Uma oportunidade de reaproximação

Em seu discurso do Estado da União no início do ano, o presidente norte-americano Barack Obama anunciou que faria uma visita ao Brasil em março. Segundo ele, essa primeira visita à América do Sul servirá para “forjar novas alianças para o progresso nas Américas”. Foi um sinal claro de que os Estados Unidos pretendem, de …

por em

O Lugar das Tribos

Na noite de 15 de fevereiro de 2011, os cidadãos de Benghazi, a segunda maior cidade da Líbia, se reuniram para exigir a libertação do dr. Fethi Tarbel. Representando as famílias dos prisioneiros mortos em 1996, fuzilados na prisão de Abu Salim, em Trípoli, esse advogado foi detido sob acusação de “disseminar o boato de …

por em

O caso da usina de Belo Monte

Há aproximadamente 30 anos, ainda sob a tutela de um governo militar, o Brasil dava um importante passo para a construção do Estado Democrático de Direito que se consolidaria anos mais tarde: era aprovada a Lei da Política Nacional do Meio Ambiente (Lei 6938/81) que, entre outras coisas, instituiu entre nós o procedimento de avaliação …

por em

A monarquia ainda sob direito divino.

Os marroquinos estão há muito tempo habituados a se exprimir e não precisam do exemplo egípcio ou tunisiano”, declarou Khalid Naciri, porta-voz do governo e Ministro da Comunicação1. No entanto, a ebulição regional surtiu efeito sobre a população.Multiplicaram-se os apelos por uma monarquia constitucional real, e não especuladora, tanto nas redes sociais como entre militantes, …

por em

Da Soberania à Dependência

O alinhamento da diplomacia mexicana com a de Washington vem se dando desde a ascensão ao poder do presidente Calderón, em 2006, e contrasta fortemente com a independência reivindicada pelo Brasil frente aos Estados Unidos, o que pode ser observado em vários acontecimentos. Em dezembro de 2009, após a derrubada do presidente hondurenho Manuel Zelaya, …

por em

A ofensiva chinesa sobre a informação.

Se definirmos o “soft power” como o poder de influenciar as ideias e os comportamentos, vale acrescentar, então, que uma das suas componentes estratégicas é a informação e a sua difusão na escala mundial. Assim, lançando mão de acordos de cooperação e disponibilizando gratuitamente notícias da atualidade, artigos e programas radiofônicos, ou ainda implantando veículos …

por em

Sabotagem em Programas Nucleares

O início deste ano, Dmitry Rogozin, embaixador russo na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), causou polêmica ao pedir a abertura de uma investigação sobre o Stuxnet, vírus de computador que atacou as instalações nucleares iranianas nos últimos meses. O vírus, diz ele, poderia levar a uma explosão termonuclear em Bushehr, central de produção …

por em

Cinemateca Brasileira

LE MONDE DIPLOMATIQUE BRASIL–  O que a Cinemateca faz hoje? CARLOS– ACinemateca é uma instituição nacional de preservação e difusão do audiovisual brasileiro, e isso se traduz em muitas e variadas ações, que se desdobram e demandam diferentes estratégias. Estamos falando de filmes, vídeos analógicos e digitais e documentação correlata (fotografias, cartazes, roteiros, notícias de …

por em

A Itália redescobre a sua classe trabalhadora

Boa parte da Itália parece ter redescoberto a existência de uma classe trabalhadora combativa quando ocorreram os referendos sobre a flexibilização do trabalho e a redução de custos, impostos pela diretoria da fabricante de automóveis Fiat ao pessoal de duas unidades: Pomigliano d’Arco, próximo de Nápoles, em junho de 2010, e Mirafiori, em Turim, no …

por em

Refazendo o mundo a golpes de bisturi.

Na primavera de 2007, falando ao telefone com dois banqueiros, em seu escritório na Universidade de Middlebury, em Vermont, Laurie Essig anunciou que os Estados Unidos estavam na iminência de uma crise grave. Seu conhecimento de economia era parco, mas seu campo de pesquisa em sociologia, a cirurgia estética, a colocava num lugar privilegiado para assistir ao que ela chama de “a crise subprime do corpo1”. Nos Estados Unidos, de fato, 85% dos procedimentos estéticos – não só cirurgia, mas também tratamentos a laser ou injeções – são pagos por empréstimos. Eles não requerem …

por em

Atuns com escolta paramilitar

Em 9 de abril de 2010, no aeroporto das ilhas Seychelles, um avião cargueiro da força área espanhola descarregou um lote de metralhadoras e de fuzis de ataque proveniente do estoque do Exército. Os destinatários eram funcionários de empresas espanholas de segurança privada, beneficiárias de novos contratos de proteção dos atuneiros, que pescam ao largo …

por em

Autômatos da informação.

  Menos de 15% do que os jornais publicam interessa realmente à maioria das pessoas. Duas questões surgem então: Que tipo de informação fornecer?E quando fazê-lo exatamente? A internet poderia, pela primeira vez, permitir responder a estas questões com a ajuda de algumas novas ferramentas. Entre elas o Google Trends, um serviço que oferece a possibilidade …

por em

A nova noção de risco

nome da “competitividade” da economia, da “mobilidade”, “autonomia”, “responsabilidade” individuais, as regras e os valores que alicerçavam o Estado social europeu são temas de uma desconstrução metódica. O pacto que ligava, implícita ou explicitamente, os diferentes componentes da sociedade (capital, trabalho, Estado) é questionado de uma maneira gradual, mas muito eficazmente. Utilizando conceitos oriundos do …

por em

Ordem e progresso. Horror e escárnio.

É muito difícil escrever sobre o desaparecimento de Rubens Paiva. Como se eu fosse mais um a entrar sem pedir licença e, grosseiramente, revolver a ferida aberta há 40 anos, uma chaga que é a história de Eunice Paiva e seus filhos, e também a história do Brasil. Há 40 anos que a privacidade da …

por em

Uma outra proteção social

Todos os países da União Europeia dispõem de um sistema de proteção social. No entanto, por razões históricas, culturais e políticas, nenhum sistema nacional é idêntico ao do viz inho. Ainda assim, é possível agrupá-los em cinco famílias. A primeira, própria da França, Alemanha, Bélgica, Luxemburgo e Holanda, está ligada ao modelo chamado de bismarckiano. …

por em

A filha da solidariedade

A mutualidade nasceu da necessidade de solidariedade, fraternidade e igualdade em uma França regida pela Lei Le Chapelier.1 Na época em que o liberalismo de Napoleão Bonaparte triunfava, homens e mulheres tentaram coletivamente enfrentar as necessidades cotidianas, juntando o pouco que lhes sobrava. Le sou du linceul(O tostão do sudário), uma das primeiras associações conhecidas …

por em

E se o Próximo fosse o Irã?

As balas que matam podem ser xiitas ou sunitas, moderadas ou radicais, pró-ocidentais ou “anti-imperialistas”. As populações que morrem, também. Mas os regimes que atiram se parecem entre si. O de Trípoli, aliás, foi capaz de substituir a celebração da magia da revolução mundial por um recrudescimento da vigilância das fronteiras da União Europeia. As …

por em

Em busca da soberania.

Esse grande país muçulmano foi arrasado por greves e manifestações que duraram várias semanas. A crise econômica e social, os saques constantes do Estado perpetrados pela família do presidente e um autoritarismo sem limite abalaram esse pilar da política estadunidense na região. Apesar de tudo, Washington abandonou seu antigo aliado. A secretária de Estado pediu …

por em

O exército nas revoluções árabes.

Durante mais de 40 anos, no mundo árabe, a palavra exército rimou com golpe de Estado militar, estado de urgência, serviço secreto e vigilância. Essa instituição está na origem dos sistemas políticos, mas tornou-se pouco visível, apesar de muitas vezes aparecer como protetora da população e salvação do Estado. Embora o exército seja um dos …

por em

Entre o Estado e a sociedade.

A proteção social é uma conquista das lutas operárias do século XIX. As companhias de auxílio mútuo, a versão primeira das mutuais1, permitiria que essa emancipação original evoluísse em um quadro economicamente digno e acessível a um maior número de pessoas. Em 15 de março de 1944, o Conselho Nacional da Resistência (CNR) adotou um …

por em

A Nova agenda da transição

Nós estamos finalmente livres, mas a partida ainda não terminou e nada está decidido. A Tunísia corre o risco de reincidir nos seus pecados e sofrer uma recaída.” Num terraço de um barzinho em La Marsa, na periferia norte da capital, o jovem jornalista resume o pensamento dos seus concidadãos. Em todas as famílias e …

por em

Depois do “Dia de Fúria”.

A onda de protestos e mobilizações populares nos países do Oriente Médio traz grandes novidades. Anuncia uma verdadeira reconfiguração da geopolítica regional, que, ao que parece, desloca dos centros de poder a influência dos EUA na região e anuncia a formação de um novo bloco, islâmico e anti-Israel. As implicações destes acontecimentos para a ordem …

por em

Tudo dentro da ordem.

Contrariando a maioria dos prognósticos, a revolta egípcia foi desencadeada e liderada por uma coalizão de forças predominantemente laica e democrática – conformada por partidos, associações e redes de internautas. É verdade que as organizações de influência islâmica e seus membros, a título individual, participaram desse movimento, mas em pé de igualdade com formações de …

por em

Obama no Brasil

LE MONDE DIPLOMATIQUE BRASIL– Havia primeiro a ideia de que a presidente Dilma fosse aos Estados Unidos, mesmo antes da sua posse, para estreitar relações com o governo estadunidense. Isso aconteceu em várias oportunidades no passado. Ela não foi e Obama resolveu vir para cá. Que significado tem isso?   SEBASTIÃO VELASCO– A visita da …

por em

A revolução após a revolução

Agora chega, chega! Não podemos ficar eternamente festejando! É preciso construir o país, é preciso trabalhar!”. Ao volante do carro, a alguns passos da Praça Tahrir, no Cairo, Mohammed Farid Saad pragueja contra os festeiros que bloqueiam a rua e impedem-no de seguir caminho. É o fim de uma longa noite na qual eles passaram …

por em