Corrupção se enfrenta com reforma política

É 2010, ano de eleições presidenciais para governador(a), deputados(as) e senadores(as), e possivelmente não teremos uma renovação significativa do espectro político do Congresso Nacional e dos Executivos. É que, com exceção de algumas poucas modificações na legislação1, nenhuma reforma política significativa ocorreu nos últimos quatro anos que pudesse favorecer mudanças no perfil dos(as) políticos(as) brasileiros(as) …

por em

Sem começo nem fim

EXPERIMENTAL. O que é o filme experimental? Até os anos 1960, os filmes costumavam ser classificados como ‘‘documentários’’ ou ‘‘ficções’’ e não havia muita margem de manobra para sair dessa dicotomia simplificadora. Mas havia uma produção emergente, em volume cada vez mais expressivo, sobretudo fora do circuito comercial, que em hipótese alguma cabia nessa classificação …

por em

A greve dos professores e a política de mérito

Entre os meses de março e abril, cobrindo quase 30 dias, os professores da rede pública estadual paulista paralisaram suas atividades. Foi uma greve cuja pauta de reivindicações foi pouco divulgada e debatida nos meios de comunicação, já que a cobertura jornalística preferiu focalizar as repercussões das assembleias e passeatas no trânsito já caótico da …

por em

O uso livre da web

A internet é um conjunto de equipamentos, meios de transmissão, protocolos e programas que, conectados entre si, formam essa grande teia de computadores que se comunicam em escala global.   Sua magia, no entanto, está na camada conhecida como web, um conjunto de serviços que permitem abrir documentos localizados em qualquer parte do globo (hiperlinks), …

por em

Identidades e interesses em conflito

Vivemos em mundos separados. Eles vivem na Bolívia, nós vivemos no Collasuyo!1” Homem charmoso, Constantino Lima, dirigente do Movimento Índio Tupac Katari (Mitka), derrama-se, em La Paz, em imprecações contra os q’aras – os brancos.   “A Terra Mãe, a Pacha Mama, deu a eles a Europa; reservou a África aos africanos; a Ásia aos …

por em

Minoria em seu próprio país

Usando patins incrementados, um menino de cerca de dez anos multiplica as derrapagens e as figuras acrobáticas sobre o mármore do Marina Mall, um dos principais centros comerciais de Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos. Debruçado sobre a sacada de um andar superior, seu pai, vestido com a tradicional dishdasha de um branco imaculado, …

por em

A nova revolução quirguiz

Apresentado há apenas dez anos como um “oásis de democracia” no coração do Cáucaso, o Quirguistão está à beira da implosão e da guerra civil. No último dia 6 de abril, exasperados com o aumento dos preços da energia e a corrupção endêmica nos mais altos escalões do Estado, habitantes da cidade de Talas, no …

por em

O Reino Unido vira a página

Um cartaz de campanha inesperado. Nele, o primeiro-ministro trabalhista Gordon Brown proclama, alegre: “Aumentei o abismo entre os ricos e os pobres. Deixem-me continuar”. A citação é de origem duvidosa, porém o fato mencionado não. No final dos anos Thatcher-Major, o 1% de britânicos mais ricos detinha 17% do rendimento nacional. Com a administração de …

por em

Os sindicatos e o governo Lula

Refletir sobre o papel desempenhado pelo sindicalismo na vida política brasileira contemporânea implica, na realidade, emaranhar-se nas tramas de um desconcertante paradoxo. Afinal, a histórica direção sindical daquele grupo operário que balançou as estruturas da ditadura militar nos anos 1970, e revivificou as instituições democráticas brasileiras ao longo dos anos 1980, governa hoje o país …

por em

Um salário bem menor que o mínimo!

A história do salário mínimo já tem mais de 70 anos. A Lei nº 185 de janeiro de 1936 e o Decreto-Lei nº 399 de abril de 1938 o instituíram, mas foi o Decreto-Lei nº 2162 de 1º de maio de 1940 que fixou seu valor, passando a vigorar a partir daquele ano. Em maio …

por em

Saúde: agora sim, um direito de todos

A batalha política durou mais de um ano. Por pouco, ela não afundou a presidência de Barack Obama. Finalmente, nos últimos dias de março de 2010, foi promulgada a lei que estende a cobertura de saúde para 32 dos 50 milhões de estadunidenses que não possuem seguro algum. Isso representa um sexto da população dos …

por em

Chomsky e a produção da verdade

Os que o acusavam de se comportar, em relação ao seu país, como “o pássaro que suja o próprio ninho”, Karl Kraus respondeu que é perfeitamente possível, dentro de certas circunstâncias, sentir-se sujo pelo próprio ninho, e daí a necessidade legítima de torná-lo, na medida do possível, um pouco mais limpo. A consequência disso foi …

por em

Os países que não podem ter

A ideia do Tratado sobre a Não-Proliferação de Armas Nucleares (TNP) tem origem nos anos 1950, quando três países – Estados Unidos, Rússia e Reino Unido – já detinham a arma atômica, e dois outros Estados – França e China – estavam a caminho de se tornarem potências nucleares, o que efetivamente ocorreu em 1960, …

por em

Desglobalização financeira e soberania nacional

Os analistas da crise grega se encarregam de manter separadas as questões que podem das que não podem ser feitas – particularmente aquelas sobre as dívidas públicas. Uma questão que os europeus se esforçam para enterrar é a possibilidade de esse financiamento não mais ser feito, exclusivamente, pelo mercado de capitais sob o comando dos …

por em

Ações nos bastidores

Estamos entrando em um período de grandes mudanças. E são sinais dos tempos ouvir que o Fundo Monetário Internacional quer regular e taxar a circulação internacional dos capitais. Mesmo os grandes bancos privados começam a se dar conta, porque vários quebraram, que deixados à sua sina caminham para uma disputa alucinada e para a própria …

por em

A Alemanha no centro do tabuleiro internacional

Até 1990, a política externa da República Federal da Alemanha (RFA) caracterizava-se por certa moderação, diretamente resultante de seu passado hitlerista e da divisão do país em diversas zonas. Será que seria possível imaginar que a queda do muro de Berlim e a unificação da Alemanha, que agora já têm 20 anos, desencadeariam uma ascensão …

por em

O dinheiro e a política no Brasil

Dinheiro e política são símbolos de dois princípios radicalmente opostos nas democracias modernas. Dinheiro representa a desigualdade entre as pessoas, um aspecto da realidade que salta aos olhos a cada passo que damos nas ruas. A riqueza é distribuída de forma desigual e dela também dependem outros capitais importantes, como a formação e as redes …

por em

China: o novo destino dos africanos

Sua presença é notável por aqui. Estamos em um bairro entre Xiaobei Lu e Guangyuan Xi Lu, em Guangzhou (Cantão), no sul da China, a duas horas de trem de Hong Kong. Oficialmente, 20 mil africanos1, ou cerca de 100 mil, de acordo com um pesquisador da Universidade de Hong Kong2, vivem ou estão de …

por em

Coronelismo, clientelismo e a política de direita

A perpetuação de uma determinada ordem social requer um modo específico de aparelhamento institucional. Nesse sentido, podemos falar numa democracia capitalista, ou seja, um conjunto de procedimentos políticos – sistema do voto, competição partidária, representação parlamentar – regido pelo princípio da soberania popular, o qual contribui para a manutenção do sistema capitalista.1   Os limites …

por em

Teatro, raça e aplausos

“Por favor, minha filha, você pode chamar a dona da casa?” A mulher negra que abriu a porta e ouviu esta frase era, ela mesma, a dona do apartamento. Fale a verdade: se você é negra ou negro e mora em um bairro de classe média, não estranha essa história. Sabe exatamente por que a …

por em

Deixo a Câmara sem deixar a política

Após 16 anos de vida parlamentar, posso dizer que não foi uma decisão simples deixar de disputar, nas urnas, um novo mandato de deputado federal. Foram meses de reflexão e recolhimento, onde, internamente, razão e emoção, alternando posições sem qualquer coerência, buscavam assumir autoritariamente o comando único do processo decisório em curso.   Decidido o …

por em

Contar as histórias na primeira pessoa

A cena cinematográfica de 2009 foi marcada por três filmes israelenses muito diferentes, todos, porém, com raízes fincadas numa realidade social retratada sem complacência: Pecado da carne, de Haim Tabakman, que abordou a homossexualidade numa comunidade ortodoxa; Vasermil, de Mushon Salmona, retrato da juventude desempregada de Ber Sheeba; e Zião e seu irmão, drama sobre …

por em