O PAC das Forças Armadas

O Brasil abriga riquezas cada vez mais escassas e cobiçadas pelo mundo: água, energia, alimentos e minerais. Com a descoberta das gigantescas reservas de gás e petróleo do pré-sal, essa cobiça se tornou ainda maior. Por esse motivo, o país precisa defender a floresta amazônica e suas reservas de água potável e de energia, enfrentando …

por em

Excesso de imagens

Eis uma imagem de Erro: um “interior”, como aparece em centenas de revistas de decoração, representativo do american way of life dos anos 1960. Porém, pela janela, irrompe um grupo de guerrilheiros do Terceiro Mundo, desenhados no estilo de cartazes chineses da época (American interior no1, 1968). Seria um arrombamento – no conforto plácido dessa …

por em

Por trás do golpe

Honduras é um pequeno colibri cercado por falcões e vigiado pelo maior caçador do planeta. Desde o século XIX, as entranhas da Terra Mãe hondurenha foram torturadas pelas companhias mineiras, bananeiras e multinacionais. Com duro sarcasmo chamaram o país de “república bananeira” e pátria alugada – slogans com os quais se ocultou a verdade do …

por em

Palavras memoráveis

Diplomatique – Você começou a escrever suas memórias depois dos 40 anos. Quais etapas significativas de sua vida você se sentiu impelido a contar? Grégoire Boullier – De fato, o meu primeiro livro, Rapport sur moi1, conta todas as experiências que vivenciei até aos 40 anos. Eu bem sei que isso é quase uma banalidade …

por em

Posições ambíguas na reação internacional

Da Organização dos Estados Americanos (OEA) à Organização das Nações Unidas (ONU), passando pela União Europeia e pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, a reação foi unânime: a condenação definitiva do golpe de Estado que, em 28 de junho, derrubou o presidente de Honduras, Manuel Zelaya e expulsou-o para o exílio na Nicarágua. Manifestando-se …

por em

Uigures, entre a modernidade e a repressão

Esta viagem até os rincões da China começou na estação Château de Vincennes do metrô, perto de Paris, no salão dos fundos de uma cervejaria comum. Com o olhar apavorado e as mãos trêmulas, um uigur escoltado por um oficial francês à paisana fita a pessoa que está diante dele, vinda para entrevistá-lo. Ele suspeita …

por em

A felicidade como uma questão política

Em 14 de outubro de 2008, o primeiro-ministro François Fillon não conseguiu disfarçar sua perplexidade: ele assistiu ao deputado dos Verdes, Yves Cochet, defender a tese do “decrescimento” em plena Assembleia Nacional da França. Diagnosticando uma “crise civilizacional”, Cochet afirmou, sob protestos da direita, que “agora a busca pelo crescimento passaria a ser antieconômica, antissocial …

por em

Madoff, o maior trapaceiro de todos os tempos

Em meio ao furacão da crise econômica que desnudou todos os campos das finanças, eis que aparece a forma mais primitiva de fraude: os esquemas de pirâmide. Não é que os promotores dessas operações realizem maus investimentos; eles colocam sim, em giro, as aplicações de seus clientes. Mas o fazem pilhando o capital dos últimos …

por em

Na Flórida, muitas maneiras de recomeçar

É um casarão de cartão postal: tem garagem, gramado para churrasco e mastro para hastear a bandeira dos Estados Unidos. Uma residência como milhares de outras em Lehigh Acres. “À venda”, anuncia a placa na entrada. “Invendável”, corrige Tom1, um risonho colegial de 17 anos. O gramado está coberto de lixo, e a porta da …

por em

Quem bate à porta? É o desemprego!

Eu não deixo você entrar… Há anos, uma loja de departamentos veiculou uma propaganda na qual o frio batia à porta de uma residência e recebia a seguinte resposta, cantarolada por uma bela mulher: “Eu não deixo você entrar…”. Que bom seria se pudéssemos cantar resposta semelhante quando o desemprego batesse à nossa porta. A …

por em

Democracia no mundo árabe

No mundo árabe, o abalo econômico mundial se mescla a uma crise de legitimidade latente há décadas. Quer seja avaliada pelo prisma do neocolonialismo, de uma democratização insuficiente ou de um conflito cultural e religioso, essa crise resistiu a todas as tentativas de solução, seja pelas mãos de atores bem-intencionados ou de dirigentes brutais. Essa …

por em

Um olha sul-africano sobre a segregação

Ele me lembra um esboço do famoso caricaturista sul-africano Zapiro, de novembro de 2001: na imagem, alguns judeus foragidos, entre os quais se pode reconhecer Nadine Gordimer, Prêmio Nobel de Literatura, e o próprio Zapiro, se esquivam de uma fortaleza onde há uma faixa escrita: “Apoio incondicional a Israel”. Durante toda a vida, o sr. …

por em

Everest, um negócio lucrativo

Montanha mais alta do mundo, o Everest se ergue a 8.848 metros de altura, na fronteira entre o Nepal e a China, na cadeia do Himalaia. Em 2007, o guia Ludovic Challeat o escalou pela vertente tibetana. “O Everest não é mais considerado como uma espécie de conquista, consequência de uma longa experiência em grande …

por em

Os adolescentes se despem na internet

A tendência se expressa por meio de centenas, milhares de blogs e fotologs, páginas pessoais, chats e telefones celulares. Desde que começou, há vários anos, inundou os grandes meios de comunicação com notas e artigos alarmistas, que aventavam um tipo de relação perturbadora e sórdida. Vulgarizado como “sexting” (neologismo do jornalismo americano que une o …

por em

A homossexualidade nas escolas elementares

Noticiou-se recentemente que a Inglaterra adotou nas escolas primárias uma postura de aceitação da homossexualidade, apresentada por meio de histórias infantis, no sentido de evitar futuras discriminações. O assunto exige uma reflexão mais profunda que simplesmente concordar ou discordar da medida. A humanidade sempre conviveu com a homossexualidade, bastando para tanto lembrar da Grécia Clássica …

por em

A luta armada e a violência das ditaduras

O sistema político eleitoral brasileiro apresenta inúmeros problemas: a corrupção endêmica, a medida provisória, herança dos tempos da ditadura, o financiamento das eleições e as trocas oportunistas de partido, o que torna imperativo uma ampla reforma política. Feitas estas ressalvas, não há déficit de democracia no Brasil se por isto se entender competição partidária, voto …

por em

O funil da informação

Quem decide o que você pode ver e ouvir? Como você forma sua opinião sobre os acontecimentos recentes? Quais são os argumentos pró e contra que você conhece referentes a temas tão importantes como a transposição do rio São Francisco, Angra 3, o fato de o Brasil ter feito empréstimo ao Fundo Monetário Internacional, ou …

por em

Telesur e as mentiras da imprensa privada

A primeira libertação de reféns pelas Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), no início de 2008, já havia introduzido a Telesur, então com pouco mais de dois anos de atividades, no sistema informativo mundial. As imagens da emissora multiestatal, cujo lema é “Nosso Norte é o Sul”, cruzaram o mundo com tom próprio e postura …

por em

Garantir a soberania e os recursos naturais

Não há dúvida de que com o Ministério da Defesa foi possível estabelecer controle político sobre as Forças Armadas, assim como será possível alcançar unidade doutrinária, estratégica e operacional na execução da política de defesa do país. Mas, se o controle político se efetivou e a normalidade política se consolidou, no campo da Defesa, nada …

por em

O controle da mídia em debate

Agendada para dezembro de 2009, a I Conferência Nacional de Comunicação permitirá a realização de um debate público representativo sobre os rumos da comunicação de dimensão inédita no país. O encontro abrirá espaço para que Estado e sociedade civil, incluindo os setores empresariais, as entidades de trabalhadores e diversas outras organizações discutam diretrizes para políticas …

por em