Transição e dependência em Moçambique

No dia primeiro de agosto, em Caia, na província de Sofala, no coração de Moçambique, o presidente Armando Guebuza inaugurou, com grandes pompas, uma ponte sobre o Zambeze, o quarto rio mais longo da África. A cerimônia foi revestida de uma importância política e simbólica particular. O Vale do Zambeze, onde desemboca a obra, é …

por em

Uma guerra inútil, difícil de justificar e ganhar

Desde minha chegada a Peshawar, em meados de setembro de 2009, ouvi nove explosões, antecedidas por assobios cortantes. O som vinha de Hayatabad, subúrbio a oeste da cidade. O alvo desses foguetes? Um posto de guardas que monitora a fronteira com a região tribal de Khyber. Encorajado pelos americanos, o governo do Paquistão declarou, em 2002, guerra …

por em

Assassinatos teleguiados

No dia 5 de agosto de 2009, por volta da 1h30 da manhã, dois mísseis Hellfire (“fogo do inferno”) disparados por um robô americano atingem seu alvo em Laddah, uma aldeia remota do Waziristão do Sul, no Paquistão. A casa alvejada pertence a um dirigente religioso que apoia os talibãs, Maulana Ikram-ud-Din. Entre as doze …

por em

Um conflito iminente

Depois de meses de fracasso das negociações entre Teerã e o Ocidente sobre a questão do enriquecimento de urânio – enriquecimento ao qual o Irã tem direito, segundo o Tratado de não proliferação nuclear (TNP), mas que diversas resoluções do Conselho de Segurança da ONU proibiram –, a solução veio de onde menos se esperava. …

por em

Ambiguidades e contradições

Aparentemente a Conferência de Copenhagen e as próximas eleições presidenciais e para governadores estão determinando um “acréscimo de consciência ambiental” nos potenciais candidatos. No dia 9 de novembro o governador de São Paulo, José Serra, promulgou uma lei – a Política Estadual de Mudanças Climáticas – que assume como meta a redução de 20% dos …

por em

Amazon, Apple, Google: as gigantes do pós-crise

Em 2008, às vésperas de aceitar do governo dos Estados Unidos uma ajuda excepcional de US$ 45 bilhões, o banco Citigroup empregava 25 mil criadores de software e investia US$ 4,9 bilhões em tecnologia da informação. Antes de ruir, em setembro de 2008, o banco Lehman Brothers explorava, por sua vez, três mil softwares hospedados …

por em

Compartilhar as responsabilidades

Ao estabelecer, como ação voluntária, a redução de emissões de CO2 em um patamar entre 36,1% e 39%, o Brasil leva para Copenhague algo além de números a serem alcançados até 2020. O compromisso é uma evolução de paradigma nas negociações brasileiras junto à Conferência das Partes sobre o Clima, influenciando uma mudança de posição …

por em

Mutações na comunicação

A realização da Iª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), pela mobilização política que já provocou, marca o início de um novo tempo na formulação de políticas públicas para as comunicações no Brasil. As grandes mudanças que ocorrem hoje na própria organização capitalista dos meios de comunicação, implicam dizer que a democratização da comunicação não poderá …

por em

Os piores cenários possíveis

Qual é a situação do planeta em plena Conferência das Nações Unidas sobre a Mudança Climática? Primeiro balanço: tudo está bem mais acelerado do que se previa. A acumulação de gás carbônico, a elevação da temperatura, o derretimento das geleiras polares e das “neves eternas”, a desertificação dos terrenos, as secas, as inundações, tudo se …

por em

Uma dívida histórica do Estado com a sociedade

O tema da Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) aponta para o futuro: “Comunicação: Direito e Cidadania na Era Digital”. Nada contra. Afinal devemos mesmo olhar para a frente, especialmente numa área em processo acelerado de transformações. No entanto, no caso brasileiro, é também o setor em que a dívida do Estado para com a sociedade …

por em

É urgente conter o aquecimento global

Le Monde Diplomatique Brasil – Como a universidade se coloca diante de questões prementes, como as mudanças climáticas? Aziz Ab’Saber – Uma das questões mais importantes na atualidade é a universidade. Nos últimos tempos houve mudanças, protecionismos especiais, de tal maneira que muitas escolas superiores foram criadas. Estou preocupado com a qualidade do ensino superior, …

por em

Liberdade de empresa ou de imprensa

Os meios de comunicação – principalmente os que se julgam mais prejudicados e qualificam de “atentado à liberdade de imprensa” a proposta do governo argentino de substituir uma lei imposta pela ditadura – escamoteiam a reflexão sobre o marco global e os antecedentes internacionais nos quais deveria inscrever-se o debate sobre a nova Lei de …

por em

O planeta chega ao seu limite

Um recente artigo da renomada revista Nature, assinado por 29 cientistas, busca quantificar o impacto da atividade humana sobre a Terra, identificando processos biofísicos e seus limiares que, se transgredidos, podem gerar mudanças ambientais inaceitáveis1. Johan Rockström, da Universidade de Estocolmo, e os coautores propõem nove “limiares planetários”: mudança climática; perda da biodiversidade; interferência nos ciclos …

por em

A música como experimentação social

A paisagem é bucólica na Wabash Avenue, perto da 45th Street, no lado sul de Chicago. Alguns fiéis em suas roupas de domingo param em frente à fachada triangular da Saint Paul Church of God in Christ, a caminhonete do vendedor de sorvetes propaga seu refrão, enquanto esquilos descem rapidamente por galhos de árvores e …

por em

Os obstáculos no caminho de Copenhague

O Tratado de Copenhague, que ampliaria o alcance do Protocolo de Kyoto, o mais importante dos instrumentos destinados a lutar contra a mudança climática1, não verá a luz do dia. Todos se conscientizaram disso em decorrência das mais recentes reuniões-chave2 que pavimentaram a estrada rumo a essa cúpula, a ser realizada de 7 a 18 …

por em

Pichação, a marca da desigualdade social

Se a nossa pesquisa de público não estiver errada, boa parte dos leitores de Le Monde Diplomatique Brasil não tem muita familiaridade com a realidade dos pichadores. Talvez muitos achem que as letras estreitas e pretas que marcam os prédios de São Paulo colaboram para deixar a cidade com um aspecto sujo ou poluído. Para …

por em

Uma dívida providencial…

Por efeito de fartas injeções de dinheiro público, os bancos recobraram sua saúde. E até mesmo saíram da crise financeira maiores e mais poderosos do que eram anteriormente. Portanto, eles deverão se mostrar ainda mais propensos a fazer os Estados “reféns” quando da próxima tempestade. Este é o momento que os governos ocidentais e os …

por em

Triunfo do Estado gestor

Vivemos uma época enlouquecida. Temos a impressão de que uma espécie de onda gigantesca nos atinge e nos arrasa, varrendo o que havia antes” O cientista político Bernard Lacroix conseguiu resumir assim o desânimo dos sindicalistas, intelectuais, funcionários e cidadãos frente às reestruturações do Estado francês1. As reformas se sucedem aparentemente de maneira dispersa e …

por em

O renascimento da gestão pública

Enxugar o Estado, reduzir as intervenções públicas e combater a lentidão dos mecanismos burocráticos. Essa é a vocação do New Public Management (NPM), movimento britânico que orientou as reformas neoliberais empreendidas nos países ocidentais desde o início dos anos 1980. Mas ainda que bem definidas, as bases de sua doutrina constituem um autêntico “quebra-cabeça1”, no …

por em

Retrocessos e avanços do governo Bachelet

Sou mulher, socialista, separada e agnóstica – quatro pecados capitais. Mas vamos fazer um bom trabalho.” Foi assim que Michelle Bachelet saudou os chefes militares, no início de 2002, ao assumir as funções de ministra da Defesa, por designação do presidente Ricardo Lagos. O cargo, até então, nunca tinha sido confiado a uma mulher, e …

por em

Loucura: um novo terreno para a seguridade social

O dia 2 de dezembro de 2008 poderá marcar época na história da psiquiatria francesa. Não porque nesse dia, pela primeira vez, um presidente da República em exercício visitou um hospital psiquiátrico – o de Antony, na região parisiense –, mas pelo teor do discurso de Nicolas Sarkozy. Para ele, não resta nenhuma dúvida: os …

por em

Confronto de tecnologias

Às portas da Conferência de Copenhague, quando serão estabelecidos acordos mundiais sobre as mudanças climáticas, no Brasil assiste-se a uma grande movimentação de governos e empresas no sentido de adotar a incineração de resíduos sólidos domiciliares como solução do problema ambiental. Porém, ao queimar resíduos secos e úmidos, os incineradores contribuem com a emissão de …

por em