservadores continuaram com suas reuniões diárias, exigindo a renúncia do governo e se recusando a substituir as cerimônias religiosas presenciais pelos cultos on-line. Ao contrário dos budistas e dos católicos, eles consideraram que estava em curso um …

por em

Uma Internacional reacionária

Do Rio de Janeiro a Seul, passando pela Cidade do México e por Lagos, há quatro décadas o mundo protestante passa por uma dinâmica ultraconservadora que influencia as questões sociais, societais, econômicas e diplomáticas. Com seus 800 milhões de fiéis, o evangelismo cristão – uma corrente do protestantismo – tem tido um avanço fulgurante.1 No início …

por em

Privatização ameaça território sagrado

Pai Tiago de Bará gravou uma live improvisada, em sua própria casa, no dia 4 de junho deste ano. Visivelmente nervoso, ele advertia: “Nós podemos perder o nosso espaço sagrado […]. A gente não está falando só do Bará do Mercado. Todas as paredes, todos os portais, todos os caminhos internos e externos do Mercado …

por em

O cinema em tempos de cólera

As portas fechadas da Cinemateca impedem que os antigos funcionários, mesmo que de forma voluntária, façam a mínima manutenção no acervo. Cercado de policiais armados, o governo federal tomou as chaves e desfez os vínculos com todos os colaboradores. Restam para cuidar de toda a memória fílmica do país dois bombeiros, abandonados à própria sorte, …

por em

Canto do povo de um lugar

Esse negócio de povos e privilégios Quando um homem e sua família resolveram deixar a aldeia aos pés da missão em que seu povo havia sido reduzido e regressar às cabeceiras do Rio Trairão, onde nasceram e morreram seus pais e avós, o chefe de posto da Funai lhes teria negado o direito. Não se …

por em

A guerra para viver de cultura no Brasil

Desde que a vitória de Jair Bolsonaro começou a parecer certa, o setor cultural ficou em alerta. Por uma simples razão: ele já havia escolhido a cultura como inimiga. E, sim, a cultura é realmente sua inimiga. Não pode ser diferente quando consideramos seu perfil. O desmonte na área promovido por ele desde que assumiu …

por em

Arte e cultura da ponte pra cá

Eu tinha pelo menos 12 anos quando descobri que era negra, afrodescendente, mestiça, afroindígena. Pareceria estranho dizer isso se não soubéssemos que o Brasil é um país estruturalmente racista e que há tempo demais temos sido coniventes. Nesse mesmo processo descobri coisas sobre minha identidade, meu bairro, meu lugar no mundo e também sobre mundos …

por em

Políticas públicas e estratégia eleitoral

A pouco mais de dois meses das eleições municipais, o governo Bolsonaro prepara o lançamento de um conjunto de políticas sociais para os eleitores de baixa renda. Anuncia o Renda Brasil (R$ 300?) para substituir o Bolsa Família (R$ 190), indicando que o valor será maior que o deste último e que os beneficiários serão em maior …

por em

Restauração em Washington?

Em 2008, quando Barack Obama designou o veterano centrista Joe Biden como seu candidato à vice-presidência, a prudência parecia se impor: os democratas já expressaram seu desejo de ruptura escolhendo um negro progressista contrário à Guerra do Iraque para suceder George W. Bush. Em novembro, será Biden quem carregará as cores do partido. Contudo, este …

por em