Eleições vazias

Domingo, 7 de junho de 2009, 14 h. Na sala de votação há somente três eleitores: um idoso de terno e gravata e duas senhoras de cabelos brancos bem penteados. Uma delas se confunde diante da mesa de cédulas. Nessa região da França são 24 listas. Vindo em sua ajuda, o presidente da sala esclarece …

por em

Uma muralha contra o socialismo

“Vocês sonham com uma Europa unida, autônoma, socialista. Mas se ela recusar a proteção dos Estados Unidos cairá fatalmente nas mãos de Stálin1.” Essas considerações, feitas por um dos protagonistas de Os mandarins, romance de Simone de Beauvoir, têm o mérito de lembrar um fato essencial: logo depois do segundo conflito mundial, foi a Guerra …

por em

Primeiros passos de Obama

Para enfrentar a herança dos seus predecessores, o novo presidente dos Estados Unidos descartou a maior parte das ideias que eles haviam encampado. Mesmo assim, Barack Obama não agilizou o processo de retirada das tropas americanas do Iraque, e ainda enviou mais soldados para uma guerra sangrenta e sem saída no Afeganistão. No plano interno, …

por em

O avanço dos conservadores na Áustria

Klagenfurt, Áustria, 18 de outubro de 2008. Na praça central da cidade, 25 mil pessoas vindas de todo o país esperam em silêncio a transferência dos restos mortais de Jörg Haider, dirigente da extrema-direita austríaca e governador da região de Caríntia, morto alguns dias antes em um acidente automobilístico1. Uma comoção impressionante toma a multidão. …

por em

A nova Rouanet

Como se diz em linguagem jurídica: Est modus in rebus (há um limite para todas as coisas). Esta observação vem à mente ao se verificar a acalorada discussão quanto à reformulação da Lei Rouanet, criada em dezembro de 1991 – portanto, detentora de quase duas décadas de história –, e que se configura atualmente como …

por em

Mexer na poupança?

Há pouco mais de dois meses, o governo federal anunciou a intenção de mudar as regras da caderneta de poupança para evitar a migração dos saldos monetários aplicados em renda fixa para a poupança. Seguiu-se uma grande confusão, em parte por essa preocupação não fazer sentido para a maioria das pessoas. Afinal, qual o problema …

por em

O ‘olé’ do crédito hipotecário

A crise não parece assombrar as ruas de Madri, ainda que a Espanha seja um dos países mais atingidos pela recessão da economia mundial. A vida continua. Claro, os trabalhadores demitidos e aqueles temporários que não tiveram seus contratos renovados manifestam sua cólera de vez em quando. Também já não se vê mais tanta gente …

por em

Um depoimento pessoal

Em 1972, um grupo de alunos das ciências sociais da Universidade de São Paulo (USP), eu inclusive, reabriu o Ceupes, o centro acadêmico das ciências sociais. Um ato corajoso num período em que professores e alunos eram presos pela polícia política da ditadura. Nas assembleias que realizávamos, havia sempre alguns homens desconhecidos, de terno, acompanhando …

por em

Uma resposta ao mercado

O Shore Bank, um banco social que quer mudar o mundo dando acesso ao crédito a populações desfavorecidas dos bairros populares de Chicago, Detroit e Cleveland; uma sociedade cooperativa, a Autocool, que oferece um serviço de partilha comunitária de veículos, acessível 24 horas por dia e sete dias por semana, baseado numa rede situada em …

por em

Mudanças climáticas e verdades inconvenientes

Aproxima-se a 15ª Conferência das Partes (CoP-15) da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança de Clima e a 5ª Reunião das Partes do Protocolo de Quioto, que acontecerão em Copenhague, em dezembro de 2009, momento no qual se espera sejam tomadas decisões políticas importantes para reorientar as atividades econômicas e sociais, a fim de …

por em

A justiça restaurativa de El Salvador

“O que despoja a vítima é o silêncio” Jon Sobrino Em março de 2009, na Capela dos Mártires da Universidade Centroamericana José Simeón Cañas (UCA), em São Salvador, foi instalado o primeiro Tribunal Internacional de Justiça Restaurativa para El Salvador. O local é o mesmo onde, há duas décadas, seis jesuítas foram assassinados por militares. …

por em

O arcaico e o novo na Amazônia

Vários estudos recentes têm exposto diferentes facetas do modelo econômico arcaico e predatório ainda predominante na Amazônia brasileira. Em que pesem os esforços realizados pelos governos federal, estaduais e municipais e pela sociedade civil nos últimos anos – o que resultou em redução contínua nos índices de desmatamento desde 2005 –, o fato é que …

por em

Na Nicarágua, a sobrevida do sandinismo

“Eu não me renderei. Esperarei vocês aqui. Quero uma pátria livre ou a morte.” Não faltou coragem na resposta de Augusto César Sandino à carta de um chefe militar americano que ameaçava persegui-lo sem parar caso ele não depusesse suas armas. A Nicarágua já havia sofrido várias invasões dos Estados Unidos: a primeira, entre 1854 …

por em

O caminho para um outro paradigma

O Brasil reúne todas as condições para se tornar um laboratório, em escala mundial, da transição para as energias renováveis. É preciso aproveitar a sua capacidade para avançar no sentido da invenção de uma biocivilização moderna, mostrando uma saída possível para a humanidade. Ignacy Sachs professor e economista polonês, é especialista em desenvolvimento sustentável e …

por em

A fantasia da Filarmônica de Nova York

No dia 25 de fevereiro de 2008, 75 jornalistas se apinhavam no portão de embarque da Asiana Airlines, no Aeroporto Internacional de Pequim, China. Os correspondentes, vindos de todo o mundo, aguardavam ansiosos pela oportunidade de viajar ao destino proibido: Pyongyang, a capital norte-coreana. A maioria nunca tinha estado lá e alguns já haviam tentado …

por em

O Brasil atômico

Enquanto a sociedade brasileira se volta ao calendário cultural do Ano da França no Brasil, a relação entre os dois países ganha novos contornos geopolíticos com o avanço da cooperação nuclear. Um dos patrocinadores do rendez vous é a estatal francesa Areva, empresa que desenvolve e vende reatores nucleares e participa do projeto de construção …

por em

O rock n’roll na conquista espacial

Um jornalista exibindo seu topete e uma capa impermeável de plástico ridícula se aproxima de Jimi Hendrix. “Sou do The New York Times”, diz ao músico. Hendrix retribui com um sorriso cansado e responde: “Prazer. E eu sou de Marte”1. A brincadeira carrega alguma verdade. Durante os primeiros 15 anos das grandes expedições espaciais, o …

por em

A monocultura avança sobre a floresta

Para regular a expansão da fronteira agropecuária em todo o território nacional, o Congresso argentino sancionou, em dezembro de 2007, a “Lei de Orçamentos Mínimos Ambientais para a Proteção dos Bosques Nativos”. Buscava assim colocar um freio no avanço de capitais privados sobre os terrenos virgens – que representam somente 12% do território nacional1 – …

por em

Um sonho californiano

Vinte quilômetros ao sul de São Francisco, às portas do Vale do Silício, nos Estados Unidos, a companhia Solazyme Inc. persegue um novo sonho. Após o boom dos semicondutores, é aqui que centenas de laboratórios procuram o Graal do século XXI: um combustível sintético à base de microalgas, tão potente quanto as energias fósseis. Para …

por em

Um projeto que não admite contestações

No dia 9 de junho passado, uma tropa de choque da Polícia Militar paulista, fortemente armada, atacou um grupo de estudantes e funcionários técnico-administrativos da Universidade de São Paulo (USP) dentro do campus, após uma manifestação pacífica. Parte dessa operação ocorreu próximo a uma assembleia dos docentes da universidade que, ao ouvirem os sons de …

por em

O caldeirão das disputas políticas

“Não se trata de pessoas no fim do mandato que tem apenas alguns meses pela frente. Se preparem para mais cinco anos de exercício.” Foi assim que, nove meses antes da eleição geral de 12 de junho de 2009, o aiatolá Ali Khamenei explicitou para vários membros do governo a sua preferência pelo prolongamento do …

por em