Refundar as polícias

No Rio de Janeiro ninguém está satisfeito com as polícias, tanto Civil quanto Militar. Nem a sociedade, nem os próprios oficiais. Porém, as forças fluminenses não são as únicas em estado adiantado de degradação: suas deficiências apenas se tornaram mais visíveis. Em quase todo o país as avaliações sobre essas corporações são negativas. Os baixos salários …

por em

Da batalha das Termópilas ao 11 de Setembro

O destino da civilização do Ocidente, o destino do homem, simplesmente, estão hoje ameaçados. Todos os viajantes, todos os estrangeiros que vivem há muito tempo no Extremo Oriente nos afirmam: em dez anos, os espíritos mudaram mais profundamente do que em dez séculos. A antiga e fácil submissão foi sucedida por uma hostilidade surda, e …

por em

Dinheiro e poder

A corrupção política também se reveste de formas que não são punidas pela lei. No momento em que a questão do “retorno à dependência do Estado” está em evidência em todo lugar ou quase, torna-se inevitável perguntar: afinal, por conta de quais interesses ele atua? Um ano atrás, em janeiro de 2008, o antigo primeiro-ministro …

por em

A recusa do futuro

Amigo, seja bem-vindo ao terreno das lutas sociais. A partir de agora, você precisa proteger a si mesmo e também a suas reivindicações.” Essa foi a resposta do octogenário Leonidas Kyrkos, veterano da vida política grega e personagem-chave da esquerda local, à seguinte pergunta: “O que o senhor tem a dizer aos jovens que se …

por em

Orçamento diante da crise

A crise internacional poderá trazer consequências importantes para o setor público brasileiro. Em especial para a União, que arrecada 70% de todos os tributos, e para os Estados e municípios, que recebem 17% desse montante por determinação constitucional. Caso haja queda na arrecadação, todos os níveis do governo serão prejudicados. A crise atual teve origem …

por em

A negação do poder

Após 200 anos do nascimento de Pierre-Joseph Proudhon, em 15 de janeiro de 1809, o que se conhece de seu pensamento? O ditado “a propriedade é roubo”, e nada mais. Esse que Sainte-Beuve descrevia como o maior prosador de seu tempo e que para Georges Sorel era o grande filósofo francês do século XIX agora …

por em

Uma outra matriz produtiva

Na primeira metade da década de 1960, a economia brasileira já demonstrava sinais de esgotamento e estagnação do modelo de desenvolvimento apoiado no capital industrial. Naquele momento, o presidente João Goulart e seu ministro Celso Furtado elaboraram uma proposta de reforma agrária que talvez tenha sido a mais avançada já vista em nosso país. Para …

por em

A alma do homem

Apresentamos abaixo fragmentos inéditos escritos pelo anarquista francês Pierre-Joseph Proudhon (1809-1865). A compilação foi denominada “Jornal do Segundo Império”, uma referência ao período em que Luís Bonaparte (Napoleão III) governou a França, e será lançada na França em 2009. 4 de dezembro de 1851: “Levanto-me às 5h30. Tive um sono febril, inflamatório, com intoleráveis pulsações …

por em

Política social e distribuição de renda

Ao completar 20 anos, a Constituição Federal de 1988 tem sido comemorada e analisada sob diversos aspectos. Invariavelmente, surge a indagação sobre os significados e os resultados do seu título “Da Ordem Social”, cuja pretensão original é servir de diretriz às políticas da igualdade e de promoção da justiça social. A distância de duas décadas …

por em

Desafios do sistema de proteção social

O que se espera da proteção social? Em uma sociedade de mercado a resposta mais comum é: ter renda para poder resolver situações em que alguém se sinta fragilizado. O desejo imediato imputado nisso é o de poder pagar/comprar condições que levem à superação da fragilidade e à restauração da automanutenção. Por mais individualista e …

por em

A elite deve pagar a conta

Para compreender os fundos públicos, no Brasil, é preciso analisar o seu financiamento. São recursos socialmente criados e administrados pelo Estado por meio da extração de tributos da sociedade: contribuições, impostos e taxas1. No Brasil, os estudos sobre o financiamento do Estado limitam-se a comentar o expressivo crescimento da carga tributária dos últimos 12 anos. …

por em

Um novo ânimo para o ativismo trabalhista

Se alguém duvida que haja uma nova disposição para “mudança” desde que Barack Obama foi eleito presidente dos Estados Unidos, basta perguntar aos funcionários da fábrica Republic Janelas e Portas, em Chicago. Por seis dias, 240 membros da União dos Trabalhadores em Elétrica, Rádio e Máquinas da América (UE) – um pequeno, mas combativo sindicato, …

por em

Em busca de um novo modelo

“Sair do caos sem cair na lei da selva.” É assim que o sociólogo Aurelio Alonso resume o dilema cubano. Meio século após a tomada do poder pelo exército rebelde, a ilha vive um momento decisivo de sua história. “Provisoriamente” ausente por razões de saúde desde julho de 2006, Fidel Castro não é mais presidente …

por em

O dreamteam da CIA

“Nosso único delito foi termos nossas próprias leis, e nosso crime foi aplicá-las à United Fruit.” Eleito presidente da Guatemala em 1951, Jacobo Arbenz promulgou a reforma agrária, entre outras medidas progressistas. Em 4 de março de 1953, ele desapropriou 84 mil dos 234 mil hectares ocupados pela companhia americana United Fruit Company (UFCo). Em …

por em

O bom viver para todos

De 27 de janeiro a 1º de fevereiro de 2009, o Pará acolherá, em nome de todos os países que pertencem à Amazônia, o IX Fórum Social Mundial (FSM). A escolha de Belém como sede foi tomada pelo Conselho Internacional do FSM após a realização da VIII edição do encontro, em Nairóbi, no Quênia. As …

por em

O altermundialismo e a crise da globalização

O Fórum Social Mundial (FSM) de Belém abre um novo ciclo do movimento altermundialista. O FSM acontecerá na Amazônia, no coração da questão ecológica planetária, e deverá colocar a grande questão sobre as contradições entre a crise ecológica e a crise social. Será marcado ainda pelo novo movimento social a favor da cidadania na América …

por em

Bancos comunitários

“Bancos comunitários são serviços financeiros solidários, em rede, de natureza associativa e comunitária, voltados para a geração de trabalho e renda na perspectiva de reorganização das economias locais, tendo por base os princípios da Economia Solidária. Seu objetivo é promover o desenvolvimento de territórios de baixa renda, através do fomento à criação de redes locais …

por em

De olho nas remessas

Em todos os países da África subsaariana, o capital humano é mais importante que o capital financeiro porque pode ser transformado em desenvolvimento de fato. Porém, se não modificarmos a estratégia, podemos enviar todo o dinheiro do mundo à África e o continente continuará pobre”1, afirma Ravinder Rena, do Instituto Eritreio de Tecnologia. Todos os …

por em

A política do extermínio

Os “Coronéis Barbonos” estão à frente de um movimento de renovação da polícia. Eles são coronéis da Polícia Militar do RJ e estão indignados com o que se passa na Corporação. Eles denunciam que a PM “(…) leva às comunidades carentes o terror de uma política de segurança sem os requisitos mínimos de inteligência, alicerçada …

por em

Obama volta atrás

Após o impressionante triunfo eleitoral de Barack Obama, uma das grandes questões a rondar o presidente eleito dos Estados Unidos era se ele manteria a promessa, feita durante a campanha, de retirar as tropas americanas do Iraque em até 16 meses. Para muitos analistas, o rumo dado a esse plano de remoção seria um indicativo …

por em

Abandono do povo

Em 14 de janeiro, após a morte de mais de mil palestinos confinados em uma estreita faixa de terra e submetidos ao ataque – terrestre, marítimo, aéreo – de um dos mais poderosos exércitos do mundo, após o bombardeio de uma escola palestina transformada em refúgio das Nações Unidas, após uma resolução da única organização …

por em

Muçulmanos contra o terrorismo

Cerca de uma semana após os atentados em Mumbai, o Partido do Congresso, que dirige a coalizão governamental na Índia, ganhou as eleições parciais em três dos cinco estados onde o pleito se realizava, entre eles o da capital. Uma vitória que ninguém esperava. Depois de quatro anos no poder, o partido governista parecia fragilizado …

por em